quarta-feira, 5 de setembro de 2018

NOVOS NÚMEROS NA PESQUISA IBOPE EM PERNAMBUCO: CÂMARA MANTÉM DIANTEIRA

Imagem: Reprodução TV

E poucas horas após a divulgação da pesquisa da TV Record, produzida pelo Instituto Real Time Big Data, na qual o governador e candidato à reeleição em Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), apareceu liderando, ainda mas empatado tecnicamente com o seu oponente Armando Monteiro (PTB), e à frente na estimulada com apenas 3 pontos, no início da noite desta mesma Quarta feira (05), uma outra pesquisa, desta vez produzida pelo Ibope, mostra uma ampliação da vantagem de Câmara em relação à Monteiro.

VAMOS AOS NÚMEROS:

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (5) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o governo de Pernambuco:

Paulo Câmara (PSB): 33%
Armando Monteiro (PTB): 24%
Julio Lossio (Rede): 3%
Maurício Rands (PROS): 2%
Ana Patrícia Alves (PCO): 1%
Simone Fontana (PSTU): 1%
Dani Portela (PSOL): 1%
Brancos/nulos: 24%
Não sabe/não respondeu: 11%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo "Jornal do Commercio". É o segundo levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.
No levantamento anterior, feito de 17 a 19 de agosto, os percentuais de intenção de votos eram os seguintes:

Quem foi ouvido: 1.204 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais
Quando a pesquisa foi feita: 2 a 4 de setembro
Registro no TRE: PE-00240/2018
Registro no TSE: BR-01246/2018

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro
0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado

ESPONTÂNEA

Na modalidade espontânea da pesquisa Ibope (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

Paulo Câmara (PSB): 15%
Armando Monteiro (PTB): 10%
Julio Lossio (Rede): 1%
Ana Patrícia Alves (PCO): 0%
Maurício Rands (PROS): 0%
Dani Portela (PSOL): 0%
Simone Fontana (PSTU): –
Outros: 4%
Branco/nulo: 26%
Não sabe/não respondeu: 45%

REJEIÇÃO

O Ibope também mediu a taxa de rejeição (o eleitor deve dizer em qual dos candidatos não votaria de jeito nenhum). Nesse item, os entrevistados puderam escolher mais de um nome. Veja os índices:

Paulo Câmara (PSB): 33%
Ana Patrícia Alves (PCO): 25%
Armando Monteiro (PTB): 24%
Dani Portela (PSOL): 24%
Julio Lossio (Rede): 23%
Simone Fontana (PSTU): 22%
Maurício Rands (PROS): 20%
Poderia votar em todos: 3%
Não sabe/não respondeu: 18%

GOVERNO DE GARANHUNS NEGA IRREGULARIDADE EM CONTAS E DIZ QUE AÇÃO DO MPPE É ABUSIVA

Em razão das notícias divulgadas durante esta semana, nas quais o prefeito de Garanhuns Izaías Régis (PTB) poderia ser penalizado no crime de improbidade administrativa, em razão de reprovação de contas públicas, a prefeitura municipal enviou ao órgãos de comunicação uma nota e documentação oficial esclarecendo os fatos.

Abaixo, reproduzimos na íntegra esta a Nota. Na sequencia, o Parecer Prévio do TCE

A Prefeitura Municipal de Garanhuns, através de sua Procuradoria, vem se pronunciar diante das informações do ajuizamento de uma Ação de Improbidade Administrativa promovida pelo Ministério Público de Pernambuco - MPPE. Informamos que tais alegações se baseiam apenas em ressalvas contidas na aprovação, por unanimidade, das contas do prefeito Izaías Régis, relativas ao exercício de 2014, realizadas pelo Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco – TCE, por meios dos seus Conselheiros.

Temos o maior respeito à instituição do Ministério Público, principalmente quando é esta a defensora e guardiã da Constituição e dos Direitos Fundamentais, entretanto, no caso presente, estamos vivenciando o manejo de uma ação sem fundamento, considerando que, conforme já declarado e comprovado, no documento anexo, a prestação de contas do exercício de 2014 foi aprovada por unanimidade pelos Conselheiros do TCE, onde categoricamente afirmaram inexistir dano ou falhas ilegais, permanecendo apenas falhas formais incapazes de levar à rejeição ou que caracterizassem qualquer dano ao erário do município.

Com efeito, é importante observarmos que, para a caracterização das condutas ilícitas consideradas como sendo de enriquecimento ilícito e ofensa aos princípios, respectivamente, os artigos 9º e 11° da Lei de Improbidade Administrativa é essencial a evidência do dolo do agente, ou seja, caberia ao Ilustre Ministério Público, autor da Ação de Improbidade Administrativa, trazer elementos que não deixem dúvida a respeito de que o agente agiu deliberadamente com dolo (vontade consciente de praticar os atos estabelecidos nos referidos permissivos legais), o que nem de longe conseguiu demonstrar nessa Ação Civil Pública, pois claramente é inexistente.

Temos a clara convicção, por acreditarmos na Justiça, que a abusividade dessa ação deve e será rechaçada pelo Poder Judiciário, tendo em vista que não estão caracterizados nenhum dos atos que levem à improbidade administrativa como defendido e não comprovado na inicial. Temos certeza e confiança no poder judiciário que dará a palavra final reconhecendo a inexistência dos atos ditos ímprobos, por ser o judiciário guardião da verdade e da justiça, o que consequentemente demonstrará a legitimidade e correção absoluta na conduta do gestor e defensor deste amado município.





NOVA PESQUISA MOSTRA PAULO CÂMARA EMPATADO COM ARMANDO MONTEIRO NA CORRIDA ELEITORAL

Imagem: Reprodução TV

Segundo o Blog do Edmar Lyra, o Instituto Real Time Big Data realizou levantamento entre os dias 31/08 e 01/09 para governador e senador de Pernambuco. O Instituto ouviu 1.200 entrevistados com margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos e intervalo de confiança de 95%. O número do registro no TSE é: 2352/2018.

Na espontânea, quando o eleitor fica responsável por dizer os nomes dos candidatos Paulo Câmara (PSB) lidera com 14%, seguido de Armando Monteiro (PTB) com 12%, Maurício Rands (PROS) com 3% e Julio Lossio (Rede Sustentabilidade) 2%, Dani Portela (PSOL) tem 1%, brancos e nulos 15%, indecisos somam 54%.

Já no cenário estimulado, Paulo Câmara tem 26%, seguido de Armando Monteiro 23%, Maurício Rands 6%, Julio Lossio 5%, Dani Portela 2% e Ana Patricia Alves com 2%. Simone Fontana não pontuou. Brancos e nulos 25% e indecisos 11%.

Na simulação de segundo turno Paulo Câmara aparece com 35% contra 32% de Armando Monteiro. Brancos e nulos 25% e indecisos 8%. 

REJEIÇÃO

A rejeição dos candidatos aponta Paulo Câmara com 47%, Armando Monteiro com 33%, Julio Lossio 16%, Dani Portela 14%, Simone Fontana 15%, Maurício Rands 14% e Ana Patricia Alves 14%.

Na disputa pelo Senado, Jarbas Vasconcelos (MDB) surge com 28%, Mendonça Filho (DEM) com 23%, Humberto Costa (PT) 22%, Bruno Araújo (PSDB) 14%, Silvio Costa (Avante) 13%, Pastor Jairinho (Rede) 6%, Eugênia (PSOL) 5%, Albanise (PSOL) 2%, Outros 4%, Indecisos voto 1 chegam a 13%, indecisos voto 2 chegam a 40%, brancos e nulos voto 1 chegam a 13% e brancos e nulos voto 2 atingem 17%.

INEP DIVULGA META DO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA

Foto: Camila Queiroz

De acordo com o resultado a Rede Municipal de Garanhuns atingiu uma média maior do que a estipulada para os Anos Iniciais no Índice Anterior. Nos Anos Finais, a média da Rede Municipal de Garanhuns ficou em 3,7, um resultado 0,3 menor que a meta projetada, que era de 4,0. Aqui em Garanhuns, a meta estipulada em 2015 foi de 4,4 para os Anos Iniciais e o resultado, do ano de 2017, chegou a 4,7.

Sobre O Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb), ele tem o intuito de medir a qualidade do aprendizado nacional e construir metas para melhoria de ensino, por meio da realização de uma prova que ocorre a cada dois anos.

A secretária de Educação, Eliane Vilar afirma estar contente com o resultado e a equipe vai continuar trabalhando para superar novos números. “É na educação de base, nos anos iniciais, que começamos a desenvolver o poder que a Educação tem em nossas vidas e no futuro da sociedade. Estamos contentes com o resultado e iremos continuar trabalhando para superar novos números”, avaliou.