sexta-feira, 17 de agosto de 2018

ARMANDO MONTEIRO DIZ QUE 'ARREPENDIMENTO DE CÂMARA PODE SER RECOMENDAÇÃO DE MARKETING'

Para o Senador petebista e candidato ao Governo, não há indícios de 'arrependimento', mas de estratégia eleitoral.
Foto: Marcelo Camargo

Após a declaração do Governador Paulo Câmara (PSB), afirmando ter 'se arrependido' por ter apoiado o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), que retirou o PT do comando do país. O Senador Armando Monteiro (PTB) se questionou se a postura não seria “recomendação do marketing”. “Acho que todo mundo pode de resto se arrepender. É preciso que, no entanto, essa manifestação possa ser aos olhos de todos sincera, uma manifestação sincera e não uma mera recomendação do marketing”, alertou Armando Monteiro, segundo um blog da cidade do Recife, em entrevista após visita ao Morro da Conceição, na noite dessa quinta-feira (16).

Armando Monteiro ainda afirmou que o governador tem se caracterizado por posições muito dúbias, que mudam ao longo do tempo. “Ele fazer essa revisão, ele tem esse direito, mas o que nós verificamos mesmo é que há um sentimento de discutir as questões de Pernambuco”, completou o senador, reiterando que pretende centrar no debate pelo estado durante a campanha.

O questionamento diante do posicionamento do governador também foi reforçado pelo deputado federal de candidato a senador, Mendonça Filho (DEM). “A questão do impeachment que todos sabem é que o PSB e o governador participaram de forma direta do processo. Não fosse o PSB não tinha havido impeachment, isso é uma cortina de fumaça e a opinião pública precisa ficar alerta”, salientou o democrata.

Nenhum comentário:

Postar um comentário