quinta-feira, 9 de novembro de 2017

RUAS EM GARANHUNS SÃO INTERDITADAS, DEVIDO A “MAGIA DO NATAL”

Foto: Camila Queiroz
Por meio de nota, a prefeitura de Garanhuns informou que Durante o evento “A Magia do Natal”, que acontece entre os dias 10 de novembro e 31 de dezembro, a avenida Santo Antônio, no centro da cidade, terá interdições de trânsito. Até o final do evento, estará interditado o trecho em frente ao Palácio Celso Galvão, onde ficará o palco principal de shows e aos sábados e domingos, das 18h às 19h30min, enquanto ocorrem os desfiles de Papai Noel, toda a via estará bloqueada.

Em dias de desfile, a interdição da parte alta da avenida começa mais cedo, às 13h, para que a equipe envolvida na organização do evento possa preparar as alegorias.

De acordo com a nota, A Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT) estarão nos bloqueios orientando a população e organizando o fluxo de veículos.
Outro ponto que será interditado, já a partir desta quinta-feira (09), para circulação de veículos, é a área do Polo Heliópolis

A proposta é que o espaço, conhecido e utilizado como ponto de convivência e também como polo gastronômico, se torne ainda mais atrativo durante o período de realização do evento “A Magia do Natal”.


Lembrando que todos os moradores da via estarão devidamente autorizados e terão acesso, pela avenida Júlio Brasileiro, a um determino trecho do Polo para guardar seus veículos num estacionamento rotativo.

PESQUEIRA LARGA NA FRENTE, NA FINAL DO PERNAMBUCANO DA SÉRIE A2

Foto: Mateus Schuler
Durante o jogo de ida do Campeonato Pernambucano da Série A2, o Pesqueira venceu o Decisão de Bonito, por 1 a 0, no Estádio Joaquim de Britto, em Pesqueira, na última quarta-feira (08). O gol só saiu no segundo tempo, quando Tiago Bagagem pegou um rebote no meio da área e chutou para o gol.

Agora a águia terá a vantagem do empate no jogo de volta, que acontece neste domingo (12). Caso o Decisão vença a partida, com um gol de diferença, o título será disputado nos pênaltis. Onde o vencedor sobe para a primeira divisão do Pernambucano.

Vale lembrar, que as duas equipes já se enfrentaram na primeira fase do campeonato, na fase de grupos. Nos dois jogos empataram. Sendo no primeiro 1 a 1 e no segundo 0 a 0.


Domingo, o jogo acontece no estádio Arthur Tavares, em Bonito, Às 15h.

" BENDITA" AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA : PRESO EM FLAGRANTE COM 29 CELULARES QUE ROUBOU, LADRÃO FICA LIVRE EM 24 HORAS



Preso em flagrante com 29 celulares roubados, um ladrão de 25 anos acabou solto pouco mais de 24 horas depois. O crime aconteceu no Distrito Federal durante o show da cantora Anitta, no Estádio Mané Garrincha, na madrugada do último dia 3. Adson Junior Oliveira Santos roubou várias pessoas, fugiu da polícia e, como ‘prêmio’, ganhou a liberdade após pagar uma simples fiança de R$ 937.
A decisão de liberar o assaltante foi do juiz de Direito Eduardo da Rocha Lee, durante a audiência de custódia, que acontece, em média, 24 horas após o flagrante.
Segundo o entendimento do magistrado, apesar de os crimes somarem penas superiores a quatro anos de prisão, a conduta de Adson não causou ‘significativo abalo da ordem pública e nem evidenciou periculosidade exacerbada’ do assaltante, de modo que não justificaria a prisão até que o caso seja julgado.
Segundo o juiz, Adson é réu primário e o crime não foi cometido ‘com violência ou grave ameaça à pessoa’. Na decisão, o magistrado impôs ao ladrão uma fiança no valor de um salário mínimo (R$ 937). Ele também foi proibido de deixar o DF por mais de 30 dias sem autorização e deve comparecer mensalmente em juízo.
Até o Ministério Público se manifestou pela liberdade provisória do assaltante, que, segundo a polícia, faz parte de uma quadrilha que comete esse tipo de crime em shows e grandes eventos.
Durante escolta para a audiência com o juiz, a defesa do meliante solicitou que as algemas fossem retiradas. A polícia negou o pedido para garantir a segurança dos presentes. Ou seja, de bonzinho, não tem nada.
O crime
Adson foi preso em flagrante após ação rápida de policiais militares, que receberam informações sobre o crime no local. Os PMs suspeitaram do assaltante, que vestia uma calça folgada. Antes da abordagem, Adson ainda tentou fugir.
Com ele, os policiais encontraram 19 celulares, que estavam escondidos em uma legging, que ele vistia sob a calça. Os outros 10 aparelhos estavam no carro de uma mulher, que seria sua cúmplice. A mulher, inclusive, já foi presa anteriormente pelo mesmo crime.
Em um vídeo divulgado pelos policiais é possível ver como os celulares eram carregados após os roubos. O caso foi registrado na 5ª Delegacia de Polícia, na região central de Brasília.
Audiência de custódia
A audiência de custódia é feita até 24 horas após o flagrante. Na ocasião, o juiz avalia se o acusado deve ser mantido preso preventivamente durante o processo judicial ou se ganha a liberdade provisória. A intenção é ‘agilizar’ a troca de informações entre a Justiça e a Polícia. Na audiência também são ouvidas as manifestações do Ministério Público, da Defensoria Pública ou do advogado do preso.
Prisão preventiva
De acordo com o artigo 313, do Código Processo Penal (CPP), é admitida a decretação da prisão preventiva, entre outros,  nos crimes dolosos punidos com pena privativa de liberdade máxima superior a quatro anos.

Diário do Poder

PERNAMBUCO, ALAGOAS E PARAÍBA SÃO OS ESTADOS COM MAIS CONCURSOS FRAUDADOS

Responsável pela ação policial que desbaratou uma quadrilha responsável por lucrar R$ 29 milhões fraudando 98 concursos públicos, em pelo menos 15 estados do Brasil, o delegado de Defraudações e Falsicações de João Pessoa-PB, Lucas Sá, revelou detalhes da organização criminosa caçada pela Operação Gabarito. E disse que Alagoas, Paraíba e Pernambuco são os estados com mais concursos fraudados.
Segundo Lucas Sá, os principais líderes da quadrilha que cobrava até R$ 150 mil por vaga seriam os irmãos alagoanos Flávio Nascimento Borges, de 34 anos, e Vicente Fabrício Borges, de 32 anos, que são policiais militares aprovados em um dos 29 concursos que teriam sido aprovados de maneira fraudulenta.
Em entrevista o delegado revelou ainda que um dos líderes da quadrilha era secretário-adjunto de uma cidade alagoana. “Sempre que ele ia para lá se encontrava com os outros criminosos, tanto é que Paraíba, Pernambuco e Alagoas são os estados com mais concursos fraudados”, relatou o delegado.
A investigação identificou ainda que, em Alagoas, a quadrilha conseguiu aprovar candidatos de forma fraudulenta nos seguintes concursos: Em 2012, da UFAL – Fundepes e do IFAL. Em 2013, do TRT 19ª Região, de Alagoas. Em 2016: da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). E, em 2017, do IFAL; do Ministério Público de Alagoas; do Tribunal de Justiça de Alagoas; e da Prefeitura de Maceió.,,,
Deflagrada há seis meses, Operação Gabarito está em sua quarta fase, investiga 82 suspeitos e já prendeu 31 acusados. E o delegado Lucas Sá identificou a organização comandada pelos irmãos alagoanos como uma “empresa sólida”, com 12 anos de mercado, e que movimentou R$ 29 milhões, ao aprovar mais de 500 pessoas em concurso, blindando informações sobre os envolvido, mas obtendo o máximo de dados dos interessados.
“Eles se encontravam em locais públicos, restaurantes, praças. Pegavam os dados das pessoas sem nem sequer dizer seu nome. Eles conversavam um bom tempo com os candidatos antes de aceitá-lo na organização criminosa e só depois de sentir que a pessoa não os denunciaria”, revelou o delegado...
Os alagoanos apontados como líderes da quadrilha foram presos, em maio, em condomínio de luxo em João Pessoa, na casa com piscina ocupada pela dupla durante dois meses.

Veja a lista completa dos concursos que a quadrilha conseguiu fraudar:
  1. 2005 - CBTU João Pessoa
  2. 2006 - Câmara Municipal de João Pessoa - Funiversa
  3. 2008 - Polícia Militar da Paraíba - Comvest/UEPB
  4. 2008 - Fundac-PB - Cespe
  5. 2009 - Polícia Civil do RN - Cespe
  6. 2010 - Guarda Municipal de Cabedelo - IBFC
  7. 2010 - Detran-RN - Fundação Getúlio Vargas/FGV
  8. 2011 - Concurso da Coperve - IFPB
  9. 2012 - Guarda Municipal de Bayeux - Contemax Consultoria Ltda
  10. 2012 - Guarda Municipal de João Pessoa - IBFC
  11. 2012 - Prefeitura de Santa Rita - Asperhs
  12. 2012 - Concurso da UFAL - Fundepes
  13. 2012 - IFAL
  14. 2013 - CFO Bombeiros Paraíba - CPCon/UEPB
  15. 2013 - Concurso do IFPB - IFPB
  16. 2013 - TRT 19ª Região (Alagoas)
  17. 2013 - Departamento Penitenciário Nacional (Depen) - Cespe
  18. 2013 - ALPB - Assistente Administrativo - Fundação Carlos Chagas/FCC
  19. 2013 - Detran-PB - Funcab
  20. 2013 - Delegado da Polícia Federal
  21. 2014 - CFO PM Paraíba - Funape
  22. 2014 - Agente da Polícia Federal - Cespe
  23. 2014 - Polícia Civil do Distrito Federal
  24. 2014 - CFO Bombeiros Paraíba - IBFC
  25. 2014 - Auditor Fiscal de Olinda (PE)
  26. 2014 - UEPB - CPCon/UEPB
  27. 2014 - TRT 13ª Região - Fundação Carlos Chagas/FCC
  28. 2014 - Concurso da Conab 1
  29. 2014 - Guarda Municipal de Recife
  30. 2014 - Polícia Rodoviária Federal - Cespe
  31. 2014 - Câmara Municipal de Cabo de Santo Agostinho/PE
  32. 2014 - Agência Estadual de Regulação de Pernambuco (ARPE)
  33. 2015 - Ministério Público da Paraíba - Fundação Carlos Chagas/FCC
  34. 2015 - Concurso do IFPB - IFPB
  35. 2015 - UFPB - Coperve
  36. 2015 - Prefeitura Municipal de Campina Grande - CPCon/UEPB
  37. 2015 - TRE-SE - Fundação Carlos Chagas/FCC
  38. 2015 - Guarda Municipal de Vitória de Santo Antão/PE
  39. 2015 - Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe)
  40. 2015 - Prefeitura de Ipojuca/PE
  41. 2016 - Prefeitura de João Pessoa - Agente de Fiscalização - Quadrix
  42. 2016 - Universidade Federal Rural de Pernambuco UFRPE
  43. 2016 - UFPE - Covest
  44. 2016 - TRE-PB - Fundação Carlos Chagas/FCC
  45. 2016 - Concurso Contemax - Contemax
  46. 2016 - IBGE - Fundação Getúlio Vargas/FGV
  47. 2016 - Ebserh - Hospitais Universitários - Instituto AOCP
  48. 2016 - Prefeitura Municipal do Conde - Advise
  49. 2016 - Prefeitura de Alhandra - Fiscal Tributário - Educa-PB
  50. 2016 - Polícia Militar de Pernambuco
  51. 2016 - Dataprev
  52. 2016 - Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
  53. 2016 - Guarda Municipal do Conde
  54. 2016 - Departamento Penitenciário Nacional (Depen)
  55. 2016 - HUAC
  56. 2016 - Anvisa
  57. 2016 - INSS
  58. 2016 - Enem 2016 - INEP
  59. 2016 - TRE-SP
  60. 2016 - CRM-PB
  61. 2016 - UNB - Professores
  62. 2016 - Auditor Fiscal do Piauí
  63. 2017 - Ebserh - HUAC - Instituto AOCP
  64. 2017 - Técnico Administrativo da UEPB - CPCon/UEPB
  65. 2017 - Ministério Público do Rio Grande do Norte - Comperve
  66. 2017 - Anvisa
  67. 2017 - IFAL
  68. 2017 - IFBA
  69. 2017 - Bombeiro Militar do Rio Grande do Norte
  70. 2017 - TRT-PE
  71. 2017 - Tribunal de Justiça de Pernambuco - IBFC
  72. 2017 - TRE-SP - Fundação Carlos Chagas/FCC
  73. 2017 - Polícia Civil de Pernambuco
  74. 2017 - TRE- PE
  75. 2017 - Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco
  76. 2017 - Ministério Público da Bahia
  77. 2017 - Ministério Público de Alagoas
  78. 2017 - Tribunal de Justiça de Alagoas
  79. 2017 - UFBA
  80. 2017 - TRE 11ª Região (Amazonas) - Fundação Carlos Chagas/FCC
  81. 2017 - Prefeitura de Maceió (Alagoas) - Copeve
  82. 2017 - Concurso do TRF 2ª Região - Consulplan
  83. 2017 - TRF Rio de Janeiro
  84. 2017 - Ministério Público da União
  85. 2017 - INSS
  86. 2017 - Enem 2017 - INEP
  87. (ano não identificado) Polícia Civil do Piauí
  88. (ano não identificado) Polícia Civil de Sergipe
  89. (ano não identificado) Governo do Estado do Piauí
  90. (ano não identificado) Agente Penitenciário do Ceará
  91. (ano não identificado) Bombeiro Militar do Piauí
  92. (ano não identificado) TRE - Roraima
  93. (ano não identificado) Auditor da Sefaz/AM
  94. (ano não identificado) Guarda vigilante de São José da Coroa Grande (PE)
  95. (ano não identificado) TRT 11ª Região - Amazonas
  96. (ano não identificado) TRT São Paulo
  97. (ano não identificado) TRT Mato Grosso do Sul
  98. (ano não identificado) TRF 4ª Região (Rio Grande do Sul)
Diário do Poder


