quarta-feira, 18 de outubro de 2017

EM ASSEMBLÉIA, PREFEITOS PERNAMBUCANOS SOLICITAM AOS SEUS DEPUTADOS APOIO À CAUSA MUNICIPALISTA

Na assembleia realizada na manhã dessa quarta feira (18) na sede da CNM – Confederação Nacional dos Municípios – em Brasília, uma comissão formada por mais de 80 prefeitos pernambucanos, de diversas regiões do estado, fundamentaram uma Carta Aberta ao Presidente Temer, com a solicitação expressa de que o Planalto abra uma agenda e receba os gestores municipais para ouvir suas suas demandas.

A Carta, assim como a ajuda financeira – ponto mais forte das demandas dos municípios -, buscam cumprir uma pauta que vem se arrastando durante os últimos anos e segundo os prefeitos estão sacrificando de forma excessiva as gestões e comprometendo a sua governabilidade.

No período da tarde, por volta das 17h30,  esses mesmos prefeitos se reuniram no Anexo IV da Câmara Federal, onde ao lado de diversos parlamentares pernambucanos foi mais uma vez explanada as demandas e solicitada dos deputados e senadores presentes um maior comprometimento com essas questões municipalistas.

Presentes na reunião, foram registradas as presenças de diversos  prefeitos do agreste: de Garanhuns, Izaías Régis (PTB); de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB); de Palmeirina, Marcelo Neves (PSB); de Capoeiras, Neide Reino – que também ocupa a presidência da CODEAM – (PSB); de Paranatama, Valmir do Leite (PSB); de Calçado, Expedito Nogueira (PP), de São Bento do Una, Débora Almeida (PSB); de Águas Belas, Luiz Aroldo (PT); da Pedra, Osório filho (PSB); de Lajedo, Rossini Blésmany (PSD), de Ibirajuba, Sérgio Arandas;  de Jucati, Ednaldo Peixoto (PSB) entre outros.


Presentes os Deputados Federais Fernando Monteiro, Augusto Coutinho, Betinho Filho, Gonzaga Patriota, Wolney Queiroz, Eduardo da Fonte,  Zeca Cavalcanti, Felipe Carreras, Marinaldo Rosendo, Sílvio Costa, Kaio Maniçoba, entre outros parlamentares. Todos assinaram a Carta dos prefeitos, se comprometendo mais com a causa municipalista.

JOGOS DESTA QUARTA-FEIRA (18) DEFINEM AS PRÓXIMAS DISPUTAS DO PE A2

Foto: Gabrielle Sady
Os últimos jogos da fase de grupos, do PE A2 acontecem nesta quarta-feira (18). Como as equipes classificadas já foram definidas, os confrontos vão servir para determinar as disputas da próxima fase.

Pelo grupo A, os jogos acontecem às 15h. No estádio Gonzagão, o Vera Cruz encara o Íbis. Cabense joga contra o Centro Limoeirense no Gileno de Carli. Neste grupo, apenas o quarto colocado, Centro Limoeirense, já está definido, pois pela sua pontuação, ele não consegue alcançar nenhum outro time.

Já no grupo B, os jogos acontecem às 20h. No estádio Joaquim Britto, Pesqueira e Decisão se enfrentam e decidem a liderança do grupo. Já o Sete de Setembro e Porto, jogam em Caruaru, no Antônio Inácio.

Pelo regulamento, o primeiro colocado do grupo A encara o quarto colocado do grupo B, e assim sucessivamente.

De acordo com a assessoria de imprensa do Guará, a equipe terá três desfalques. Escuro segue machucado e não está relacionado para a partida. Keyllo, que recebeu seu terceiro cartão amarelo contra o Pesqueira, está suspenso, e o atacante Rodrigo, com dores no pé, será poupado.

Com isso, o Sete, que viaja às 16h30, entra em campo com Denis; Fabrício, Dudu, Boca e Breno; Bruno, Anderson, João França e Diogo Capela; Renato Maceió e Josy. No banco de reservas: Alex, Valter, Breno José e Rodrigo.

Em entrevista, o técnico Cícero Monteiro afirmou que o time busca a vitória para tentar trazer o segundo jogo do mata-mata para Garanhuns.

FCA ESTÁ EM BRASÍLIA ACOMPANHANDO CARAVANA DE PREFEITOS PERNAMBUCANOS

Arte: Caio César
Brasília - Até essa quinta feira (19), nós do ‘Falando com o Agreste’, estaremos aqui na Capital das decisões do País, levando para internautas e ouvintes do programa, mais uma movimentação dos prefeitos Brasileiros e em especial aos gestores municipais da nossa região do Agreste pernambucano.

As causas municipalistas vem sendo bastante evidenciadas nos últimos anos, principalmente em razão da grave situação financeira vivenciada pelas gestões: queda do Fundo de Participação dos Municípios; responsabilidade acima da capacidade dos municípios frente à saúde; Enfrentamento da grave crise que assola o país e com a qual, os municípios não estão conseguindo fechar as suas contas.
Mas a principal reivindicação dos gestores é uma solução a curtíssimo prazo, ou seja, ajuda financeira emergencial, para que os municípios possam fechar suas contas principalmente com a chegada do final do ano, quando precisam pagar o 13°aos servidores municipais, além de outras obrigações.


Marcelo Jorge na Cãmara Federal envia informações à Rádio
Marano FM de Garanhuns e realiza 'lives' para interenautas.
O movimento vem crescendo desde quando os gestores municipais realizaram uma mobilização em Brasília no começo do mês, junto com a CNM. O ‘falando com o Agreste’ esteve participando e presenciou o desdobramento das reunião que culminou em uma audiência dos prefeitos na Câmara Federal, tendo sido  recebidos naquela oportunidade pelo Presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia.  Ao final da tarde de hoje, a agenda será mais uma vez no Congresso, porém com as bases parlamentares de cada estado, quando os Deputados e Senadores  ouvirão os prefeitos e devem buscar soluções à curto prazo para responder as demandas.