quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

SIVALDO ALBINO SUGERE QUE EVENTOS DO ESTADO EM GARANHUNS, SEJAM DISCUTIDOS COM POPULAÇÃO LOCAL

Marcelo Canuto, novo Presidente da Fundarpe, ao lado de
Sivaldo Albino, que a partir do dia 04 de Fevereiro é Deputado
estadual em Pernambuco. (Foto: Assessoria do Deputado)

As polêmicas vivenciadas na última edição do Festival de Inverno de Garanhuns, realizada no mês de julho de 2018 em sua vigésima oitava edição e que produziram comentários e manchetes negativas do evento em todo o país, em virtude de declarações consideradas pela população como ofensivas ao Cristianismo e desrespeitosas às famílias, protagonizadas por artistas no palco principal da festa, certamente servirá como experiência,  mas que não deve se repetir este ano de 2019.

É que, com a mudança da Presidência da FUNDARPE, órgão do Governo de Pernambuco responsável pela realização do FIG, deverá haver uma maior participação de garanhuenses nas decisões e até na grade de programação.

A sugestão ao Governo partiu de Sivaldo Albino (PSB), ex vereador e ex gerente da Casa Civil do Governo Paulo Câmara e que assumirá no dia 04 de Fevereiro uma vaga na ALEPE como deputado  estadual, representando Garanhuns e o Agreste.

O futuro parlamentar participou na última terça feira (22) da posse do novo gestor da Fundação, Marcelo Canuto. Segundo Sivaldo, o momento serviu também para aprofundar essa nova visão do FIG juntamente com Canuto – que já havia assumido em 2014 a Secretaria de Cultura do então Governo Eduardo Campos -  e com o Secretário de Cultura do Estado, Gilberto Freyre Neto. Ainda de acordo com o futuro parlamentar garanhuense, as conversas giraram em torno dos investimentos culturais e de projetos que possam favorecer esta e outras regiões de Pernambuco.

Albino se colocou à disposição de ambos para que os Festivais voltem a ser grandes e a cultura e artistas locais mais valorizados. Uma das pautas para a melhoria desse relacionamento estaria, principalmente, em abrir espaço para opiniões dos envolvidos no FIG, o que geraria um maior entendimento e atendimento dos anseios populares. Sem polêmicas.