.

.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

GRAMPO REVELA QUE SENADOR AÉCIO NEVES PEDIU R$ 2 MILHÕES A DONO DA FRIBOI

Joesley Batista entregou à PGR uma gravação que piora de forma descomunal a tempestade que já cai sobre a cabeça de Aécio Neves. No áudio, o presidente do PSDB surge pedindo nada menos que R$ 2 milhões ao empresário, sob a justificativa de que precisava da quantia para pagar despesas com sua defesa na Lava-Jato. O diálogo gravado durou cerca de 30 minutos. Aécio e Joesley se encontraram no dia 24 de março no Hotel Unique, em São Paulo. Quando Aécio citou o nome de Alberto Toron, como o criminalista que o defenderia, não pegou o dono da JBS de surpresa. A menção ao advogado já havia sido feita pela irmã e braço-direito do senador, Andréa Neves. Foi ela a responsável pela primeira abordagem ao empresário, por telefone e via WhatsApp (as trocas de mensagens estão com os procuradores).

As investigações, contudo, mostrariam para a PGR que esse não era o verdadeiro objetivo de Aécio. O estranho pedido de ajuda foi aceito. O empresário quis saber, então, quem seria o responsável por pegar as malas. Deu-se, então, o seguinte diálogo, chocante pela desfaçatez com que Aécio trata o tema: — Se for você a pegar em mãos, vou eu mesmo entregar. Mas, se você mandar alguém de sua confiança, mando alguém da minha confiança — propôs Joesley. — Tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque ele sai de lá e vai no cara. E você vai me dar uma ajuda do caralho — respondeu Aécio. O presidente do PSDB indicou um primo, Frederico Pacheco de Medeiros, para receber o dinheiro. Fred, como é conhecido, foi diretor da Cemig, nomeado por Aécio, e um dos coordenadores de sua campanha a presidente em 2014. 

Tocava a área de logística. Quem levou o dinheiro a Fred foi o diretor de Relações Institucionais da JBS, Ricardo Saud, um dos sete delatores. Foram quatro entregas de R$ 500 mil cada uma. A PF filmou uma delas. No material que chegou às mãos de Fachin na semana passada, a PGR diz ter elementos para afirmar que o dinheiro não foi repassado a advogado algum. As filmagens da PF mostram que, após receber o dinheiro, Fred repassou, ainda em São Paulo, as malas para Mendherson Souza Lima, secretário parlamentar do senador Zeze Perrella (PMDB-MG). Mendherson levou de carro a propina para Belo Horizonte. Fez três viagens — sempre seguido pela PF. As investigações revelaram que o dinheiro não era para advogado algum. O assessor negociou para que os recursos fosse parar na Tapera Participações Empreendimentos Agropecuários, de Gustavo Perrella, filho de Zeze Perrella. Não há, portanto, nenhuma indicação de que o dinheiro tenha ido para Toron. Fonte: o Globo.

DONO DA JBS GRAVA TEMER DANDO AVAL PARA COMPRA DE SILÊNCIO DE CUNHA

Na tarde de quarta-feira passada, Joesley Batista e o seu irmão Wesley entraram apressados no Supremo Tribunal Federal (STF) e seguiram direto para o gabinete do ministro Edson Fachin. Os donos da JBS, a maior produtora de proteína animal do planeta, estavam acompanhados de mais cinco pessoas, todas da empresa. Foram lá para o ato final de uma bomba atômica que explodirá sobre o país — a delação premiada que fizeram, com poder de destruição igual ou maior que a da Odebrecht. Diante de Fachin, a quem cabe homologar a delação, os sete presentes ao encontro confirmaram: tudo o que contaram à Procuradoria-Geral da República (PGR) em abril foi por livre e espontânea vontade, sem coação.
É uma delação como jamais foi feita na Lava-Jato: Nela, o presidente Michel Temer foi gravado em um diálogo embaraçoso. Diante de Joesley, Temer indicou o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F (holding que controla a JBS). Posteriormente, Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley. Temer também ouviu do empresário que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para ficarem calados. Diante da informação, Temer incentivou: "Tem que manter isso, viu?".Aécio Neves foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley. O dinheiro foi entregue a um primo do presidente do PSDB, numa cena devidamente filmada pela Polícia Federal. A PF rastreou o caminho dos reais. Descobriu que eles foram depositados numa empresa do senador Zeze Perrella (PSDB-MG).
Joesley relatou também que Guido Mantega era o seu contato com o PT. Era com o ex-ministro da Fazenda de Lula e Dilma Rousseff que o dinheiro de propina era negociado para ser distribuído aos petistas e aliados. Mantega também operava os interesses da JBS no BNDES.
Joesley revelou também que pagou R$ 5 milhões para Eduardo Cunha após sua prisão, valor referente a um saldo de propina que o peemedebista tinha com ele. Disse ainda que devia R$ 20 milhões pela tramitação de lei sobre a desoneração tributária do setor de frango. Pela primeira vez na Lava-Jato foram feitas "ações controladas", num total de sete. Ou seja, um meio de obtenção de prova em flagrante, mas em que a ação da polícia é adiada para o momento mais oportuno para a investigação. Significa que os diálogos e as entregas de malas (ou mochilas) com dinheiro foram filmadas pela PF. As cédulas tinham seus números de série informados aos procuradores. Como se fosse pouco, as malas ou mochilas estavam com chips para que se pudesse rastrear o caminho dos reais. Nessas ações controladas foram distribuídos cerca de R$ 3 milhões em propinas carimbadas durante todo o mês de abril.

