terça-feira, 3 de abril de 2018

IRMÃO DE EDUARDO CAMPOS FALA SOBRE SUPOSTA SABOTAGEM EM QUEDA DE AVIÃO

Foto: Blog do Gidi Santos

Através de uma rede social, o irmão do ex-governador Eduardo Campos, Antônio Campos, contou que foi procurado por peritos que acompanham a investigação sobre o acidente aéreo que matou Eduardo e mais cinco pessoas. Segundo Antônio, eles afirmaram a possibilidade de “sabotagem”, o que pode tornar o acidente em homicídio doloso ou culposo.

O advogado protocolou, na última segunda-feira (2), petição nos autos do inquérito policial federal e relatou que vai dar conhecimento a outros órgãos da Justiça sobre mais um novo fato relevante: o Speed Sensor da aeronave teria sido desligado.

“O Speed Sensor da aeronave a toda evidência foi desligado, intencional ou não intencionalmente, sendo essa última hipótese de não intencional improvável, o que caracteriza que o avião foi preparado para cair, o que caracteriza sabotagem e homicídio culposo ou doloso. Tal fato é grave e relevante na investigação da causa do acidente podendo mudar o curso da investigação”, destaca um trecho do documento sobre a nova denúncia.

O texto também relembra outros fatos que precisa ser levado em conta: o gravador de voz do avião, que teria sido desligado. Antônio Campos cobra por providências. Ele ainda disse que tem o compromisso de lutar “até o fim” em descobrir as reais causas do acidente que vitimou Eduardo. “Deixo claro que faço por obrigação e dever de irmão e não o afã de holofotes, ante um fato tão doloroso e grave que trago a público e que merece aprofundada investigação, sem sensacionalismos”, ressaltou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário