sábado, 8 de setembro de 2018

AUTOR DE ATENTADO CONTRA BOLSONARO JÁ SEGUIU PARA PRESÍDIO FEDERAL

Fotos: Reprodução GloboNews
Acusado de ter atacado o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) à faca, Adélio Bispo de Oliveira segundo as investigações inicial da Polícia Federal agiu sozinho e por motivação política. Mesmo assim, a Polícia também investiga a possibilidade de existirem cúmplices na ação criminosa.
Dentre os motivos estaria o “discurso de ódio” do deputado federal e candidato à presidência nas eleições 2018. É o que sustenta a defesa do acusado, que nesta sexta-feira, 7, participou da audiência de custódia que definiu que Oliveira será transferido para um presídio federal.


Ele (Adelio) salienta que agiu de forma solitária. Aquele dolo, aquela intenção, era só dele. Não estava mancomunado, não havia concurso de pessoas”, disse o advogado Zanone Manoel de Oliveira Júnior, um dos quatro que defendem o acusado. Segundo Oliveira Júnior, o grupo aceitou defender Adélio “por questões de igreja e familiares”.

Os advogados dizem que o enquadramento na Lei de Segurança Nacional e a transferência para um presídio federal foram corretos, mas afirmam que há “atenuantes” que deverão ser levados em conta ao longo do processo. Um deles seria uma possível condição de insanidade mental.

O criminoso foi transferido na manhã deste sábado para o presídio federal de Campo Grande, onde deve ficar isolado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário