terça-feira, 16 de outubro de 2018

HADDAD AFIRMA QUE É PRECISO FAZER UM GOVERNO MIAS AMPLO, NÃO DE UM SÓ PARTIDO

Foto: Eshoje

O candidato do PT à presidência, Fernando Haddad, afirmou que a situação do país é tão grave que seu governo terá que ser muito mais amplo que o PT e abranger várias forças democráticas do país. Ele afirmou em entrevista à rádio Capital de São Paulo que neste momento de risco a democracia, não há condições de fazer um governo de um partido, é necessário um governo “ o mais amplo possível para conter as forças do atraso. ”

O petista acrescentou ainda que está aberto a todas as forças políticas que defendem a democracia e que acredita que todos “que têm responsabilidade com o país” não querem o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, seu rival no segundo turno, na Presidência da República.
A campanha de Haddad tem tentado atrair apoios para uma frente contra Bolsonaro e, até agora, conseguiu aglutinar apenas o PSOL e o PSB com apoios firmes e o PDT, que declarou um “apoio crítico” e não tem participado da campanha. Haddad também conseguiu a adesão de um grupo de integrantes do PSDB, da corrente “Esquerda para Valer”, mas até agora não conversou com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso que, em entrevista no final de semana, disse haver uma “porta” para Haddad.

O petista foi mais uma vez questionado sobre o que a população poderia esperar de diferente de mais um governo petista, e afirmou que existe a necessidade sim de admitir erros, mas não de colocar fora tudo que foi feito de bom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário