terça-feira, 23 de janeiro de 2018

ALUNOS QUE FIZERAM ENEM JÁ PODEM SE INSCREVER NO SISU


O Sistema de Seleção Unificada, SISU abriu nesta terça-feira (23), as inscrições para 239.601 vagas em 130 instituições. Entre 2010 e 2016, o número de vagas que as universidades, institutos e faculdades federais e estaduais decidiram destinar ao sistema cresceu mais de quatro vezes, e a concentração do total de vagas ofertadas no ensino superior público do Brasil saiu de 10,7% para 43%. Para se inscrever, é obrigatório ter feito o Enem 2017, com nota na redação diferente de zero.

Os candidatos podem escolher até duas opções de curso. Para fazer o login no sistema é necessário o número de inscrição do Enem 2017 e a senha mais atual cadastrada no site. É possível alterar as opções de curso enquanto o sistema estiver aberto, até as 23h59 do dia 26 de janeiro. Será considerada válida apenas a última inscrição realizada. O resultado sai no dia 29 de janeiro.

É bom lembrar que algumas instituições adotam pesos diferenciados para as provas do Enem, valorizando mais algumas áreas do conhecimento. Essas informações estarão disponíveis no momento da inscrição e o sistema fará automaticamente o cálculo, de acordo com as especificações da instituição, gerando uma nova nota. Por isso, um candidato pode ter notas diferentes para cursos diferentes.

Além disso, a nota de corte para cada curso é calculada uma vez por dia, sempre de madrugada, durante o período de inscrição. O cálculo é feito com base no número de vagas disponíveis e nas notas dos inscritos. As notas de corte serão disponibilizadas nas manhãs dos dias 24, 25 e 26. Assim, o candidato pode acompanhar se sua pontuação é ou não suficiente para ingressar no curso pretendido. Se não for, poderá mudar sua escolha até o encerramento das inscrições.

Abaixo separamos algumas dicas para você que vai se inscrever:

Fique de Olho nas Universidades que aumentam sua nota, através de cotas: Há diversos tipos de cotas que aumentam sua chance de aprovação: racial, por renda e outros critérios que podem ser estabelecidos por cada uma das universidades participantes. Algumas delas, por exemplo, dão prioridade a quem é do próprio estado ou para deficientes físicos. A principal cota é para quem cursou ou está cursando o Ensino Médio em uma escola pública. Desde 2016, 50% das vagas do Sisu são reservadas para candidatos que atendam a este critério. Fique de olho se você é elegível a alguma delas.

No caso de Pernambuco, fique de olho onde sua nota pode aumentar: A UFPE e UFRPE acrescenta 10% à nota do Enem do candidato que estudou no interior (Independente se é escola pública ou privada) e vai concorrer em cursos que são das unidades do interior. No caso da UFPE, o bônus vale para Caruaru e Vitória de Santo Antão para quem fez todo o ensino médio na Zona da Mata e no Agreste. A UFRPE dá o benefício para cursos de Garanhuns e Serra Talhada para candidatos do Agreste e Sertão.


Crie uma estratégia na hora de escolher os cursos: Ao longo do período de inscrições, o Sisu roda 1 vez ao dia uma lista de classificação parcial, de acordo com os inscritos nos cursos até o momento. As notas de corte costumam aumentar ao longo dos dias, pois mais pessoas se inscrevem, mas você deve acompanhar como evolui a sua classificação no curso que deseja. Está próximo da nota de corte na 1ª opção? Mantenha sua aposta e tente sua vaga na lista de espera. Já para a 2ª opção, a recomendação é que escolha algum curso que tenha nota abaixo da sua, para não correr riscos (já que não tem lista de espera).

Nenhum comentário:

Postar um comentário