terça-feira, 27 de março de 2018

PROFESSORES DE GARANHUNS DEVEM VOLTAR A TRABALHAR DE FORMA INTEGRAL

Foto: Blog do Carlos Eugênio

Na última segunda-feira (26), o desembargador Francisco Bandeira de Mello concedeu uma liminar declarando a ilegalidade de Greve decretada pelos Professores da Rede Municipal de Ensino de Garanhuns, representados pelo Sindicato dos Professores de Pernambuco (SINPRO).

Após mobilização em frente a prefeitura, no início do mês, os professores decretaram Greve Parcial na última quarta-feira, dia 21, alegando o não cumprimento do PCCR; reajuste não linear; redução salarial; redução na carga horária; transformação de hora aula em hora relógio e negativa do direito de remuneração da aula atividade. Desde então, as Escolas Municipais passaram a funcionar com horários reduzidos: no período da manhã, até as 9h30min; à tarde, até as 15h e no turno da noite, até as 20h10min.

De acordo com Nota distribuída à imprensa pela Procuradoria Geral do Município, com a decisão, o desembargador “afastou as alegações do Sindicato quanto a qualquer ilegalidade cometida pela administração municipal em relação à redução salarial; redução de carga horária e outros argumentos que não se mostraram aptos à deflagração da greve”. Na limitar, Francisco Bandeira determina o imediato retorno às atividades pelos Professores. Em caso de descumprimento, será fixada multa diária de R$ 30 mil, além de desconto em folha de pagamento correspondente aos dias parados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário