sábado, 8 de setembro de 2018

JORNALISMO PERNAMBUCANO MAIS POBRE COM A MORTE DE GRAÇA ARAÚJO

Reprodução: TV Jornal Recife
E toda a imprensa e sociedade pernambucana ainda perplexas com a morte da jornalista Graça Araújo, apresentadora da TV e Rádio Jornal Recife. O anúncio da morte de Graça, ocorrida no Recife, se deu no início da tarde deste sábado (08).

Graça Araújo, ou Maria Gracilane Araújo da Silva, natural de Itambé, Zona da Mata de Pernambuco. Ariana, atleta, jornalista prestigiada e querida pelos pernambucanos, pela frequência com a qual estava em todos os lares do estado que sintonizavam via TV ou Rádio, no seu criativo e bem conduzido ‘Consultório de Graça’.  

A jornalista que tinha 62 anos, sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico na quinta-feira (6) e, neste sábado, teve falência múltipla nos órgãos. A informação foi confirmada pelo Hospital Esperança, unidade de saúde em que ela estava internada.

Segundo a neurologista Silvia Laurentino, Graça estava em coma profundo e estava sendo monitorada para uma possível doação de órgãos, desejo sinalizado pela família. "Estávamos monitorando para entrar em contato com a central de transplantes e estava tudo ok", relata.

No entanto, o funcionamento irregular dos órgãos foi notado pela equipe do hospital. "O coração começou a bater muito fraquinho e a pressão caiu subitamente. Nessas condições não houve tempo de fazer o contato para todo preparo para doação [de órgãos", disse a médica. A morte ocorreu às 12h55, de acordo com a direção médica do hospital.

O velório está marcado para começar às 19h deste sábado (8), no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife. A cremação acontece às 16h do domingo (9).

GRAÇA ARAÚJO NO FIG

Tive a oportunidade de conhecer pessoalmente a profissional no palco em uma das edições do ‘Festival de Inverno de Garanhuns’, quando ela participou comigo e com Marcos Cardoso da apresentação do evento na ainda Esplanada Guadalajara.

Naquele momento, eram exercidas muitas pressões da política local e estadual para a participação de profissionais da comunicação de Garanhuns no Festival e mesmo com bons profissionais locais, havia sempre a indicação por parte da Fundarpe de um apresentador ligado ao órgão estatal.    

E SE A MODA PEGA? CANDIDATO À DEPUTADO, FERNANDO RODOLFO É AMEAÇADO ATRAVÉS DE REDES SOCIAIS

Candidato bate forte contra marginalidade e ameaças podem vir de presídios.
Imagem: FCA

E após a tentativa de homicídio contra o candidato a presidência da república e Deputado Federal Jair Bolsonaro, ocorrida nesta quinta feira (06) e investigada agora pela Polícia Federal, parece que os candidatos pelo país deverão rever suas estratégias de segurança.

Segundo informações da Assessoria de imprensa do candidato a Deputado Estadual pelo PHS, o garanhuense Fernando Rodolfo, circula pelas redes sociais há algumas horas uma mensagem anônima, com ameaças de morte ao jornalista. O texto ao que tudo indica foi escrito por detentos do presídio de Canhotinho e manda um recado pra o jornalista: “queremos que você vá pra Canhotinho de novo. Até Bolsonaro já levou um desacerto. Abra o olho que você não sabe nem o mínimo que pode acontecer com você”.

Rodolfo prestou queixa em delegacia de Caruaru sobre a
suposta ameaça (Foto: Assessoria do candidato)
Noutra parte da mensagem, os bandidos reforçam a ameaça: “Pode levar a polícia com você porque até o Exército corre”. O fato já foi comunicado às autoridades policiais e o departamento jurídico da campanha irá pedir reforço policial para o candidato.

O CASO -  Fernando Rodolfo postou em suas redes sociais na última quinta-feira, um vídeo criticando a saída temporária que os detentos do regime semi-aberto tem direito e anunciando a intenção de ser uma voz no parlamento federal contra essa regalia, caso seja eleito deputado no próximo dia 7. No vídeo é possível ver o momento em que um dos presos bate boca com o candidato. “Quem tá errado é você, que derramou o sangue de gente inocente”, disse Rodolfo.

Vale lembrar que essa ideia é defendida por Fernando já faz muito tempo e foi bastante explorada durante seus programas de televisão.

AUTOR DE ATENTADO CONTRA BOLSONARO JÁ SEGUIU PARA PRESÍDIO FEDERAL

Fotos: Reprodução GloboNews
Acusado de ter atacado o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) à faca, Adélio Bispo de Oliveira segundo as investigações inicial da Polícia Federal agiu sozinho e por motivação política. Mesmo assim, a Polícia também investiga a possibilidade de existirem cúmplices na ação criminosa.
Dentre os motivos estaria o “discurso de ódio” do deputado federal e candidato à presidência nas eleições 2018. É o que sustenta a defesa do acusado, que nesta sexta-feira, 7, participou da audiência de custódia que definiu que Oliveira será transferido para um presídio federal.


Ele (Adelio) salienta que agiu de forma solitária. Aquele dolo, aquela intenção, era só dele. Não estava mancomunado, não havia concurso de pessoas”, disse o advogado Zanone Manoel de Oliveira Júnior, um dos quatro que defendem o acusado. Segundo Oliveira Júnior, o grupo aceitou defender Adélio “por questões de igreja e familiares”.

Os advogados dizem que o enquadramento na Lei de Segurança Nacional e a transferência para um presídio federal foram corretos, mas afirmam que há “atenuantes” que deverão ser levados em conta ao longo do processo. Um deles seria uma possível condição de insanidade mental.

O criminoso foi transferido na manhã deste sábado para o presídio federal de Campo Grande, onde deve ficar isolado.