quarta-feira, 9 de maio de 2018

ULTRAMARATONA DO FRIO ABRE INSCRIÇÕES E TRAZ NOVIDADES ESTE ANO

Foto: Pernambuco Running

A Ultramaratona do Frio chega a sua sétima edição e as inscrições já estão abertas. Este ano o evento traz algumas novidades, para as provas de dupla e quarteto agora existe a obrigatoriedade de cada atleta cumprir o seu percurso continuo, ou seja, não existirá a possibilidade do corredor fatiar seu percurso de 25 ou 50 quilômetros com outro membro de sua equipe. Outra mudança acontecerá para os quartetos mistos, sendo a partir deste ano obrigatório a formação das equipes com dois homens e duas mulheres.

Este ano, o percurso terá sua largada em Caruaru, às margens da BR-232, na Faculdade Mauricio de Nassau. Já a chegada acontecerá aqui em Garanhuns, no Hotel Alvorada.

Assim como nas edições anteriores, as inscrições acontecerão através do Portal Corre 10, com Lula Holanda, nos treinos da Acorja ou pelo telefone (81) 9 8861-1604.. As inscrições seguem até o dia 15 de julho, podendo encerrar antes desta data caso atinja o número máximo de inscritos.

A ultramaratona está marcada para o dia 5 de agosto, além das provas em duplas (50km) e quartetos (25km), há também a prova solo (100km).


EDUARDO DA FONTE VIRA RÉU NO STF POR CORRUPÇÃO E LAVAGEM; DEFESA DIZ QUE DEPUTADO É INOCENTE

Deputado Eduardo da Fonte (PP) Foto: Divulgação Câmara dos Deputados

Os ministros da segunda turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiram nesta terça-feira (08) que o colegiado vai manter o foro especial em caso de suspeita de crime praticado no mandato anterior e que tenha relação com o cargo atual.  Esta era uma das dúvidas deixadas com o julgamento do Supremo que, na semana passada, restringiu o foro especial de deputados federais e senadores.

Na mesma sessão, os ministros decidiram tornar réu o deputado Dudu da Fonte (PP-PE), acusado de participar de esquema de corrupção em crimes cometidos antes do atual mandato, que começou em 2015.  Em delação premiada, o empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC, disse que pagou R$ 300 mil a Dudu, que já era deputado. O dinheiro teria sido repassado à sua campanha para reeleição, em 2010. Depois, ele foi reeleito novamente, e o atual mandato termina em 2019.