PF CUMPRE MANDADOS EM PERNAMBUCO POR SUSPEITA DE DESVIOS DE R$ 450 MILHÕES

Reprodução: TV Jornal
A Polícia Federal com apoio da Controladoria-Geral da União e da Procuradoria da República de Pernambuco deflagrou na manhã desta quinta-feira (9) a "Operação Torrentes" que visa desarticular um esquema criminoso de desvio de recursos públicos, fraudes em licitações e corrupção de servidores públicos vinculados à Secretaria da Casa Militar do Estado de Pernambuco.

A investigação teve início no ano de 2016, a partir de um relatório elaborado pela Controladoria-Geral da União com relação aos gastos efetuados pela Casa Militar na cifra de R$ 450 milhões que lhe foram repassados pela União na denominada "Operação Reconstrução" para assistência às vítimas das enchentes que devastaram diversos municípios da mata-sul pernambucana em junho de 2010.
Naquela ocasião verificou-se que a depender do objeto licitado, funcionários da Secretaria da Casa Militar direcionavam os contratos a diversos grupos empresariais em troca de contrapartidas financeiras. Também foram verificados indícios de superfaturamentos e inexecução de contratos.
Foram detectados, também, fortes indícios de superfaturamento em alguns contratos recentemente firmados pela Secretaria da Casa Militar com recursos públicos federais desta feita na "Operação Prontidão", que tem por objetivo a reestruturação dos municípios da mata sul pernambucana atingidos, uma vez mais, pelas chuvas torrenciais ocorridas em maio do corrente ano de 2017.
No dia de hoje, 260 policiais federais de 10 estados da federação (PE, PB, MT, RO, AL, MA, RN, RR, AP, SE) e 25 (vinte e cinco) servidores da Controladoria-Geral da União-CGU, distribuídas entre 44 equipes estão dando cumprimento a 71 mandados judiciais, sendo 36 de busca e apreensão, 15 de prisão temporária e 20 de condução coercitiva em Pernambuco e no Pará (01 Condução Coercitiva). Também foi determinado o sequestro e a indisponibilidade dos bens dos principais investigados. O nome Torrentes faz alusão as enchentes que devastaram diversos municípios da mata-sul. 
Todos os presos serão trazidos para a sede da polícia federal onde serão interrogados e dependendo do seu grau de participação e envolvimento responderão pelos crimes de peculato, fraude em licitação, corrupção ativa e passiva e associação criminosa, cujas penas ultrapassam os 25 anos de reclusão. Após serem ouvidos todos serão encaminhados para fazer exame de corpo de delito e compareceram à audiência de custódia e caso seja ratificada suas prisões os civis serão encaminhados para o Cotel e Colônia Penal Feminina e os militares para uma instituição designada pelo Comando da Polícia Militar de Pernambuco.
Os prejuízos aos cofres públicos ainda estão sendo contabilizados porque a Casa Militar à despeito de várias solicitações feitas pela Controladoria-Geral da União, não havia encaminhado os comprovantes de despesas que são essenciais para efetuar o respectivo levantamento. Coletiva de imprensa será concedida na sede da Polícia Federal em Pernambuco às 10h onde serão repassados maiores detalhes sobre as investigações!
A Casa  Militar é o órgão da administração direta, subordinado diretamente ao Governador do Estado. É uma instituição destinada, fundamentalmente, para a proteção dos altos interesses do Estado, do governo e de seu povo. Suas funções, abrangem a segurança da máxima autoridade do Estado, a sede do governo e a ajudância-de-ordem do presidente ou governador. A Casa Militar é uma das secretarias integradas ao Palácio do Campo das Princesas. O Secretário-Chefe da Casa Militar possui as mesmas prerrogativas, direitos e vantagens atribuídas aos Secretários de Estados.
Fonte: Ascom PF