domingo, 2 de setembro de 2018

DETERMINAÇÃO DO TRE OBRIGA PAULO CÂMARA EXCLUIR PROPAGANDA IRREGULAR DE REDES SOCIAIS

Imagem: Loic Venance/AFP

E após a retirada do material de TV Campanha do senador e candidato ao Governo de Pernambuco Armando Monteiro (PTB), impedido de ser exibido no ‘Guia Eleitoral’ na noite da última sexta feira (31), a pedido da chapa do Governador e também candidato  Paulo Câmara (PSB), cuja imagem foi veiculada na inserção das 13 horas de Monteiro e após determinação da desembargadora eleitoral Karina Albuquerque Aragão de Amorim, agora foi a vez do mesmo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) notificar a campanha do candidato à reeleição, Paulo Câmara. O fato aconteceu neste domingo (02), com a ordem de retirada imediata da propaganda do Governo na web. A denúncia foi feita pelo departamento jurídico da campanha do senador Armando Monteiro, que apresentou ao TRE prints das páginas de facebook do Governo com material veiculado recentemente.

Além disso, Paulo estava usando imagens oficiais e até logomarca em sua fanpage. Um completo abuso de poder e desrespeito à Lei”, afirmou Walber Agra, coordenador jurídico da campanha de Armando. A decisão do Tribunal, assinada pelo relator Alexandre Freire Pimentel, estabelece o prazo de 24 horas para a retirada da propaganda e estipula multa de R$ 5 mil, por dia, em caso de descumprimento.

Suspensão da exibição de toda e qualquer publicidade institucional atualmente existente nos canais de comunicação social do Governo do Estado de Pernambuco, tanto meio físico quanto na internet, incluindo aquelas que tenham sido veiculadas em período permitido”, afirma Pimentel na decisão que está publicada no site do TER.

Enquanto a eleição não chega, quando deve se definir junto ao eleitorado os ganhadores da disputa, o marketing das campanhas iniciam o jogo indo para o ‘tapetão’ para  resolver suas primeiras ‘estocadas’, que provavelmente – e infelizmente – não devem ser as últimas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário