quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

GARANHUENSE PRECISA DE NOSSA AJUDA. PODERIA SER QUALQUER UM DE NÓS.

O cidadão José Carlos Alberto de Aquino Silva, foi diagnosticado no dia 20 de setembro de 2017 com LEUCEMIA MIELÓIDE  AGUDA (LMA)


A LMA é um tipo de câncer que pode acontecer em qualquer idade, mas as pessoas com mais de 65 anos são as que mais recebem o diagnóstico. Ela não é hereditária, mas ainda não se sabe o porquê de seu surgimento.

Sua principal característica é a super produção de células imaturas (que acabaram de nascer), também conhecidas por blastos (tipos de glóbulos brancos, responsáveis por combater as infecções).

Elas passam a se desenvolver de forma descontrolada e param de desempenhar sua função, a de proteger o organismo contra as bactérias, vírus. Em grande quantidade na medula óssea, bloqueiam a formação dos demais componentes do sangue (glóbulos vermelhos, responsáveis pela oxigenação do corpo, e plaquetas, que impedem as hemorragias). Por isso, sangramentos persistentes podem ser um sintoma comum.  
Por ser uma leucemia aguda, ela apresenta rápido desenvolvimento, o que torna extremamente importante dar início ao tratamento o quanto antes.

José Carlos atualmente encontra-se internado  aguardando uma medula compatível que pode resolver definitivamente seu problema. 
Mas até encontra-la, necessita da ajuda de amigos, parentes e quem mais se sensibilizar com a sua situação, já que para manter-se vivo, necessita do medicamento  VENCLEXTA.
Quem desejar ajudar no tratamento do José Carlos , pode ligar para o Fone: 81 98688.7911
Abaixo, o número de conta na CEF para colaborações de qualquer valor:

Caixa econômica - poupança.
Agência: 0559 Op: 013 Conta: 00034653-7
CPF: 05776916437

José Carlos Alberto de Aquino Silva.

GOVERNO DE JUPI PAGA PRECATÓRIOS DO FUNDEF E AQUECE ECONOMIA LOCAL

A máxima para alguns de que o ano só começa após o carnaval, não vale para a prefeitura de Jupi. 
É que, de acordo com a assessoria de comunicação daquele município que tem como prefeito o democrata Marcos Patriota, o governo municipal, através da Secretaria de Finanças, está efetivando o pagamento dos Precatórios FUNDEF aos Profissionais ativos e inativos do Magistério de Jupi nessa segunda feira (31).

Patriota assumiu o compromisso com a categoria beneficiada e fechou acordo para a realização deste pagamento referente ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério dos anos de 2001 a 2006.

De acordo com a Secretária de Finanças, Sra. Leylla Ricelly, mais de R$ 3.000,000,00 (três milhões de reais) proventos deste pagamento estão sendo aplicados na economia local, tendo em vista que, com esse pagamento, será possível alavancar o comércio com a circulação dos valores.

Vale salientar que a liberação deste recurso é parte do sonho dos profissionais da educação a muito anos, e com a determinação e seriedade do prefeito Marcos Patriota, o pagamento agora é realidade.

Além de realizar o pagamento aos profissionais do magistério, a Prefeitura estará aplicando sua porcentagem na melhoria e avanço dos serviços educacionais prestados no município. Isso confirma que é possível valorizar o profissional da educação, garantir todos os seus direitos e ainda garantir que a realidade educacional de Jupi esteja caminhando a passos largos.


Com informações da Ascom/Jupi

A PARTIR DE AGORA CORREIOS EXIGE NOTA FISCAL SOBRE PACOTE DE ENCOMENDA

Foto: Folha do Progresso
Desde o início do mês a agencia dos Correios divulgou uma nova regra, onde quem deseja enviar uma encomenda precisa apresentar a nova fiscal do objeto. As encomendas que não estiverem de acordo com as novas orientações da estatal terão sua postagem recusada.

