quinta-feira, 2 de agosto de 2018

ANA AMÉLIA CEDE À PRESSÃO E ACEITA SER VICE DE ALCKMIN

Caía a tarde desta quinta-feira (02), quando a  senadora Ana Amélia Lemos (PP) deu o sim esperado pelos líderes do centrão a confirmou  que aceita o desafio de ser vice de Geraldo Alckmin (PSDB). A decisão mais difícil da vida da senadora foi amadurecida nos últimos quatro dias, incluindo a noite em que passou em observação no Hospital Geral de Caxias do Sul, depois de uma crise de hipertensão, na terça-feira. 
A informação foi confirmada por lideranças de dois partidos que integram a aliança do PSDB. Ana Amélia ainda está reunida com aliados em seu gabinete no Senado.

A senadora gaúcha analisava questões políticas no Rio Grande do Sul, onde integra a chapa do deputado Luiz Carlos Heinze (PP), que disputará o governo do estado e faz palanque para o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). 
Senadora Ana Amélia será a vice de Geraldo Alckmin -
Foto: Keiny Andrade/Folhapress
Até o início desta semana, Ana Amélia descartava ser vice na chapa de Alckmin, mas disse que, agora, analisa a relevância do posto. Ao longo do dia, o pré-candidato do PSDB e representantes do centrão --DEM, PP, PR, PRB e SD-- negaram repetidamente que tivessem feito o convite à gaúcha.

Depois de ser rejeitado pelo empresário Josué Alencar (PR), Alckmin e seus aliados não queriam sofrer o desgaste de uma nova recusa. O ex-governador de São Paulo se esforçava para chegar à convenção de seu partido, no sábado (4), já com o posto de vice definido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário