domingo, 25 de junho de 2017

CANTOR SERTANEJO FOI ASSASSINADO EM MACEIÓ. SUA ESPOSA FOI FERIDA

Segundo o blog ‘Cada Minuto’ o cantor sertanejo alagoano, Rodrigo Souza, 35 anos, que era conhecido como o SERTANEJO TOP, foi assassinado próximo a uma igreja evangélica no bairro do Clima Bom, em Maceió, quando estava dentro de seu veículo.

Ainda de acordo com o blog, Rodrigo foi atingido por quatro tiros, sendo atingido na cabeça e no braço. Junto a ele, sua esposa, Taise Alves da Silva, 27 anos, também foi atingida com um tiro na coluna. Ambos chegaram a serem atendidos e encaminhados para a Unidade de Emergência. Rodrigo, no entanto, não resistiu e morreu ao dar entrada no hospital. Já Taise se encontra na área vermelha.
A polícia ainda não tem pistas sobre os autores dos disparos.


RODRIGO SOUZA


Rodrigo Souza tinha mais de 17 anos de carreira e uma extensa história de participações em bandas de forró e arrocha, entre elas os Deuses do Arrocha e Mulheres perdidas. A partir de 2015 o artista começou carreira solo e lançou tres discos.

APÓS UMA VIDA DE ESPERA, DISTRITO DE COLÔNIA EM JUPI, RECEBERÁ ÁGUA ENCANADA

O acesso à água potável ainda é um desafio diário para grande parte das populações do mundo. Apesar das inúmeras fontes naturais de água no mundo - rios e lagos, em geleiras e aquíferos, chuva e neve - a quantidade de água que diferentes países conseguem extrair para fornecer a seus cidadãos varia bastante. Um estudo da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) identificou países em que a demanda por água excede a oferta natural do recurso.  Segundo a organização, os países onde isso acontece fazem maior pressão sobre as fontes de água doce.

No Nordeste brasileiro não é de hoje que um dos maiores e mais procurados recursos na atualidade, que torna-se a cada dia mais raro em todo o planeta, é a água. Mas apesar do cenário, parte da população ainda não lida de forma correta com precioso líquido e não é incomum se deparar com o uso irracional e nada otimizado da água.

E no povoado de Colônia, município de Jupi, agreste pernambucano, a espera de toda uma vida pela água tratada e encanada será encerrada nessa sexta feira (30). É que a Prefeitura estará realizando a Inauguração do novo SSAA - Sistema Simplificado de Abastecimento de Águadaquela localidade.  Com a medida, cerca de 300 famílias serão atendidas, uma média de 1.500 pessoas.

Dr. Roberto Tavares, Presidente da Compesa e
Prefeito Marcos Patriota (DEM)
Com isso, além do benefício da água na porta de casa, dezenas de pequenos comércios e prédios públicos serão beneficiados.

Segundo o prefeito de Jupi, Marcos Patriota (DEM), esse era um compromisso de campanha no qual  ele e sua equipe se debruçaram desde o início do governo e em apenas seis meses de gestão, conseguiram cumprir: “Contamos com a parceria fundamental do Governo do Estado, através do Governador Paulo Câmara, do Secretário Nilton Mota e do presidente da Compesa, Dr. Roberto Tavares que foram sensíveis às nossas solicitações,”  e complementou: “No nosso Governo, denominado de ‘Juntos para melhorar’ quero que a maior obra seja sempre cuidar bem da nossa gente!”.

E como o clima é de festa, para celebrar esse importante momento na vida daquela população, tão aguardado por todos desde sua fundação, a Prefeitura promoverá shows na Praça Pública do povoado no dia 30 de Junho – próxima sexta feira - a partir das 20h com as seguintes atrações:

20h: Forró dos Parças

22h: Banda Arreio de Ouro

25 DE JUNHO: 8 ANOS SEM MICHAEL JACKSON


Em 25 de junho de 2009, o mundo recebia estarrecido e incrédulo a notícia da morte do rei do pop Michael Jackson. O astro americano passou mal em sua residência em Los Angeles, ainda foi levado com vida ao hospital, mas acabou falecendo para tristeza da arte musical. Neste domingo, 25, fãs e admiradores em todo mundo lembram a data e fazem vigília em celebração ao mito, um dos mais completos artistas de todos tempos. 

MICHAEL NO BRASIL

A primeira vez foi em 1974 com os " Jacksom Five quando ainda era adolescente, depois em 1994 quando trouxe sua turnê " Dangerous" a São Paulo e finalmente esteve pela última vez em Salvador gravando um clipe no Pelourinho. Suas passagens pelo Brasil sempre foram bastante tumultuadas como nos países pelo qual passou, pois Michael sempre foi único.

MINHA EXPERIÊNCIA COM O REI DO POP

Estava eu no ano certo, no local certo, na cidade certa, para presenciar o melhor show de todos os tempos: O ano era 1994, a cidade era São Paulo, o local era o estádio do Morumbi. A turnê do disco "Dangerous" , que vinha de apresentação em Buenos Aires estava finalmente em solo brasileiro para duas apresentações. Era momento único de ver o meu astro de infância e fazer parte dos 100 mil privilegiados que estavam no estádio do Morumbi naquele sábado de outubro de 94,  para presenciar e levar para sempre o espetáculo do showman em minha memória.

Havia uma demora em começar. Em vez de vaias, aplausos. Depois ouviu-se um silêncio sepulcral. As luzes se apagaram. Um canhão de luz projetou no alto uma imagem. Do silêncio, para o delírio da platéia. Era ele: A lenda. Voando sob cabos de aço, ao som introdutório de uma de suas músicas, ele toca no solo e já começa a dançar e cantar regido por um extasiado público de 100 mil pessoas que vibravam com suas coreografias únicas e com patente. E, assim foi durante duas as horas de show. Canções que estava na boca do povo, danças frenéticas combinadas com as letras das músicas, interação tímida com seu público, som perfeito, telões de grande definição e muito, mas muito profissionalismo como pede as grandes super produções.

Enfim... saí de lá junto com um grande amigo, o Júlio, extasiado e certo de ter participado do maior espetáculo da minha vida, sensação que carrego até hoje em minha memória e socializo com nosso leitor o dia em que estive a poucos metros do eterno mito, Michael Jackson, o homem das mil facetas. Agradeço por estar no lugar certo, na hora certa, na cidade certa. É isso aí.

Por Marcos Antônio