quarta-feira, 4 de julho de 2018

TITÃS ENCERRARÁ FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS


O grupo Titãs, um dos ícones da década de 1980, mas que sobreviveu (e muito bem obrigado) às profundas mudanças culturais vivenciadas na nossa patria brasilis nos últimos tempos, que desvalorizou parte da cultura nacional, estará de volta à Garanhuns e mais uma vez dentro do maior evento artístico cultural do Nordeste.

O Titãs, se apresentará encerrando o Festival de Inverno de Garanhuns, no dia 28 de Julho, na Praça Mestre Dominguinhos, palco principal do evento. O grupo de pop rock paulistano tem 35 anos de estrada e no seu repertório certamente apresentará os clçassicos ‘Flores’, ‘Epitáfio’, ‘O pulso’, ‘Miséria’, além de canções mais recentes incluindo agora o single “É Você”, da ópera rock Doze Flores Amarelas, uma balada de piano que já toca nas rádios de todo o país.

Frente ao grande e crescente público, a banda se reinventa nos palcos ao trazer Tony Bellotto cantando três canções pela primeira vez na carreira, “Isso”, “Pra Dizer Adeus”, além de dividir os vocais em “Lugar Nenhum” com Beto Lee, que também inova e surpreende os espectadores ao cantar “Televisão”.  

Sérgio Britto e Tony Bellotto, agora acompanhados por Beto Lee na guitarra, Mário Fabre na bateria e Lee Marcucci, que assume o baixo até o retorno de Branco Mello aos palcos, prometem muito rock no FIG 2018.

A PARTIR DE 13 DE JULHO, GARANHUNS RECEBE 1ª EDIÇÃO DA CASA DAS ARTES


A programação cultural da cidade de Garanhuns, no Agreste Meridional pernambucano, contará este ano com uma novidade com potencial para movimentar ainda mais o cenário das artes locais, já em ebulição por conta do tradicional Festival de Inverno de Garanhuns: trata-se da Casa das Artes, iniciativa promovida pela Rádio Marano, que funcionará na Av. Rui Barbosa, número 301, bairro de Heliópolis, entre os dias 13 e 28 de julho. A ideia surgiu de uma conversa entre Jorge Branco, diretor da Marano, e sua esposa, a deputada estadual Priscila Krause, com Waldéria Santana e a artista plástica Socorrinho Gueiros, sobre o potencial, as necessidades e dificuldades dos artistas da cidade.

Aberto ao público diariamente das 10h às 21h, o espaço reunirá mostra de arte e artesanato, espaço de gastronomia, exposição de antiguidades, apresentações de dança e grupos culturais. A ideia é privilegiar objetivamente os talentos locais, oportunizando a exposição da arte garanhuense a moradores e turistas de todas as regiões do País.

Diretor da Rádio Marano FM, Advogado
Jorge Branco, ao lado da sua esposa,
Deputada Priscila Krause
Para o diretor da Rádio Marano, Jorge Branco, a Casa das Artes preencherá uma lacuna do cenário cultural de Garanhuns no período do Festival ao possibilitar mais espaço aos artistas da terra a apresentação do seus talentos. “Decidimos apostar nesse projeto, abrindo as portas ao público, para divulgarmos a cidade de Garanhuns e as artes genuínas daqui. Promover nossa cidade através dos nossos talentos culturais é a forma como a Marano encontrou para contribuir ativamente durante esse período de festa. É a realização de um desejo antigo dos que fazem o cenário cultural de Garanhuns”, classificou. A entrada na Casa será gratuita.

Todos os artistas que compõem o quadro de programação da Casa das Artes foram convidados, não arcando com qualquer custo de possíveis inscrições. No artesanato, participam da feira quatro associações: Associação Feira e Artes (Afa), Associação Feira do Parque (AFP), Associação da Casa do Artesão (Aca) e Centro de Ação Social e Artística de Garanhuns (Casag). No circuito gastronômico, estarão na Casa das Artes o Café República, as cachaças Sanhaçu, a Cervejaria Ekaüt e uma exposição de licores artesanais.

Na programação de mostras, está confirmada a exposição de câmeras fotográficas de Robson Ferreira, com relíquias que datam de 1965. Também compõem a programação os quadros e as esculturas do artista plástico Adeildo Monteiro, as esculturas de madeira do Mestre Fida, as produções da pintora impressionista Socorrinho Gueiros, os quadros surrealistas de Espedito Dias, os traços e impressões do artista plástico e grafiteiro Rubens Costa, as pinturas em vidro de Paulo Lemos Arnozo, os painéis de Adelmar Almeida, as pinturas em tecido e óleo sobre tela de Lola Luna, as pinturas em acrílico sobre tela de Jáder Cysneiros, as pinturas de Suelly Vaz, os mosaicos e telas de Ana Isabel e as artes de Sueli Medeiros, entre outros.

_______________________________________________________________
SERVIÇO:
Casa das Artes
Curadoria Waldéria Santana
De 13 a 28 de julho
Das 10h às 21h
Entrada gratuita
Av. Rui Barbosa, número 301, Heliópolis, Garanhuns – PE
Abertura: 13 de julho (sexta-feira), 19h


           


APÓS A MORTE DE GUILHERME UCHOA, PASTOR CLEITON COLLINS ASSUME, INTERINAMENTE, PRESIDÊNCIA DA ALEPE

Foto: Marlus Costa

Com morte do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Guilherme Uchoa (PSC), quem vai assumir o comando da casa interinamente, é o primeiro vice-presidente, pastor Cleiton Collins (PP), que ficará durante o mês de julho, para que em agosto, na volta do legislativo, no prazo em até cinco reuniões, aconteça uma nova eleição para vaga de presidente da casa.

Na ordem de sucessão, está o segundo vice-presidente o deputado Romário Dias (PSD), partido aliado ao governo do estado. Já o terceiro suplente Sérgio Leite (PSC) assume a vaga de Uchoa como deputado na Alepe. Sérgio fazia parte da coligação do PDT na época que Guilherme Uchoa foi eleito. Nesta manhã, a Alepe realizou uma reunião ordinária de abre e fecha, mas não houve expediente na casa.

Guilherme Uchoa faleceu na madrugada da última terça-feira (3), no Hospital Português, no Recife. Vítima de edema pulmonar e parada cardíaca, o deputado estava em seu sexto mandato e ocupava a presidência da casa, também pela sexta vez. O velório aconteceu nesta manhã no plenário novo da Alepe e o sepultamento será à tarde, no Cemitério de Igarassu.  

CINCO CIDADES DE PERNAMBUCO ESTÃO EM ALERTA POR RISCO DE PARALISIA INFANTIL


Ministério da Saúde faz alerta para o perigo de reintrodução da pólio no Brasil
Foto: José Cruz/ Agência Brasil
As baixas coberturas vacinais, principalmente em crianças menores de 5 anos, acenderam uma luz vermelha no País. Em reunião com representantes de estados e municípios, o Ministério da Saúde alertou que 312 municípios brasileiros estão com cobertura vacinal abaixo de 50% para a poliomielite – ou “paralisia infantil”, uma doença infectocontagiosa viral aguda já erradicada no País e caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito. Em Pernambuco, cinco municípios fazem parte dessa lista: Jaboatão dos Guararapes (Grande Recife), Cortês (Zona da Mata Sul), Palmares (Zona da Mata Sul), Frei Miguelinho (Agreste) e Correntes (Agreste).

 “O risco existe para todos os municípios que estão com coberturas abaixo de 95%. Temos que ter em mente que a vacinação é a única forma de prevenção da poliomielite e de outras doenças que não circulam mais no País. Todas as crianças menores de 5 anos de idade devem ser vacinadas, conforme esquema de vacinação de rotina e na campanha nacional anual. É uma questão de responsabilidade social”, destaca a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (PNI), Carla Domingues.

Para os Estados que estão abaixo da meta de vacinação, o Ministério da Saúde tem orientado os gestores locais que organizem suas redes, inclusive com a possibilidade de readequação de horários mais compatíveis com a rotina da população brasileira. Outra orientação é o reforço das parcerias com as creches e escolas, ambientes que potencializam a mobilização sobre a vacina por envolver também o núcleo familiar. Outro alerta constante do Ministério da Saúde é para que estados e municípios mantenham os sistemas de informação devidamente atualizados.

O Ministério da Saúde ainda reforça que todos os pais e responsáveis têm a obrigação de atualizar as cadernetas de seus filhos, em especial das crianças menores de 5 anos que devem ser vacinadas, conforme esquema de vacinação de rotina. “As vacinas ofertadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) estão disponíveis durante todo o ano, exceto a da gripe que faz parte de uma campanha e exige um período específico de proteção, que é antes do inverno”, enfatiza Carla Domingues. Uma oportunidade de atualizar caderneta será na próxima Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, que acontecerá no período de 6 a 31 de agosto de 2018.

“Em muitos casos, pais e responsáveis não vêm mais algumas doenças como um risco, como é o exemplo da poliomielite. Por isso, é necessário ressaltar a importância da imunização e desmistificar a ideia de que a vacinação traz malefícios”, ressalta Carla Domingues. A diretora do PNI ainda destacou que as vacinas são completamente seguras. “Em alguns casos, as vacinas podem levar a eventos adversos, assim como ocorre com os medicamentos, mas são infinitamente menores que os malefícios trazidos pelas doenças. As vacinas são seguras e passam por um rígido processo de validação.”

SOBRE A PÓLIO

A poliomielite ou “paralisia infantil” é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito. O déficit motor se instala subitamente, com evolução que frequentemente não ultrapassa três dias. Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principal característica a flacidez muscular, com sensibilidade conservada e arreflexia no segmento atingido.
A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar). A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária constituem fatores que favorecem a transmissão do poliovírus.

CIDADES DE PERNAMBUCO ESTÃO EM ALERTA POR RISCO DE PARALISIA INFANTIL

Foto: EBC

O Ministério da Saúde informou nesta semana, que em reunião com representantes de Estados e Municípios, 312 municípios brasileiros estão com cobertura vacinal abaixo de 50% para a poliomielite – ou “paralisia infantil”, uma doença infectocontagiosa viral aguda já erradicada no país e caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito.

Em Pernambuco, cinco municípios fazem parte dessa lista: Jaboatão dos Guararapes (Grande Recife), Cortês (Zona da Mata Sul), Palmares (Zona da Mata Sul), Frei Miguelinho (Agreste) e Correntes, aqui no Agreste.

Para os Estados que estão abaixo da meta de vacinação, o Ministério da Saúde tem orientado os gestores locais que organizem suas redes, inclusive com a possibilidade de readequação de horários mais compatíveis com a rotina da população brasileira. Outra orientação é o reforço das parcerias com as creches e escolas, ambientes que potencializam a mobilização sobre a vacina por envolver também o núcleo familiar. Outro alerta constante do Ministério da Saúde é para que estados e municípios mantenham os sistemas de informação devidamente atualizados.

O Ministério ainda reforça que todos os pais e responsáveis têm a obrigação de atualizar as cadernetas de seus filhos, em especial das crianças menores de 5 anos que devem ser vacinadas, conforme esquema de vacinação de rotina.

Uma oportunidade de atualizar caderneta será na próxima Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, que acontecerá no período de 6 a 31 de agosto de 2018.

MORRE AOS 77 ANOS TORCEDOR MAIS FAMOSO E APAIXONADO PELO SANTA CRUZ, BACALHAU

Foto: Blog do Carlos Eugênio

Jairo Mariano da Silva, o famoso Bacalhau, lutava contra o Alzheimer e depressão e faleceu nesta quarta-feira (04), pela manhã, após sentir-se mal em sua casa, aqui em Garanhuns. Ele ainda foi levado ao hospital, mas não resistiu.

O torcedor passou um bom tempo internado em um hospital particular da cidade, e vinha em tratamento de saúde há cerca de um ano. Na última semana, ele havia sido internado com problemas pulmonares. Durante esse tempo de tratamento, Bacalhau teve assistência e contribuição de autoridades políticas do município, além é claro do time Santa Cruz, que divulgou uma nota de pesar, em suas redes sociais e decretou luto oficial de 3 dias.

O prefeito Izaías Régis que era amigo do torcedor, também divulgou uma nota prestando solidariedade e informou que a bandeira de Garanhuns ficará hasteada a meio mastro, até sexta-feira (06), em sinal do decreto de luto oficial

Foto: Verminosos por Futebol
O velório de Bacalhau acontece hoje, em local ainda a ser definido. Um de seus filhos afirmou que a família está decidindo se acontecerá em uma funerária ou na Câmara de Vereadores, que cedeu o espaço. Já o sepultamento acontecerá no Cemitério São Miguel, nesta quinta-feira (05). Lembrando que além da casa de Bacalhau ser toda enfeitada, ele também já tinha providenciado o caixão, e escolhido seu túmulo padronizado com as cores do seu time de coração, o Santa Cruz.

A repercussão de seu falecimento está sendo tão grande, que está entre os assuntos mais comentados do país, no twitter.

Confira abaixo a nota de pesar do Santa Cruz, e também do prefeito, através da Assessoria de Imprensa do Governo Municipal:



 


Nota de pesar – Falecimento do torcedor Bacalhau

“O prefeito Izaías Régis Neto (PTB), em nome de todo o Governo Municipal e da população de Garanhuns, vem manifestar, publicamente, seu pesar diante da morte do torcedor-ícone do Santa Cruz Futebol Clube, Jairo Mariano da Silva, 77 anos de idade, conhecido popularmente como Bacalhau. Ele estava internado há cerca de uma semana no Hospital Regional Dom Moura (HRDM), em Garanhuns, após complicações pulmonares, e morreu na manhã desta quarta-feira (04). O mesmo já vinha em tratamento de saúde há cerca de um ano em um hospital particular da cidade.
O gestor municipal reconhece a importância histórica que a figura de Bacalhau representou para todo o território nacional, levando o nome de Garanhuns para todas as regiões do país pelo seu amor ao Santa Cruz, e presta solidariedade a todos os seus amigos e familiares. A bandeira de Garanhuns ficará hasteada a meio mastro até a próxima sexta-feira (06), em sinal do decreto de luto oficial.”