domingo, 6 de maio de 2018

PARA GILMAR MENDES, JOAQUIM BARBOSA TERÁ DIFICULDADE DE DIALOGAR COM POLÍTICOS


Declarações de Gilmar mais uma vez polemizam - Foto: Reprodução/Band
Em entrevista ao apresentador José Datena, veiculada na tarde deste sábado (5) pelo programa "Brasil Urgente" da TV Bandeirantes, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes afirmou que o ex-colega de corte Joaquim Barbosa (PSB) "terá imensa dificuldade de dialogar com políticos", caso se candidate à Presidência da República.

"Eu vejo o ex-ministro Joaquim Barbosa com imensa de dificuldade de atuar na vida política. Ele é certamente uma pessoa capaz e com bons propósitos, mas o vejo com imensa dificuldade de dialogar com políticos", afirmou Mendes, que acrescentou que a vida política exige "flexibilidade".

"Sem dúvida nenhuma o ministro Joaquim tem qualificações para a função, mas a mim, me parece, que ele terá imensas dificuldades nesse diálogo."

Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa tiveram discussões durante a passagem deste último pelo STF. Em uma delas, ocorrida em abril de 2009, Barbosa disse que Gilmar Mendes não estava falando com "um de seus capangas do Mato Grosso".

Ainda sem confirmar se pretende disputar a Presidência na eleição presidencial de outubro, Barbosa oscila entre 9% e 10% das intenções de voto, a depender do cenário, na última pesquisa divulgada pelo Datafolha.

Durante a entrevista, Mendes afirmou que o atual sistema político brasileiro exige capacidade de diálogo de quem ocupa o Palácio do Planalto. 
Ele apontou que os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), que o nomeou para o STF, e Lula (2003-2010) possuíam essa qualidade.