domingo, 4 de novembro de 2018

QUEM TEM "RABO PRESO" COM A OPERAÇÃO LAVA JATO, ESTÁ DE "ORELHA EM PÉ"

ASérgio Moro: Juiz quer colocar em prática a promessa de uma "agenda
anticorrupção e anticrime" (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)

Quem teme a Operação Lava jato, conduzida pela Polícia Federal e quem tem o Juiz Federal de primeira Instância Sérgio Moro, baseado em Curitiba/PR, como um dos principais protagonistas como cumpridor da  lei que e nos últimos anos vem desmantelando verdadeiras organizações criminosas com ramificações no serviço público, deve estar de orelha em pé.

O que incomoda os envolvidos é a informação dada pelo juiz Moro, que deve assumir a pasta da Justiça no Governo Bolsonaro a ser iniciado no ano que vem,  de que o mesmo  vai levar para o Ministério da Justiça integrantes da força-tarefa desta mega Operação.

O magistrado já avalia nomes ligados à Polícia Federal, que voltará a ficar sob o comando da pasta, e à Receita Federal. Para colocar em prática a promessa de uma “agenda anticorrupção e anticrime”, Moro terá o maior orçamento da pasta nesta década: Serão R$ 4,798 bilhões em 2019, 47% a mais do que a dotação autorizada para este ano. Ao mesmo tempo, herdará um déficit de pessoal em órgãos como a Polícia Rodoviária Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário