terça-feira, 11 de julho de 2017

COORDENADOR DA DEFESA CIVIL EM GARANHUNS ALERTA QUE IMÓVEIS PODEM CAIR MESMO SEM SINAIS VISÍVEIS COMO RACHADURAS OU AFUNDAMENTOS DE PISO.

Em entrevista exclusiva ao programa ‘Falando com o Agreste’ na edição dessa terça feira (11) pela Rádio Marano FM de Garanhuns, o Coordenador da Defesa Civil em Garanhuns, engenheiro Thiago Amorim  detalhou as ações realizadas durante todo o dia de ontem, segunda feira (10), após o desmoronamento de um dos blocos de um edifício residencial na rua Desembargador João Paes, no bairro Aloísio Pinto, quando morreram soterrados dois moradores e mãe e filha ficaram levemente feridas.

De acordo com o engenheiro, as duas edificações restantes sofreram interdição por parte da Defesa Civil no dia de hoje. Agora, a Polícia Civil de Pernambuco realiza uma perícia nestes blocos na busca de indícios de algum risco para os moradores.

Na sua fala por telefone para a Marano FM, Thiago destacou as ações pontuais do órgão que coordena e detalhou que a Defesa Civil, de acordo com as normativas e leis, trata de desastres naturais e que o desabamento do prédio em questão não se enquadrava como um desastre natural. Ele explicou que em parceria com o Corpo de Bombeiros e voluntários foi feita a coordenação das atividades de remoção de escombros, gerenciamento da crise e tentativa de localização das vítimas, que infelizmente foram encontradas já em óbito.

Engenheiro Thiago Amorim,
Coordenador da Defesa Civil
em Garanhuns
Segundo Amorim, em relação a avaliação de riscos de edificações, a DC também voluntariamente, pode auxiliar a população de forma sugestiva, recomendando alguns procedimentos para melhoria e estabilidade das edificações.

O engenheiro no entanto, deixou claro que não compete a Defesa Civil orientar tecnicamente a construção, o que teria que ser feito por um profissional contratado pelo proprietário da edificação. Ele adiantou que apesar dos sinais visíveis como rachaduras com mais de um ou dois centímetros nas construções, existem estruturas que não apresentam depressão no piso ou mesmo rachaduras e o imóvel pode entrar em colapso, isto é, vir a sofrer um dano como seu desabamento.   

VÍTIMA É SEPULTADA SOB COMOÇÃO POPULAR

O corpo do servidor público municipal Antonio Arcoverde, 32, - foto ao lado - uma das vítimas da tragédia em Garanhuns, foi velado na tarde desta terça no plenário da Câmara Municipal. 
Sob forte comoção, familiares, amigos e colegas de trabalho de Antonio, que era lotado na Procuradoria do Município, lotaram as dependências da Casa Raimundo de Moraes para se despedir e tentar levar um pouco de conforto à viúva, Sra. Genicelia Cardozo, mãe de uma bebê de pouco mais de 20 dias, ambas sobreviventes da mesma tragédia.



Nossa reportagem não obteve informações sobre o velório do Sr. Edvaldo (ou Edval)  Soares, 66,  segunda vítima fatal.
Seu corpo foi encontrado em um nível mais baixo, já que residia no andar térreo. Testemunhas relataram que esse cidadão ajudou a alertar os seus vizinhos para a queda do prédio, evitando uma tragédia ainda maior. Logo após, decidiu voltar ao prédio para, supostamente, pegar alguns pertences.
Por sua atitude de alertar os demais moradores, esse cidadão já vem sendo chamado de 'Anjo' pelos que ouvem essa narrativa corajosa e determinada.     

INVESTIGAÇÃO CONTRA LULA PODE SER ARQUIVADA

A Procuradoria da República no Distrito Federal informou que o Ministério Público Federal (MPF) pediu, nesta terça-feira (11) o arquivamento de investigação criminal contra o ex-presidente Lula.

A investigação de obstrução de Justiça contra Lula foi aberta depois do depoimento do ex-senador Delcídio do Amaral em acordo de delação premiada, no qual o ex-petista disse que Lula havia lhe chamado, assim como outros senadores, inclusive o então presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), com o objetivo de impedir o andamento da Lava Jato.
Após o depoimento de Delcídio e de outros senadores, o Ministério Público decidiu não "se vislumbrar no discurso de Delcídio a existência de real tentativa de embaraço às investigações da operação Lava Jato"

No pedido de arquivamento, a Procuradoria ressalta que o objetivo principal de Delcídio ao citar Lula na delação pode ter sido interesse próprio, em busca de aumentar seu poder de barganha perante a Procuradoria-Geral da República no acordo, ampliando assim os benefícios.
Lula ainda é réu em outras ações envolvendo a Lava Jato perante a Justiça Federal do Paraná. O ex-presidente nega todas as acusações e seus advogados afirmam que Lula é alvo de perseguição política promovida por integrantes do Judiciário e do Ministério Público.

DEFESA CIVIL ESCLARECE DESABAMENTO DE PRÉDIO, EM GARANHUNS

Foto: Halison Rodrigues
O coordenador da Defesa Civil do município, Thiago Amorim, falou sobre as declarações em relação as vistorias realizadas pela Defesa Civil de Garanhuns no prédio. Thiago explicou que foi realizada uma inspeção predial há cerca de seis anos. Na ocasião, foi solicitado ao responsável pelo imóvel que procedesse alguns itens de manutenção da edificação com o objetivo de conservar e recuperar a capacidade funcional. O procedimento é o cumprimento de uma Norma Técnica Brasileira nº 5674/1999, que informa, sugere e obriga a todo e qualquer proprietário de edificação a proceder com a referida manutenção da edificação. Ainda de acordo com o engenheiro, após o período citado anteriormente, não foi informado formal nem informalmente nenhum pedido de vistoria do engenheiro técnico responsável.
O município de Garanhuns, diante do ocorrido, torna público que está realizando a abertura de procedimento interno com o objetivo de levantamento de toda documentação relativa à execução da obra e sua regularidade.

FENÔMENO : CHÃO DE CASA EM MACEIÓ ESQUENTA EM ATÉ 40°

Crédito - Reprodução TV Pajussara
Uma casa na Rua da Praia, no bairro de Fernão Velho, em Maceió, possui uma peculiaridade: uma parte do chão esquenta até 40ºC. O fenômeno, segundo o morador, Noel, acontece há mais de três dias.
Marcelo, sobrinho do dono da casa, disse que a família tentou contato com o Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA) para pedir que eles fossem ao local investigar, mas não obtiveram êxito.
“Chamamos um eletricista para descobrir se era um vazamento de corrente elétrica. Ele tentou quebrar a cerâmica do piso, mas cada vez que fazia isso, esquentava mais; então pedimos que parasse, pois não sabíamos a origem da temperatura”, relata.
O parente do morador disse ainda suspeitar da possibilidade de ser algum tipo de material radioativo ou uma matéria orgânica em decomposição que estaria liberando gases.
TNH1

GARANHUNS TERÁ CÂMARA TÉCNICA PARA IMPEDIR QUE JOVENS UTILIZEM BEBIDAS ALCOÓLICAS EM ESPAÇOS PÚBLICOS

Parque Ruber Van Der Linden
Uma Câmara Técnica, composta por membros de diversos órgãos instalados no Município foi criada para impedir que crianças, adolescentes e jovens utilizem bebidas alcoólicas ou substâncias psicoativas nos espaços públicos do município.

O Grupo foi formado a partir de uma convocação do Ministério Público de Pernambuco, que gerou o Termo de Compromisso nº 01/2017, e é composto por membros do Governo Municipal de Garanhuns, através do CAPS AD e das secretarias de Educação; Assistência Social e Juventude; Polícia Militar; e Polícia Civil. Além do Conselho Tutelar; Guarda Municipal; Liberdade Assistida e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (COMDICA).

Na manhã desta terça-feira (11), aconteceu a primeira reunião dessa câmara após sua formação, na sede do Ministério Público. Os poderes Judiciário e Legislativo também deverão passar a integrar a Câmara Técnica.


O secretário de Juventude de Garanhuns, Carlos Eugênio destacou que ações educativas, preventivas e repressivas serão promovidas, bem como estabelecer metas que garantam a proteção integral da infância e da juventude do município, sobretudo nos espaços públicos. 

MPE DENUNCIA PREFEITO POR AGRESSÕES FÍSICAS CONTRA A EX-ESPOSA E A SOGRA

Prefeito de Maribondo, Leopoldo César Amorim Pedrosa
O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), por meio do procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, ajuizou ação penal, nesta segunda-feira (10), contra o prefeito de Maribondo, Leopoldo César Amorim Pedrosa. O chefe do MPE/AL também pediu a manutenção da prisão preventiva do gestor, assim como requereu a perda do mandato dele. A denúncia responsabiliza o prefeito por agressões físicas contra a esposa e a sogra, crimes ocorridos em junho deste ano.
Mediante a gravidade e a comprovação das atitudes ilícitas cometidas por Leopoldo César Amorim Pedrosa, além de defender que ele permaneça custodiado no sistema penitenciário alagoano, o Ministério Público pede a manutenção das medidas protetivas concedidas em favor das vítimas, assegurando-lhes a integridade física, já que existem registros de ameaças de morte. Além disso, entende o procurador-geral de Justiça, ser a liberdade de Leopoldo Amorim um risco também para a instrução processual.
“O Ministério Público é intransigente no cumprimento da lei. Em pleno século XXI não é concebível atitudes dessa natureza, repudiadas e enxergadas como monstruosas. Não tem outra opção, a nossa missão é a de garantir o respeito e a cidadania das pessoas e de fazer prevalecer a justiça", declarou Alfredo Gaspar de Mendonça Neto.
Tipicidade da conduta
De acordo com a denúncia, o prefeito de Maribondo praticou por três vezes o ilícito previsto no art.129, § 9º, do Código Penal, que trata de ofensa à integridade corporal ou à saúde de outra pessoa, desde que esse alguém seja aquele com quem se conviva ou tenha convivido em "relações domésticas, de coabitação ou de hospitalidade”.
Por duas vezes as agressões foram contra a companheira de Leopoldo e, uma vez, em desfavor da sogra.
A manutenção da prisão
A ação penal é clara ao mencionar a necessidade de medida de precaução com o intuito de proteger mãe e filha: “ineludível que, associado ao temor pela vida das vítimas, ou seja, para evitar a “prática de infrações penais” (art.282, da Lei Adjetiva Penal) fica patente a necessidade da manutenção da prisão do Sr. Leopoldo César Amorim para a garantia do regular desenvolvimento na instrução penal, uma vez que o mesmo já ameaçara por diversas vezes as vítimas e seus familiares”, fiz um trecho da denúncia.
O Ministério Público pede a aceitação da acusação pelo Tribunal de Justiça e o prosseguimento do feito nos termos da legislação processual vigente.
"Como efeito secundário da condenação, o pedido se estende à perda do cargo do denunciado junto à Prefeitura de Maribondo ou de qualquer outro cargo público que possa está exercendo na ocasião em que ocorra a condenação", finaliza a chefia do MPE/AL.

A denúncia também foi assinada pelo promotor de Justiça Luciano Romero. 

PRF CUMPRE MANDADO DE BUSCA E APREENSÃO PARA RECOLHER CELULAR USADO EM GRUPOS DE BLITZ

Agentes da Polícia Rodoviária Federal cumpriram na tarde desta segunda feira (10), no município de Paranatama, mandado de busca e apreensão contra um homem suspeito de ser o administrador de um grupo que divulga informações sobre fiscalizações da própria PRF, PM, DETRAN e AMSTT (Autarquia Municipal de Trânsito de Garanhuns), do aplicativo social Whatsapp. 
O Mandado, expedido pela Justiça Federal (23ª Vara-Garanhuns), a pedido do MPF e a partir de investigações da Polícia Rodoviária Federal, determinou o recolhimento do aparelho celular do suspeito em sua residência, uma casa localizada na zona rural do município de Paranatama, para que seja periciado.
 
A medida, sem prazo determinado, além de averiguar a suspeita sobre o indivíduo, tem como finalidade identificar a participação ativa de outros membros do aplicativo, que tenham difundido informações sobre as chamadas “blitz” e que porventura estejam ameaçando ou prejudicando o trabalho de órgãos de fiscalização de trânsito, crime previsto no artigo 265 do Código Penal, podendo ainda agregar a tipificação de Formação de Quadrilha (Artigo 288 da mesma lei).

A Polícia alerta que a divulgação de pontos de abordagem, aparentemente inofensiva, também contribui para a continuidade de outros crimes, como o tráfico de seres humanos, drogas e armas, bem como a furto e roubo de veículos.

Fotos: Divulgação PRF

DESABAMENTO: PREFEITURA DE GARANHUNS DECRETA LUTO DE TRÊS DIAS



Após o desabamento de prédio residencial na Rua Desembargador João Paes, bairro Aloísio Pinto, na manhã desta segunda-feira (10), a Prefeitura de Garanhuns decretou luto oficial de três dias a partir desta terça-feira (11).

Durante 13 horas de resgate trabalharam junto aos Bombeiros Militares, a Defesa Civil, Secretarias de Obras e Infraestrutura, SAMU, Secretaria de Comunicação Social, Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, através do apoio de uma psicóloga e uma assistente social.

As vítimas da tragédia, ambas já identificadas, foram Antônio Arcoverde, servidor público municipal e Edvaldo Soares da Silva, aposentado. Agora, o governo municipal trabalhará todo o trâmite burocrático sobre a construção. Durante o período de luto a bandeira do Município de Garanhuns ficará hasteada a meio mastro