terça-feira, 22 de agosto de 2017

POR UNANIMIDADE, COLLOR É RÉU NA LAVA JATO

Foto: Carlos Moura/ C.B/ A.Press
O ex-presidente e senador Fernando Collor de Melo se tornou réu na Operação Lava-Jato, acusado de receber mais de R$ 30 milhões em propina envolvendo negócios da BR Distribuidora, uma subsidiária da Petrobras. A denúncia contra ele foi aceita pela da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal. Ele está sendo indiciado por corrupção passiva, lavagem e organização criminosa.

Inicialmente, o pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para tornar o senador réu nos processos da Lava-Jato foi aceito pelo ministro Edson Fachin, relator da operação no Supremo. O voto do ministro relator foi seguido pelos demais integrantes da turma.

A Corte rejeitou outras duas denúncias, por peculato e obstrução de Justiça. Collor teria recebido o montante ntre 2010 e 2014. O dinheiro teria sido usado na compra de carros luxuosos, obras de arte e imóveis, na tentativa de enganar a fiscalização e passar a impressão de que os valores foram recebidos de forma lícita.

Correio Brasiliense 

EM GARANHUNS, POLÍCIA FAZ APREENSÃO DE QUASE 5 KG DE DROGAS E PRENDE TRAFICANTE

Imagem: Divulgação Polícia CIvil
Uma grande apreensão de drogas foi realizada na manhã desta terça-feira (22), em Garanhuns. Na oportunidade, liderados pelo Delegado João Lins, policiais civis da 22ª Delegacia de Homicídios realizaram diligências ao bairro João da Mata, na busca de uma motocicleta Honda, modelo Broz, cor preta, que estaria realizando crimes na cidade e ao encontrarem um veículos com características semelhantes abordarem o indivíduo que a conduzia. Com o elemento, foram encontrados cerca de 270 gramas de crack. A droga encontrava-se nos bolsos do homem.

Identificado como John Mendes Bezerra, o homem levou os policiais até sua residência, na Rua dos Operários, bairro Liberdade onde foi encontrada aproximadamente 1,5 quilo de crack e 1 quilo de cocaína. Após levantamento no no local do achado, os agentes seguiram para a Rua Ana Nery, também no bairro da Liberdade e lá haviam escondidos mais 2,56 quilos de crack.


Além de toda a droga, também foi apreendida uma quantia em dinheiro e celulares. O acusado, Jhon Mendes, foi encaminhado para a Delegacia de Homicídios e autuado em flagrante por posse e tráfico de drogas.

AÇÃO RÁPIDA: PM RECUPERA DINHEIRO E PRENDE QUADRILHA QUE EXPLODIU CARRO-FORTE NO SERTÃO

Em uma resposta rápida, em apenas tres dias de operação, a Polícia Militar de Pernambuco desarticulou a quadrilha que explodiu um carro-forte em Santa Cruz da Baixa Verde, no Sertão pernambucano, na última sexta-feira (18). A ação contou com equipes do 14° Batalhão e do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (Bepi), que chegaram a dormir e fazer as refeições dentro da caatinga durante as buscas. Houve pelo menos três confrontos entre policias e criminosos, que resultaram na morte de dois suspeitos e na prisão de sete pessoas, além da recuperação do valor roubado, pouco mais de R$ 219 mil - exatos R$ 219.280.


Segundo o tenente-coronel do 14° Batalhão, Girley Figueiredo, a quadrilha estava em duas caminhonetes e disparou com fuzis contra o carro-forte, que passava na PE-365, em direção à cidade de Serra Talhada. Após a fuga dos vigilantes, os homens usaram quatro dinamites para ter acesso à parte interna do veículo e levaram o dinheiro.

Logo após a explosão, os assaltantes foram abordados num bloqueio montado pelo Grupo de Apoio Tático Itinerante (Gati) e pela Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam), a cerca de 300 metros do local da ação, e houve troca de tiros. Um dos assaltantes foi atingido e morreu no local. O morador de Santa Cruz da Baixa Verde, Luis Carlos Pereira Lima, tomado como refém durante o crime, também foi atingido e morreu em um hospital de Serra Talhada.

Neste primeiro confronto, alguns criminosos fugiram pela caatinga, deixando para trás duas espingardas calibre 12, um fuzil Ruger mini, um fuzil 722, um revólver calibre 38, um colete a prova de balas e grande quantidade de munições. Foi neste momento que chegaram agentes do Bepi. “Quando o Bepi chegou, adentrou na caatinga e, usando as técnicas de rastreamento, conseguiu localizar um dos bandidos. Esse veio a confrontar com o efetivo e foi alvejado. Ele chegou a ser socorrido, mas veio a óbito”, explicou o tenente-coronel do Bepi, Jamerson Pereira.

Segundo o tenente-coronel, a polícia encontrou no celular do suspeito que morreu informações que levaram à prisão de dois suspeitos, que indicaram o local onde a quadrilha iria se esconder após o roubo. O lugar foi abordado na noite entre sexta e sábado, e um segundo elemento reagiu e também foi baleado.

A operação continuou no sábado, com policias do 14° Batalhão bloqueando a rodovia estadual e do Bepi na mata. Na manhã de domingo, o 14º Batalhão prendeu mais quatro suspeitos, e um deles confirmou onde os agentes poderiam prender o sétimo elemento.
Durante a operação, que resultou na recuperação do valor roubado, os policiais ainda apreenderam armas de grosso calibre, munições, dinamites e os veículos utilizados na investida ao carro-forte. “É uma quadrilha de atuação interestadual, e nessa ação foi desarticulada toda a organização criminosa, composta por nove criminosos. Sete foram presos e dois abatidos durante o confronto com a Polícia Militar, que reagiu à injusta agressão”, disse o chefe da Polícia Civil, Joselito Kehrle.

Kehrle informou que os sete presos foram autuados por organização criminosa, roubo qualificado e porte ilegal de arma de fogo, com a qualificação de arma de uso restrito das Forças Armadas.

Com imagens de Divulgação da Policia Civil de Pernambuco

PARA UM MELHOR DESENVOLVIMENTO DA TECNOLOGIA DA BACIA LEITEIRA, GARANHUNS GANHA INCUBADORA

Foto: Divulgação
Acontece nesta sexta-feira (25) a partir das 19h, um evento de sensibilização para a Incubadora Tecnológica do Agreste Meridional (INTECAM). O evento, vai contar com a participação de representantes das instituições envolvidas, como UPE, ITEP, AESGA, SECTI, Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município, UFRPE e IFPE.

A estrutura da incubadora contará com cinco salas para incubação, duas salas para gestão/administração, uma sala para reunião e uma sala de convivência.

A reunião é aberta ao público e será realizada no Fórum Ministro Eraldo Gueiros Leite.

Confira abaixo toda a programação:

19h - Abertura com as autoridades (SECTI, UPE, ITEP, AESGA, UFRPE, IFPE, Sec. de Des. Econômico);
19h40 - Palestra de Felipe Sabat (SECTI) contextualizando a incubadora no APL;
20h - Palestra de Geraldo Magela (ITEP) contextualizando a incubadora e o programa de incubação;
20h20 - Palestra com o case do empresário Fred Braga (ex-incubado ITEP).

21h - Encerramento

PARTE DA AVENIDA SANTO ANTÔNIO CONTINUA INTERDITADA

Foto: Carlos Eugênio
Desde a última segunda-feira (21), a Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT) interditou o trecho entre o Banco Bradesco e a Farmácia Pague Menos, localizado na avenida Santo Antônio, por causa do rompimento da tubulação da Compesa, que comprometeu a estrutura do asfalto, impossibilitando a passagem de veículos. 

Com isso, a AMSTT retirou os blocos de concreto (gelo-baiano) localizados em frente à antiga Padaria Suíça, dando a opção para que os veículos possam subir pela avenida 13 de Maio, em direção ao bairro Heliópolis e outras localidades. Já os demais condutores poderão descer pela rua Severiano Peixoto, podendo seguir para os bairros Boa Vista e Cohab 2.

Agentes de trânsito trabalharam nos bloqueios com o intuito de orientar os motoristas e até o momento equipes da Compesa e AMSTT estão trabalhando no local, que segue interditado.

CARAVANA DO EX PRESIDENTE LULA CHEGA AO ESTADO DE ALAGOAS NESTA TERÇA,22

Ônibus em que Lula viaja chega nesta terça(22) a Penedo- AL ( Foto Carlos Madeiro-UOL)
Depois de passar pelos estados da Bahia e Sergipe, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chega a Alagoas nesta terça-feira (22), onde cumpre até amanhã uma agenda intensa. A programação inclui atos públicos, encontros com militantes e uma homenagem na Universidade Estadual de Alagoas (Uneal).
A previsão é que Lula cruze de balsa o Rio São Francisco e chegue à Penedo por volta de 16h, quando deverá ser recebido por militantes e participar de um ato público na região Sul. Em seguida, o ex-presidente segue para a cidade de Arapiraca, onde passa a noite.
Na região Agreste, Lula será homenageado pela Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) com o título de Doutor Honoris Causa - honraria dada a personalidades "que tenham se distinguido, seja pelo saber, seja pela atuação em prol das artes, das ciências, da filosofia, das letras, ou do bem-estar e melhor entendimento entre os povos".
A cerimônia está prevista para acontecer a partir das 8h, no Ginásio João Paulo II, no Parque Ceci Cunha, e será conduzida pelo reitor Jairo José Campos da Costa. O título foi aprovado em 2012, após aprovação pelo Conselho Universitário (Consu) da Uneal.Após a cerimônia em Arapiraca, o ex-presidente segue para Maceió. Lula será recepcionado pela militância do partido e deve participar de um ato no Clube Fênix.
TIROS, FUNK E COMPARAÇÃO A TIRADENTES

Nesses dias na estrada com sua caravana da esperança, já teve de quase tudo.De tiros de militância contrária ao ex-presidente ao Lula se comparando com Tiradentes; de título honoris causa recusado pela justiça baiana ao petista tecendo fortes críticas ao governo Temer, Moro e principalmente a imprensa a quem elegeu como grande vilã.Até funk o ex-presidente dançou.
Agora chega ao estado de alagoas, terra do seu aliado senador Renan Calheiros, que deverá recepcionar o ex-presidente, junto com o governador Renan Filho. Existe uma expectativa sobre a presença de Lula em solo alagoano, pois ele receberá o título de Doutor Honoris Causa da Universidade Estadual de Alagoas(Uneal), do reitor Jairo Campos, que já foi ameaçado de morte pelo gesto da concessão do título.
Outra expectativa é referente a grupos ante-lula(Movimento Brasil) que já se mobilizam para fazerem protesto contra o petista.Também está confirmado a presença dos bonecos Pixuleco e Canalheiros que representam o desejo dos manifestantes pelas prisões de Lula e Renan, ambos alvos de diversos inquéritos e denúncias relativas ao escândalo do petrolão, investigado pela lava-jato.Nessa contramão, existe a militância que promete dá total apoio.A polícia já está em alerta em Maceió, aonde Lula será recebido no Clube Fênix Alagoana na Pajussara, onde deve conceder uma entrevista coletiva, coisa que não fez nas outras cidades em que passou.
O blog falando com o agreste, estará acompanhando a chegada de Lula a Maceió, e passando as informações aos nossos leitores.

Por Marcos Antônio e também informações do site Gazetaweb

PROFESSOR : PROFISSÃO PERIGO

(Crédito: Reprodução/Facebook)
Uma professora ficou ferida após ser agredida por um aluno de 15 anos dentro da escola pública em que trabalha em Indaial (SC). Marcia Friggi relatou nesta segunda-feira (21) ter recebido uma sequência de socos depois de ter expulsado o estudante de sala por mau comportamento. O caso aconteceu no Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) da cidade.
Em uma publicação feita no Facebook, Marcia afirma que uma discussão começou depois que ela pediu que o aluno colocasse um livro sobre a mesa. “Eu coloco o livro onde eu bem quiser”, teria sido a resposta do adolescente.
A professora contou que o aluno a xingou e, em seguida, foi expulso de sala. Ao acompanhar o aluno, a professora acabou sendo agredida com uma sequência de socos.
“Estou dilacerada por ter sido agredida fisicamente. Estou dilacerada por saber que não sou a única, talvez não seja a última”, disse.
Ela também divulgou uma sequência de fotos que a mostram com o rosto sangrando logo após a agressão.
A Secretaria de Educação da do município de Indaial, responsável pela escola, informou que está apurando o ocorrido.
Veja o relato na íntegra:
“DILACERADA
Estou dilacerada. Aconteceu assim:
Ele estava com o livro sobre as pernas e eu pedi:
– Coloque seu livro sobre a mesa, por favor.
– Eu coloco o livro onde eu bem quiser.
– As coisas não são assim.
– Ahhh, vai se foder.
– Retire-se por favor.
Ele levantou para sair, mas no caminho jogou o livro na minha cabeça. Não me feriu, mas poderia. Na direção eu contei o que tinha acontecido. Ele retrucou que menti e eu tentei dizer:
– Como, menti? A sala toda viu… Não deu tempo para mais nada. Ele, um menino forte de 15 anos, começou a me agredir. Foi muito rápido, não tive tempo ou possibilidade de defesa. O último soco me jogou na parede.
Estou dilacerada por ter sido agredida fisicamente. Estou dilacera por saber que não sou a única, talvez não seja a última. Estou dilacera por já ter sofrido agressão verbal, por ver meus colegas sofrerem. Estou dilacera porque dilacera porque me sinto em desamparo, como estão desamparados todos os professores brasileiros. Estamos, há anos l, sendo colocados em condição de desamparo pelos governos. A sociedade nos desamparou. A vida…
Lembrei dos professores do Paraná que foram massacrados pela polícia, não teve como não lembrar.
Estou dilacerada pelos meus bons alunos, que são muitos e não merecem nossa ausência.
Estou dilacerada, mas eu me recupero e vou dedicar a minha vida para que NENHUM PROFESSOR BRASILEIRA passe por isso
NUNCA MAIS. (Não sei se cometi erro ao escrever, perdoem. )”

Fonte: Paraná Portal

DEPUTADOS QUEREM MUDAR O MODO COM O VOTA,ENTENDA O QUE ESTÁ EM JOGO NA CÂMARA

O debate em torno da reforma política será retomado hoje (22) na Câmara dos Deputados, tanto no plenário quanto nas comissões. A sessão do plenário desta terça-feira tem como pauta única a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03, que trata da adoção de um novo sistema político-eleitoral para a escolha de deputados estaduais, distritais e federais e da criação de um fundo público para financiar as próximas campanhas eleitorais.

Se aprovada como está, a PEC 77 pode instituir no país o modo majoritário de votação para os cargos de deputados nas eleições de 2018 e 2020, como uma transição para o modelo distrital misto a partir de 2022.
O chamado “distritão”, como ficou conhecido, permite que os candidatos mais votados ganhem as eleições. Por esse sistema, cada estado vira um distrito, no qual as vagas disponíveis nas câmaras e assembleias legislativas são preenchidas pelos candidatos mais votados, sem considerar a proporcionalidade do total de votos recebidos pelos partidos e coligações, assim como ocorre com a escolha de prefeitos, governadores e presidente da República.
Pelo distrital misto, o eleitor vota duas vezes: uma no candidato do distrito e outra em uma lista preordenada pelo partido. O resultado sai do cálculo entre os resultados da votação majoritária no distrito e na escolha proporcional no partido.
Os líderes partidários passaram os últimos dias em reuniões com o relator para tentar fechar um acordo em torno de uma forma que seja mais viável como transição. Várias propostas têm sido levantadas, inclusive a de um modelo que foi apelidado de “distritão misto”, que seria uma combinação de voto majoritário no candidato e voto em legenda, ou seja, os eleitores poderiam votar em candidatos ou no partido nas eleições para deputado estadual e federal.
A sessão está marcada para começar às 13h, mas a votação deve ter início somente no fim do dia. Além do texto-base, os deputados também devem analisar 14 destaques ou sugestões de mudança que já foram apresentadas pelas bancadas.
Alguns dos destaques pretendem retirar da proposta a adoção do sistema “distritão” para as eleições de 2018 e 2020, votar em separado a sugestão do voto distrital misto e da criação do Fundo Especial para Financiamento da Democracia.
Outros pretendem destacar a possibilidade de o candidato figurar tanto na lista do partido, quanto na lista do distrito, o que permite que ele concorra a dois cargos diferentes. Há também um destaque que pretende manter o financiamento público, mas sem o percentual de 0,5% da receita líquida do Orçamento para compor o fundo, o que corresponderia hoje a R$ 3,6 bilhões.
Conforme adiantaram líderes partidários e o próprio relator, o valor do fundo pode ser reduzido no plenário a R$ 2 bilhões ou ser totalmente retirado do texto para definição futura pela Comissão Mista de Orçamento do Congresso.
A PEC 77/03 prevê ainda que os cargos de ministro do Poder Judiciário não sejam vitalícios, instituindo o mandato de dez anos para os juízes das cortes.
Financiamento privado
Enquanto a PEC 77/03 tramita no plenário, duas comissões especiais da Câmara analisam um anteprojeto de lei (PL) e outra emenda constitucional que também compõem a proposta de reforma política.
O PL inclui algumas normas que vão regulamentar a forma como os recursos do fundo de financiamento serão distribuídos entre os partidos e regras para as doações de pessoas físicas, definição que deve ficar a cargo do Tribunal Superior Eleitoral.
O objetivo é mesclar a possibilidade de financiamento público e privado, mas com limites para as doações. No PL, está estabelecido o teto de 10% da renda bruta do doador ou dez salários mínimos, o que for menor, para doação em dinheiro a cada cargo em disputa.
O projeto inclui o Fundo Especial de Financiamento da Democracia, a ser criado caso a PEC 77 passe no plenário, entre as formas de contribuição financeira com recursos públicos aos partidos. O projeto prevê, por enquanto, que 90% dos R$ 3,6 bilhões previstos inicialmente para compor o fundo, sejam destinados às campanhas de vereadores, deputados estaduais, federais e distritais, senadores, primeiro turno de governadores e presidente da República, e 10% para segundo turno dos cargos do Executivo.
O percentual a que cada partido terá direito e a forma de distribuição serão definidos pelo TSE. Cada cargo eletivo terá limites de gastos de campanha. Os recursos também poderão ser levantados pelo Fundo Partidário, por recursos próprios do candidato (até o limite de R$ 10 mil) ou por meio de financiamento coletivo na internet.
O projeto em análise estabelece também que os partidos políticos sejam incluídos entre as instituições públicas ou filantrópicas autorizadas a organizar a distribuição de prêmios por meio de “sorteios, vale-brinde, concursos, bingos ou operações assemelhadas”, como loterias, para “obter recursos adicionais necessários ao custeio das finalidades partidárias e eleitorais”.
Doação oculta
Na versão entregue no semestre passado, o relator da proposta, deputado Vicente Cândido (PT-SP), havia previsto que o doador poderia pedir que sua identidade fosse mantida em sigilo. Depois que o parecer foi divulgado, as reações levaram o relator a incluir a ressalva de que o sigilo não valeria diante de órgãos de controle. A alteração não foi suficiente para conter as críticas, e o deputado anunciou que vai retirar esse artigo do projeto. Outras alterações nas regras do financiamento ainda serão feitas no anteprojeto, dependendo do resultado da votação da PEC 77 no plenário.
Habilitação prévia
No PL também consta a proposta de criação da habilitação prévia das candidaturas. A ideia é antecipar para oito meses o processo de registro dos candidatos a fim de dar mais tempo para a Justiça Eleitoral julgar todas as candidaturas antes da data do pleito. Nesse período de “pré-registro”, o candidato pode também fazer arrecadação prévia de recursos.
O projeto prevê a possibilidade de propaganda eleitoral na internet e por telemarketing, com regras específicas para cada situação. Os partidos e coligações estão sujeitos a sanções caso promovam propaganda eleitoral irregular.
O relatório permite que os partidos e coligações tenham um fiscal em todos os lugares onde ocorre o processo de votação e apuração dos votos, para acompanhar a totalização dos resultados.
Nessa comissão, já foram aprovados dois relatórios parciais que estão aguardando a análise final do projeto para seguir em bloco ao plenário. O primeiro relatório propõe a regulamentação e ampliação dos mecanismos de democracia direta, como referendos, plebiscitos e a apresentação de projetos de iniciativa popular. O segundo uniformiza em quatro meses os prazos de desincompatibilização ou afastamento de candidatos de diferentes cargos ou funções públicas.
O conjunto de propostas também deve ir a plenário após a conclusão da votação da PEC 77/03.
Fim das coligações
A segunda comissão que se reúne hoje na Câmara analisa a PEC 282/2016, que propõe o fim das coligações partidárias para eleições proporcionais, estabelece normas sobre fidelidade partidária e acesso dos partidos políticos aos recursos do Fundo Partidário.
A proposta tem como relatora a deputada Sheridan (PSDB-RR), que prevê, em seu substitutivo, a formação da federação de partidos que tenham o mesmo programa ideológico no lugar das coligações partidárias que vigoram atualmente nas eleições proporcionais.
O substitutivo estabelece que não há obrigatoriedade de vinculação entre as candidaturas em âmbito nacional, estadual, distrital ou municipal. Outro ponto que Sheridan incorporou na proposta foi a perda do mandato em caso de desfiliação partidária, inclusive para suplentes e detentores dos cargos de vice-presidente, vice-governador ou vice-prefeito.
Cláusula de desempenho
De acordo com o substitutivo elaborado pela deputada, a partir de 2030 somente os partidos que obtiverem no mínimo 3% dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço dos estados, terão direito aos recursos do Fundo Partidário. Para ter acesso ao benefício, os partidos também deverão ter elegido pelo menos 18 deputados distribuídos em pelo menos um terço dos estados.
O mesmo critério será adotado para definir o acesso dos partidos à propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. A mudança, no entanto, será gradual, começando pelo piso de 1,5% dos votos válidos nas eleições de 2018, chegando a 2% em 2022, a 2,5% em 2026, até alcançar o índice permanente de 3% em 2030.
A expectativa é de que as duas comissões encerrem as discussões e comecem o processo de votação de seus projetos ainda nesta semana. Para que as mudanças sejam válidas para as eleições do ano que vem, elas devem ser aprovadas em dois turnos pelos plenários da Câmara e do Senado até 7 de outubro.
Fonte: Agência Brasil