A regra foi publicada no site oficial das Agências no início do mês, mas as pessoas têm até hoje para se adaptar. A nota fiscal deve ser colada na parte externa da encomenda. Caso o remetente não tenha o documento, deverá preencher um "formulário de declaração de conteúdo", que também deverá ser fixado na parte externa do pacote. A regra já valia para pessoas jurídicas, como empresas de comércio eletrônico, mas é novidade para pessoas físicas.

De acordo com os Correios, a medida tem o objetivo de atender às exigências de órgãos de fiscalização tributária, que estabelecem que o transporte de qualquer mercadoria sujeita à tributação deve ocorrer com a nota fiscal.

A medida pode ter impacto maior para quem é microempreendedor individual (MEI) e tem gerado reclamações por parte de microempresários. A categoria não é obrigada a emitir nota fiscal quando o cliente for pessoa física.

Segundo Augusto Marquart Neto, diretor de comunicação da Fenacon (federação das empresas contábeis), muitos microempreendedores não emitem nota para continuarem se enquadrando no limite de faturamento característico do MEI - R$ 81 mil a partir deste ano. A categoria oferece vantagens, como se enquadrar no Simples Nacional e ficar isenta de tributos federais.


No site dos Correios você pode tirar suas dúvidas

PRISCILA KRAUSE DIZ QUE GOVERNO DE PERNAMBUCO FECHOU 2017 COM DÉFICIT DE QUASE 1 BI, RESTOS A PAGAR DE CERCA DE 1,3 BILHÃO E GASTOS COM PESSOAL ACIMA DO LIMITE

Foto: Mariana Carvalho
Levantamento realizado pelo gabinete da deputada estadual Priscila Krause (DEM), antecipando o relatório de gestão fiscal que será apresentado pelo governo estadual até a próxima terça-feira (30), aponta que a administração pública estadual não conseguiu fechar as contas de 2017, somando déficit de R$ 973 milhões. A diferença diz respeito à subtração entre as receitas realizadas e as despesas liquidadas no período de janeiro a dezembro do ano passado.

Os dados também registram restos a pagar de R$ 1,299 bilhão – o maior em números absolutos da história recente do caixa estadual – e o coeficiente de gastos com pessoal do Executivo de aproximadamente 50,5 % - de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, o limite máximo para esse tipo de gasto em relação à Receita Corrente Líquida é 49,0%. Nesse nível, é imposto ao governo obrigatoriedades que podem prejudicar o funcionamento da máquina estatal.

De acordo com a parlamentar, que é componente titular da Comissão de Finanças, Orçamento e Tributação da Assembleia Legislativa de Pernambuco, o quadro apontado pelos números prévios evidencia a desconstrução da estabilidade fiscal do governo pernambucano, uma conquista levantada a várias mãos e por vários governos. “É evidente que os números são preliminares, pois se trata de um levantamento que fazemos em cima do que se é publicado nos sites oficiais de prestação de contas do governo, mas já é possível concluir que mesmo com todo o esforço que o contribuinte foi obrigado a fazer, com um dos mais elevados reajustes de impostos estaduais do País, o governo não soube fazer os cortes e teve um desempenho muito ruim. Há um retrocesso encaminhado”, registra a parlamentar.

Apesar do incremento da receita corrente (R$ 1,094 bilhão a mais, em números nominais), os gastos com pessoal subiram acima disso proporcionalmente, saindo – para todos os poderes do Executivo, de forma bruta – de R$ 15,9 bilhões para R$ 18,2 bilhões. O principal responsável pelos gastos a mais foi o Executivo.

A deputada antecipa que a avaliação apurada dos dados será pauta da reabertura dos trabalhos legislativos a partir da próxima quinta-feira (1º). “O governo vende uma realidade que inexiste e, em ano eleitoral, o buraco pode ser ainda mais em baixo. Faremos um trabalho com muita responsabilidade para defender que a próxima gestão comece com o Estado de pé”, conclui.

Com informações da Assessoria/Manoel Medeiros neto