terça-feira, 30 de maio de 2017

SERÁ QUE O SENADOR PERRELA DISSE A AÉCIO QUE SÓ TRAFICA DROGAS ?

Senador Perrela/Waldemir Barreto - Foto Agência Senado

Um áudio de um suposto grampo feito pela Polícia Federal teria captado uma ligação feita entre os senadores Zezé Perrella (PMDB-MG) e Aécio Neves (PSDB-MG) datado do dia 13 de abril. Na conversa, divulgada na internet, o peemedebista teria falado a frase: "Eu não faço nada de errado, eu só trafico drogas". Em 2013, um helicóptero de propriedade da família do senador foi apreendido pela Polícia Federal com cerca de 450 kg de cocaína e no ano seguinte a Justiça entendeu que não havia provas do envolvimento dos donos com a apreensão, mas será que Perrella realmente disse essa frase?

O próprio Zezé Perrella confirmou, por meio de sua assessoria, ter falado a frase a Aécio, mas não é possível confirmar o contexto e nem se o parlamentar disse em tom irônico porque os áudios dos grampos, após terem sido divulgados, voltaram a ficar sob sigilo por determinação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin. Em nota, a assessoria de Perrella afirmou que o senador estava usando de ironia e a frase foi falada em um contexto de reclamação por parte das acusações que recebeu por causa da apreensão do helicóptero. 

Veja a nota de Perrella na íntegra: 
"Basta ouvir o áudio na íntegra e contextualizar a expressão mencionada. Durante o diálogo, o senador Zeze Perrella cita o episódio do helicóptero referindo-se ao fato de que, mesmo após ter sido comprovada sua inocência, lamentavelmente, a imprensa ainda insiste em associar o seu nome ao caso. Seu incômodo está explícito no áudio, antes mesmo do momento em questão. Fica óbvia, inclusive pela reação do interlocutor, a ironia expressa pelo Senador Zeze Perrella em relação à forma criminosa e caluniosa que abordam o assunto."
O Globo

GOVERNO ALAGOANO DECRETA ESTADO DE EMERGÊNCIA EM 25 CIDADES POR CAUSA DAS CHUVAS


Governo decreta emergência em 25 cidades
O governo do Estado decretou situação de emergência em 25 municípios atingidos pelas chuvas em Alagoas. A decisão está publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (30). Maceió e Marechal Deodoro já estavam em situação de emergência, totalizando 27.
De acordo com a publicação, a chefia do Executivo declara situação anormal ao considerar aumento das precipitações pluviométricas que assolam diversos municípios alagoanos, especialmente os pertencentes à Região Metropolitana, Vale do Paraíba, Vale do Mundaú e Litoral Norte alagoano, "para níveis sensíveis superiores ao do normal climatológico e o aumento intensificado das reservas hídricas". 
Além disso, o governo leva em conta impactos das chuvas que causaram danos humanos, materiais e ambientais, assim como prejuízos públicos e privados. A decisão toma como base relatórios das condições meteorológicas elaborados pela Secretaria de estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh). 
No decreto, o governador Renan Filho (PMDB) ainda considera a necessidade de ações imediatas e o parecer técnico elaborado pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Alagoas. 
Portanto, fica declarada a existência de situação anormal provocada por desastre e caracterizada como situação de emergência em razão de chuvas intensas, por 180 dias, nos municípios de Atalaia, Barra de Santo Antônio, Cajueiro, Capela, Chã Preta, Colônia Leopoldina, Coruripe, Coqueiro Seco, Igreja Nova, Japaratinga, Joaquim Gomes, Murici, Paulo Jacinto, Paripueira, Pilar, Quebrangulo, Rio Largo, Satuba, São Luiz do Quitunde, São Miguel dos Campos, Santa Luzia do Norte, Jacuípe, Jundiá, Viçosa e União dos Palmares. 
O decreto é assinado pelo governador Renan Filho e entra em vigor na data de sua publicação. 

Gazetaweb

MESMO SEM APOIO PÚBLICO, GARANHUNS SEDIARÁ CAMPEONATO BRASILEIRO DE JUDÔ EM JUNHO


Por Marcos Antonio

Garanhuns sediará a XI edição do Campeonato Brasileiro Regional das Ligas de Judô.O evento acontecerá entre os dias 09 e 10 de Junho no Ginásio de Esportes  do Sesc em Garanhuns e será organizado pela ACT - Associação Carlos Tevano de Judô. Segundo a assessora de comunicação da ACTJ, Sandra Carvalho, existe a expectativa de receber ao menos 300 atletas de diversas cidades do Nordeste, devido a importância do evento.

O Professor e Mestre Carlos Tevano, fundador da ACT,  é um atleta de alto nível de Garanhuns, é 6° dan na arte fundada pelo japonês Jigoro Kano, o JUDÔ. Ou seja, num nível muito alto dessa arte do caminho suave, que vai até o 10° dan. Os 20 títulos pernambucanos,24 títulos brasileiros entre regional e nacional de Judô, os torneios sul americano e pan americano, como atleta e outras dezenas como técnico o credenciam a ser um dos maiores atletas de Pernambuco de todos os tempos. Um atleta que sempre agregou no esporte de pernambucano e já formou atletas de alto nível que competem no Brasil e outros que estão no exterior, pois sempre viu  a prática do  esporte não só  simbolo do cuidado com a saúde, mas também como uma forte ferramenta de integração e inclusão social.

Mas, mesmo com esse currículo respeitável o abnegado esportista sofre quando o assunto são os apoios seja da iniciativa privada  e maior ainda quando se bate a porta das instituições públicas. 

Organizar um evento como esse Brasileiro de Ligas de Judô que será sediado em Garanhuns em junho requer custos em diversos segmentos por parte dos organizadores e não ter um apoio financeiro do poder público por diferenças politicas é no minimo lamentável. Além de ser mídia em diversos veículos de comunicação, divulgando as coisas boas da cidade, os hotéis têm um aporte muito bom dos atletas, parentes e amigos dos atletas que " invadem " a cidade, e lotam bares e restaurantes dando um certo incremento a economia da cidade.

Mas, o evento já tem data e horário marcado com inscrições abertas e acesso gratuito a quem quiser prestigiar e torcer pelos atletas de suas respectivas cidades. Lembrando que o único apoio confirmado pela ACTJ a esse grande evento são da Liga Nacional de Judô e Liga Pernambucana de Judô. Mas, quem quiser apoiar ou patrocinar o evento pode procurar a Associação Carlos Tevano de Judô e oferecer seu apoio ligando para a assessoria, no celular  087  98108-3612

O quê ? Campeonato Brasileiro de Judô 2017
Quando ? 09 e 10 de Junho/17
Local ? Ginásio do SESC 
Aonde ? Garanhuns
Contato ? 99810-8251

PARTICIPEM E AJUDEM A INCENTIVAR O ESPORTE DE GARANHUNS

EM NOITE FESTIVA NA ALEPE, MAGNO MARTINS LANÇA SUA QUINTA OBRA LITERÁRIA


Mais um filho que nasce... É mais ou menos assim o sentimento de um autor que "dá a luz" a uma nova obra. 

E não foi diferente disso o sentimento do jornalista e blogueiro Magno Martins ao lançar na ALEPE na noite de ontem, cercado de amigos, admiradores e muitos - muitos mesmo - políticos das mais diversas legendas o seu novo livro intitulado  "Histórias de repórter".

O trabalho, que é o quinto nos 37 anos de jornalismo de Magno, traz um apanhado de experiências do autor que teve em Brasília as maiores experiências profissionais da sua proveitosa  carreira.

Nas palavras de Magno, "Aprendi que Jornalismo é um ofício que diverte o espírito e aguça o discernimento intelectual. E por isso mesmo, escrever, para mim, não é necessariamente um trabalho, mas uma distração prazerosa. Os repórteres se dividem em três categorias: o que escreve o que viu; o interpretativo, e o que viu e o que ele acha que isso significa. Estou incluído no primeiro grupo. Em Brasília, vi Tancredo virar mártir, José Sarney fazer a transição, Collor sofrer impeachment, Itamar Franco reinventar o Fusquinha, o nascedouro do Plano Real, o PT e Lula chegarem ao poder."

Magno também é o criador e mantenedor do 'Blog do Magno', temido e respeitado pelos 'colunáveis', políticos que veem no espaço uma grande oportunidade de ter os holofotes dos leitores voltados para sí. É claro que nem sempre a nota publicada traz as melhores referencias ao político, o que causa também a insatisfação de alguns com o jornalista.
Mas esse é, ao final, o papel primordial de quem escolhe a seara de reportar os fatos com a maior fidelidade possível. Mesmo quando desagrada.

No dia 07 de junho próximo, o livro será lançado em Brasília e na sequencia, na terra do jornalista, Afogados da Ingazeira, Sertão pernambucano.