sexta-feira, 8 de setembro de 2017

CANTOR LEONARDO TRANQUILIZA FÃS APÓS SUPOSTO ACIDENTE: “ESTÁ TUDO BEM!”

Um vídeo de um acidente aéreo preocupou os fãs do cantor Leonardo nesta sexta-feira, 8. As imagens mostram um resgate em uma praia em Maceió do que seria o avião do cantor.
A informação, no entanto, não procede. Leonardo está em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, onde se apresentou. “Levamos o maior susto, a família dele também. Mas ele está bem, está em um hotel em Porto Alegre e vai voltar para Goiânia daqui a pouco no avião dele”, disse Ede Cury, assessora do artista à CARAS Digital.
Segundo ela, Leonardo ficou nervoso e triste com as notícias. “Conversei com ele agora, ele lamenta pelas pessoas que estavam no acidente”, continuou.

JANOT DENUNCIA RENAN,LOBÃO,SARNEY,JUCÁ,JADER BARBALHO E VALDIR RAUPP

Fotos: Site osguedes.com.br
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta sexta-feira denúncia contra políticos do PMDB por supostamente integrar organização criminosa. São alvo da denúncia os senadores Edison Lobão (MA), Jader Barbalho (PA), Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR) e Valdir Raupp (RO), além dos ex-senadores José Sarney e Sérgio Machado.

Para a Procuradoria-Geral da República, há indícios de que o grupo controlava as nomeações da Diretoria Internacional da Petrobras e, em troca, recebia propina dos diretores escolhidos para o cargo. A íntegra da denúncia ainda não foi divulgada


Janot já denunciou ao STF formação de organização criminosa por parte de políticos do PP e do PT. Até o fim do mandato, na próxima sexta-feira, Janot deve apresentar denúncia pelo mesmo crime contra políticos do PMDB da Câmara dos Deputados. O presidente Michel Temer está entre os possíveis denunciados nesse último grupo.
As denúncias foram apresentadas ao ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no STF. Ele deverá elaborar um voto e submetê-lo a votação na Segunda Turma do tribunal. Se as denúncias forem recebidas, os políticos serão transformados em réus em ações penais.

Na terça-feira, o procurador-geral denunciou os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff e mais seis pessoas também pelo crime de organização criminosa. O valor da propina recebida por eles e outros seis políticos do PT, segundo Janot, chegou a R$ 1,485 bilhão. O procurador-geral apontou Lula como líder e "grande idealizador" da organização criminosa, devendo inclusive ser condenado a uma pena maior por isso.

Também foram denunciados: a senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT; os ex-ministros Antonio Palocci, Guido Mantega e Paulo Bernardo, além de Edinho Silva, atual prefeito de Araraquara (SP); e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. De acordo com Janot, a organização criminosa praticou ações não só na Petrobras, mas também em outros órgãos públicos, como o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Ministério do Planejamento. Janot pede ainda que eles paguem ao todo R$ 6,8 bilhões, o que inclui devolução de dinheiro desviado e reparações por danos morais e materiais.

Na semana passada, integrantes do PP também foram denunciados pelo mesmo crime. As investigações miram 30 integrantes do partido. Entre, eles, estão os deputados Arthur Lira (AL), Waldir Maranhão (MA) e Nelson Meurer (PR), além do senador Ciro Nogueira (PI) e do ex-deputado Pedro Corrêa (PE) – que é um dos delatores da Lava-Jato.

oglobo.com

CARRO-FORTE É ALVO DE EXPLOSÃO NESSA SEXTA (08) NO AGRESTE

Foto: Divulgação em redes Sociais
A ação criminosa contra o carro-forte ocorreu no no distrito de Tapiraim, entre São Caetano e Cachoeirinha. O crime aconteceu por volta das 10 horas da manhã dessa sexta feira (08).
De acordo com testemunhas, os suspeitos chegaram em dois veículos. Após intenso tiroteio o carro forte foi explodido e os suspeitos fugiram com o dinheiro.

Até o momento não há informações sobre o destino dos suspeitos, se há feridos ou qual a quantia levada.


A Polícia Rodoviária Federal já está no local. Com esse são 12 estouros de carros fortes apenas este ano em Pernambuco. A Polícia Militar está no encalço dos assaltantes.

BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DE MACEIÓ JÁ TEM DATA MARCADA - CONFIRA PROGRAMAÇÃO

Reitora  Valéria Correia da UFAL - ( Universidade Federal de Alagoas ) Foto - Marcos Antônio/ Falando Com o Agreste
Bastante prestigiado, um café da manhã nesta quarta-feira (6), marcou o lançamento oficial da 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas. Com o slogan Livros que envolvem, leituras que libertam , o tema é focado no Bicentenário do Estado, com uma programação diversificada contemplando debates, mesas-redondas, palestras, oficinas, seminários e atrações culturais. A solenidade, no auditório do Hotel Ponta Verde, contou com a participação de representantes da gestão da Universidade Federal de Alagoas e dos três segmentos da instituição, além de parceiros e apoiadores da edição deste ano.

O maior evento literário de Alagoas transcorrerá no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, de 29 deste mês até 8 de outubro, e tem a coordenação da Editora da Universidade Federal de Alagoas (Edufal).  A instituição alagoana, em parceria com o Governo do Estado e  a Prefeitura de Maceió, mantém o seu compromisso social e cultural sendo a única universidade no país a promover e realizar uma bienal. O evento vai além de ser apenas uma feira de livros, agregando debates de temas variados de interesse da sociedade.
Durante a abertura, a reitora Valéria Correia reforçou a importância dos parceiros e apoiadores. “A Bienal é um evento grandioso, concorrido, e se não fossem as parcerias não haveria a possibilidade de realização”, disse, enfatizando que o acesso ao livro é um direito do cidadão.
Para conferir a programação completa acesse : bienaldolivroal.com.br
Marcos Antônio com informações do site da Bienal do livro ( Diana Monteiro)

POLÍCIA FEDERAL RECONDUZ GEDDEL À PRISÃO, APÓS ESCÂNDALO DE R$ 51 MILHÕES EM MALAS

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (foto: EVARISTO SA/AFP)
O ex-ministro Geddel Vieira Lima foi preso pela Polícia Federal (PF) na manhã desta sexta-feira. A prisão preventiva foi pedida pelo Ministério Público Federal (MPF). Agentes da PF acompanhavam o político, que partiu em um carro pouco antes das 7h. A PF ainda não se pronunciou sobre o caso.

O ex-ministro cumpria prisão domiciliar sem tornozeleira eletrônica em Salvador, na Bahia. O peemedebista havia sido preso em 3 de julho e mandado para casa em 12 de julho.
Na terça-feira, a PF apreendeu R$ 51 milhões em um apartamento que seria utilizado por Geddel em Salvador. A conferência indicou R$ 42,6 milhões e US$ 2,68 milhões em cédulas. Imagem divulgada pela PF mostrou o dinheiro separado em vários sacos brancos, em fileiras no chão. De um lado, embalagens com reais, e de outro, as com dólares.

As impressões de Geddel foram identificadas em malas e caixas onde estavam estocadas as cédulas. Na quarta-feira, o proprietário do apartamento admitiu ter emprestado o imóvel a Geddel. O empresário Silvio Silveira, porém, disse à Polícia Federal que “não sabia” que o local era utilizado para que o peemedebista guardasse dinheiro.

Silveira apresentou-se ontem à PF e contou que Geddel pediu o apartamento para estocar “pertences do pai”, que morreu em janeiro de 2016.

ARTICULADOR
Um dos responsáveis pela articulação política do governo de Michel Temer, Geddel deixou o cargo de ministro da Secretaria de Governo após seis meses no cargo, em novembro do ano passado, após polêmica envolvendo o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero. Este o acusou de tê-lo pressionado para liberar uma obra na Ladeira da Barra, em Salvador.

No final de agosto, a Justiça de Brasília aceitou a denúncia da Procuradoria da República contra Geddel e o transformou em réu por obstrução de justiça, por tentar atrapalhar as investigações sobre desvios do fundo de investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS).


(Com informações do Correio Braziliense e agências)