sexta-feira, 17 de novembro de 2017

JUIZ DE 1ª INSTÂNCIA DE BRASÍLIA CONDENA RENAN CALHEIROS A PERDER O MANDATO E DIREITOS POLÍTICOS

Senador Renan Calheiros - Foto: AFP
Sob acusação de improbidade administrativa, a 14ª Vara Federal de Brasília condenou o senador Renan Calheiros (PMDB/AL) a perder o mandato, além da suspenção de seus direitos políticos por oito anos.

Segundo o site de notícias UOL, a sentença foi dada nesta quinta-feira, 16. Renan foi condenado por “enriquecimento ilícito e vantagem patrimonial indevida” e o caso corre em segredo de justiça. Ainda segundo o UOL, a sentença está relacionada ao caso da jornalista Mônica Veloso.

Em 2007, Renan Calheiros renunciou à Presidência do Senado após a jornalista, com quem o senador tinha uma filha, fruto de um relacionamento extraconjugal, denunciar que ele realizava o pagamento da pensão da criança com dinheiro da empreiteira Mendes Júnior, repassado pelo lobista Cláudio Gontijo.

Na época, o caso gerou outras ações judiciais. Uma delas ocasionou a atual condenação, por improbidade administrativa, era de caráter civil e foi aberta pelo Ministério Público (MP), em 2015.

A outra ação, de caráter criminal, foi enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF) e acusava Renan de peculato, falsidade ideológica e uso de documentos falsos. Parte desta acusação não foi aceita por falta de provas, em 2016, mas o processo ainda está em tramitação.

O juiz ainda condenou Renan, Gontijo e a empreiteira Mendes Júnior a pagarem, juntos, a quantia de R$ 246.853,20 como multa civil, em valores a serem atualizados. Segundo o magistrado esse foi o valor que Renan teria recebido do lobista.

O Senador declarou que vai recorrer e que a decisão sobre esse tema por um juiz de primeira instância "causa surpresa". Ele argumentou que o STF já analisou o caso e não o recebeu por falta de provas.

A defesa de Renan pode apelar ao próprio juiz ou ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região.


De acordo com o UOL, o processo cível na 14ª Vara corre em segredo de Justiça. O sigilo engloba a íntegra dos argumentos da sentença de condenação do senador, do lobista e da empreiteira. Só os réus podem conhecê-los integralmente

MORRE SALVATORE TOTO, O MAFIOSO MAIS TEMIDO DA ITÁLIA E QUE INSPIROU O FILME , " O PODEROSO CHEFÃO"

Toto, era um dos homens mais temidos da Itália - Crédito : Reprodução

Salvatore "Toto" Riina, o ex-poderoso chefão da máfia siciliana e um dos homens mais temidos da Itália, faleceu em consequência de um câncer nesta sexta-feira, informou a imprensa italiana. Chamado "chefe dos chefes", de 87 anos, o italiano foi condenado a 26 penas de prisão perpétua e é suspeito de matar mais de 150 pessoas enquanto comandava a Cosa Nostra. Ele estava em coma induzido há pelo menos cinco dias, depois de duas cirurgias que agravaram seu estado de saúde.

Riina faleceu na unidade carcerária do hospital de Parma, Norte da Itália, a 0h37m desta sexta-feira, de acordo com os principais jornais do país e a agência de notícias ANSA. O hospital não confirmou oficialmente a morte até o momento, mas a mídia italiana crava o falecimento do ex-chefão.

Sua mulher e três de seus quatro filhos foram autorizados na quinta-feira pelo ministério italiano da Saúde a visitá-lo para uma despedida. O filho mais velho do mafioso cumpre pena de prisão perpétua por quatro assassinatos.

OPERAÇÃO MÃOS LIMPAS NA ITÁLIA

O chefão siciliano mandou assassinar em 1992 os juízes de combate à máfia Giovanni Falcone e Paolo Borsellino, que haviam trabalhado para levar mais de 300 mafiosos a julgamento em 1987. Ele também foi o responsável por atentados com bomba em Roma, Milão e Florença, que mataram dez pessoas. Riina foi capturado em Palermo, capital da Sicília, em 1993, e estava encarcerado desde então.

O mafioso italiano que nasceu na cidade de Don Corleone, na Itália, inspirou o diretor Francis Ford Coppola a realizar o filme  " O Poderoso chefão", interpretado pelo ator Marlon Brando e é que um dos clássico do cinema de Hollywood.


Leia mais: https://oglobo.

FLUXO DE VEÍCULOS NO POLO HELIÓPOLIS VOLTA FUNCIONAR NORMALMENTE

Foto: Secom
A Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT), informou por meio de uma nota, que a área do Polo Heliópolis, que estava interditada para fluxo de veículos, voltou a funcionar, depois de uma solicitação dos moradores e empresários daquela área. A via estava interditada para o período de realização do evento “A Magia do Natal”, a pedido dos mesmos, para teste, melhor segurança e comodidade dos pedestres. Após período de uma semana de experiência, os empresários optaram por manter o fluxo de antes.

Vale lembrar que até o final do evento, o trecho em frente ao Palácio Celso Galvão, onde fica o palco principal de shows e aos sábados e domingos, das 18h às 19h30min, enquanto ocorrem os desfiles de Papai Noel, toda a via estará bloqueada. Um destaque ainda para os dias de desfile, que a interdição da parte alta da avenida começa mais cedo, às 13h, para que a equipe envolvida na organização do evento possa preparar as alegorias.

Representantes da AMSTT estarão nos bloqueios orientando a população e organizando o fluxo de veículos.

Nesta sexta-feira (17) as apresentações continuam, no Palco prefeitura, as festividades começam às 19h30 com o grupo Infantil Doce Melodia e encerram com o Grupo Art Brasileira às 21h30.


A programação completa você encontra clicando aqui

COMEÇA HOJE SEGUNDA ETAPA DO PAGAMENTO DO PIS-PASEP A IDOSOS

Nesta etapa, terão direito ao saque mais de 1,2 milhão de brasileiros, que terão disponíveis 1,7 bilhão de reais (Ricardo Matsukawa/VEJA.com)
Aposentados poderão sacar saldos de contas do PIS/Pasep a partir desta sexta-feira, 17. Em agosto, o governo anunciou a antecipação dos saques, que antes só era permitido para pessoas com mais de 70 anos.
Nesta etapa, terão direito ao saque mais de 1,2 milhão de brasileiros, que terão disponíveis 1,7 bilhão de reais. Para aposentados correntistas da Caixa, no caso do PIS, e do Banco do Brasil, no caso do Pasep, os valores foram creditados nas contas na semana passada.
Veja.com