segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

MPPE EXIGE REPARAÇÃO DE IRREGULARIDADES EM ESCOLA DE GARANHUNS

Foto: Prefeitura de Garanhuns

O procurador João Antônio Pontes, juntamente com os servidores da Secretaria de Educação firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) perante o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), na intenção de reparar irregularidades na escola Abílio Valença, em Garanhuns,

Uma audiência ministerial foi realizada com objetivo de analisar a situação da escola, durante a qual foi verificado que não era a única do município que sofria com irregularidades diversas. Foram elaboradas uma série de medidas para que os problemas encontrados fossem devidamente ajustados.

A superlotação do transporte denunciada pelas mães e pais de estudantes deverá ser corrigida imediatamente, observando para que o transporte de estudantes da escola, assim como os das demais escolas do município, observem o limite de lotação. Deve garantir ainda o acesso escolar a todos os estudantes que necessitem do transporte, assim como o fornecimento de água potável para os alunos, professores e funcionários da escola consumirem.

Além dessas exigências também será necessário providenciar o conserto da porta do ônibus que transporta os estudantes e encaminhar o comprovante de que tanto ônibus quanto seu motorista são devidamente autorizados pelo Departamento de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE).

A Secretaria de Educação deverá realizar um levantamento e saneamento completo das irregularidades, apresentando relatório ao MPPE, inclusive quanto à reforma necessária na escola, com o devido cronograma.

O descumprimento de qualquer das obrigações assumidas pelos compromissários implicará no pagamento de multa diária no valor de R$ 1.000,00, sem prejuízo da responsabilização nos termos da Lei de Improbidade Administrativa, observado o devido processo legal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário