terça-feira, 11 de setembro de 2018

MOVIMENTO DOS SEM TERRA ANUNCIA UNIÃO À PAULO CÂMARA PARA DERROTAR ARMANDO

O Movimento Sem Terra agora é aliado de Paulo Câmara.
Foto: Andréa Rego Barros/PSB

E a pouco menos de 30 dias da eleiçõa de 07 de outubro, no calor da campanha eleitoral em Pernambuco, todo apoio parece que será bem vindo. 

Em ato com mais de cinco mil pessoas, o Movimento Sem Terra (MST) oficializou apoio ao governador e candidato à reeleição Paulo Câmara (PSB) e ao postulante ao Senado Humberto Costa (PT). Nesta segunda-feira (10), o movimento fechou alinhamento com o socialista, que afirmou compromisso com o desenvolvimento rural.

A reunião, que aconteceu na Fazenda Normandia, reforçou, segundo Paulo Câmara, a reconfiguração das forças de esquerda. "Esse apoio não é apenas para ganhar as eleições. É para governarmos juntos, pensando e atuando com firmeza em políticas para o desenvolvimento rural. Estamos aqui hoje por Pernambuco, para seguir avançando em nosso Estado, e pelo País, com Lula e Haddad, para o Brasil voltar a ser feliz", exaltou o governador. No ato, Paulo usou o termo "Turma do Temer" ao se referir dos candidatos concorrentes do pessebista.

O documento do MST diz ainda que o movimento luta por uma política econômica que melhore a vida do povo, “com garantias de trabalho, educação, saúde, transporte, habitação, programas contra a violência, investimentos na agricultura camponesa, programas de apoio à população do Semiárido e recuperação de políticas públicas para crianças, mulheres, povo negro, LGBTs, idosos e jovens”. 

Além do governador, estiveram presentes ainda Luciana Santos (PCdoB) - candidata a vice, o deputado federal Wolney Queiroz (PDT), o postulante a deputado estadual Doriel Barros (PT), o coordenador do MST em Pernambuco, Jaime Amorim e outros integrantes do PDT e cargos de confiança do Governo do Estado


Nenhum comentário:

Postar um comentário