sexta-feira, 27 de abril de 2018

DATA PARA JULGAMENTO DOS CANIBAIS SERÁ DECIDIDA APÓS DECISÃO DO TJPE SOBRE O PEDIDO DA DEFESA

Foto: Vec Garanhuns

O Tribunal de Justiça de Pernambuco adiou o júri popular do trio de canibais, que foram presos em Garanhuns. O julgamento estava marcado para a última quinta-feira (26), mas foi adiado após a defesa de Izabel Pires pedir transferência do processo para outra comarca.

A juíza da 1ª Vara Criminal de Garanhuns, Pollyana Maria Barbosa Pirauá Cotrim, adiou a sessão de julgamento até que o Tribunal de Justiça decida sobre o pedido da defesa. O TJPE informou que, após a decisão, será marcada uma nova data para o júri ou desaforado o processo para a comarca que o Tribunal designar.

Jorge Beltrão Negromonte, Bruna Cristina e Izabel Pires estão sendo julgados por homicídio triplamente qualificado, ocultação e vilipêndio a cadáver em relação às mortes de Alexandra Falcão, de 20 anos, e Giselly Helena, 31 anos. As vítimas foram atraídas com promessas de emprego como babá e acabaram sendo esquartejadas. Os acusados confessaram ter praticado canibalismo e ter usado restos mortais em salgados, como coxinhas e empadas, vendidos em Garanhuns.

Os canibais já estão respondendo pelo homicídio quadruplamente qualificado de Jéssica Camila da Silva Pereira, de 17 anos, morta em abril de 2008. Eles foram condenados em 2014. O crime ocorreu em Olinda, Região Metropolitana do Recife (RMR). Os acusados passaram a criar a filha da vítima, que tinha um ano na época.

Atualmente, Jorge Negromonte está na Penitenciária Professor Barreto Campelo, na Ilha de Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife. Bruna Cristina e Izabel Pires estão presas na Colônia Penal Feminina de Buíque, no Agreste do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário