sábado, 6 de outubro de 2018

IBOPE E DATAFOLHA APONTAM CHANCE DE VITÓRIA DE CÂMARA NO 1º TURNO EM PERNAMBUCO


Na véspera das eleições, novas pesquisas Ibope e Datafolha, divulgadas neste sábado (6), apontam que o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), mantém vantagem em relação ao senador Armando Monteiro (PTB) e pode se reeleger em primeiro turno neste domingo (07).
Na pesquisa do Ibope, Câmara aparece com 51% dos votos válidos, e Monteiro, com 37%.
No Datafolha, Câmara chegou a 52% na intenção de voto, considerados os votos válidos. Monteiro aparece com 35%.
A margem de erro, tanto no Ibope quanto no Datafolha, é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

JORNALISTA FERNANDO RODOLFO PODE SER A MAIS NOVA SURPRESA DA POLÍTICA PERNAMBUCANA

O jornalista Fernando Rodolfo pode vir a integrar a Câmara Federal em Brasilia. Foto: FCA

Dono de um temperamento destemido o jornalista e candidato a uma vaga na Câmara Federal, Fernando Rodolfo (PHS) vem realizando uma bem sucedida campanha que pode leva-lo ao seu objetivo.

Segundo analistas e observadores políticos de Caruaru – terra onde se concentra o seu maior número de eleitores - , Rodolfo, apesar de ser nascido em Garanhuns, deve ser um dos mais votados na terra de Vitalino, provavelmente ficando atrás apenas do veterano Wolney Queiroz, filho do ex prefeito daquela cidade, Zé Queiroz (PDT)
Fernando Rodolfo iniciou sua vida profissional trabalhando em emissoras de rádio do agreste. Em Garanhuns, se destacou na apresentação do programa ‘Jornal da Sete’, veiculado pela Rádio FM Sete Colinas, noticiário criado pelo jornalista Roberto Almeida e que também teve como apresentador o jornalista Marcos Antônio, atualmente na Rádio Difusora de Alagoas. À época se se acentuava sua vocação ao jornalismo investigativo, especializado em desvendar mistérios e fatos ocultos do conhecimento público, sendo um dos mais proeminentes nesse segmento.  

O senador e candidato ao Governo de Pernambuco, Armando Monteiro (PTB)
 prestigiou a inauguração do comitê do Jornalista em Garanhuns. 
Após sua passagem pelo rádio, Fernando trabalhou como repórter na TV jornal Caruaru. Na emissora, foi o primeiro repórter a entrevistar os denominados ‘Canibais’ presos em Garanhuns, pauta que rendeu matéria nacional, mas que também serviu para criar desafetos na política: Nesta matéria, o jornalista aproveitou para exibir o estado de deterioração da delegacia mostrada na reportagem, fato que, segundo ele, causou constrangimento da direção da TV Jornal com o então governador Eduardo Campos. Por exibir imagens, segundo a empresa ‘além do que devia’, Rodolfo foi transferido de setor dentro da TV, passando a cobrir apenas reportagens de menor relevância.

Incomodado com a situação e decidido a ampliar seu campo de atuação profissional, Fernando foi à sede do SBT em São Paulo e, como já era conhecido da casa por haver inúmeras vezes emplacado matérias em nível nacional, foi admitido, tendo posteriormente conquistado o cargo de produtor no programa ‘Conexão Repórter’, onde trabalhou ao lado do jornalista Roberto Cabrini. A partir dessa passagem pelo veículo nacional, o jornalista ganhou experiência, visibilidade e notoriedade e na sua volta ao nordeste e novamente à Caruaru,  passou a ancorar um telejornal na mesma emissora, também afiliada do Grupo Silvio Santos.   

Após este período, conquistou uma boa audiência do público caruaruense e interiorano até de maneira inusitada ser demitido pela TV no início de junho deste ano. O profissional passou então a utilizar suas mídias sociais para justificar sua saída ao seu público e atribuiu essa demissão à manobras do governador Paulo Câmara (PSB), em razão de duras críticas que o apresentador vinha fazendo a gestão socialista .

Inicialmente resistindo aos convites para integrar uma legenda e se candidatar a cargo eletivo, foi vencido pela insistência e argumentos de amigos e familiares que apontaram para a possibilidade do mesmo tornar-se porta vez dos oprimidos na região, o que já fazia na imprensa. Assim, Rodolfo filiou-se ao Partido Humanista (PHS) e, com apoio do empresário caruaruense Douglas Cintra, do ex prefeito de Caetés, Zé da Luz e outras lideranças botou o pé na estrada, literalmente. 

Compondo a base do Senador Armando Monteiro (PTB), candidato a governador e com apoio em diversas cidades do Agreste Meridional e Setentrional, em uma onda crescente nas intenções de voto, Fernando Rodolfo pode ser uma das surpresas políticas nestas eleições e já é um dos mais cotados entre os novos nomes da política pernambucana para uma vaga na Câmara Federal.