PAULO CÂMARA COBRA DA UNIÃO EQUILÍBRIO NA DIVISÃO DE CUSTOS DOS MUNICÍPIOS

Imagem: Blog do Magno
O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), foi um dos preletores na tarde dessa quarta (17) na XX Marcha dos Prefeitos, que vem acontecendo em Brasília.
Na sua fala, o socialista citou a experiência pernambucana do FEM, que vem colaborando com a gestão do prefeitos aliados ou não, um fundo criado ainda na época do Governador Eduardo Campos.

Câmara enfatizou que a Constituição de 88 foi importante mas deixou brechas que hoje prejudicam os 5570 municípios brasileiros e para os estados, por não ser equitativo na distribuição de recursos da União. Paulo Câmara, à exemplo do seu antecessor Eduardo Campos, ainda defendeu enfaticamente um pacto federativo


O governador pernambucano colocou a saúde como um dos exemplos, quando lembrou à plateia de gestores municipais como os  Estados e municípios pagam uma conta na manutenção do SUS, ainda mais pesada do que a União.

*Por Marcelo Jorge, Correspondente em Brasília/DF

FOTO COMPROMETEDORA QUE MOSTRA LULA E LÉO PINHEIRO DA OAS EM SÍTIO DE ATIBAIA É ANEXADA AO PROCESSO DA LAVAJATO


Foto mostra Lula e ex-presidente da OAS em sítio em Atibaia
A foto anexada pela PF, mostra Lula e o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro juntos em sítio de Atibaia,SP

 
Foto: reprodução

O Ministério Público federal anexou ao processo em que o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva é acusado de ter recebido vantagens indevidas da OAS uma foto em que o petista aparece no sítio em Atibaia (SP), ao lado de Léo Pinheiro, sócio da empreiteira.

A imagem foi anexada ao processo que investiga se Lula também é dono de um triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo.

O sítio está registrado em nome dos empresários Jonas Suassuna e Fernando Bittar, sócios do filho do ex-presidente, Fábio Luis Lula da Silva.
No entanto, a força-tarefa diz que há indícios de que a propriedade pertence ao ex-presidente e de que a escritura apenas oculta o nome do verdadeiro dono.

De acordo com a força-tarefa, obras no sítio e no triplex foram pagas pela OAS como propina ao ex-presidente por contratos que a empresa firmou com a Petrobras.
Para a PF, a foto pode ser uma prova da relação de Lula com o empreiteiro.

Segundo o Instituto Lula, o ex-presidente reafirma que não é o proprietário do sítio ou do apartamento em Guarujá e que Lula sempre agiu dentro da lei antes, durante e depois da presidência da República.
G1

CRESCE VIOLÊNCIA CONTRA LGBT; A CADA 25 HORAS, UMA VÍTIMA É ASSASSINADA NO PAÍS

Foto: Jus Brasil
Até o início deste mês 117 lésbicas, gays, bissexuais e transexuais (LGBT) foram assassinados no Brasil. E não precisamos nem comentar o motivo dessas mortes, que é a crescente discriminação à orientação sexual.

Para Genilson Coutinho, militante LGBT a crescente violência contra pessoas LGBT, pode ser atribuída a diversos fatores, sobretudo à impunidade, porque não há nenhuma lei que torne crime esse tipo de violência.

“Não há uma lei que criminalize a homofobia no país, que faça com que as pessoas abram os olhos e desaprovem isso. A impunidade fortalece a violência diária. O criminoso mata hoje e com um habeas corpus é liberado. Isso institui a banalização, porque a cada 25 horas um homossexual é assassinado no Brasil, a cada dia uma família é dilacerada pela morte de filhos LGBT”, diz Coutinho.

Além disso, ele cita, como forma de sustentar a homofobia, a ausência de políticas públicas e a falta de atendimento apropriado a essas pessoas, em locais de denúncias e apoio, o que institucionaliza esse tipo de violência. Coutinho lembra conta que muitos casos deixam de ser registrados em delegacias, por exemplo, porque as vítimas passam por constrangimentos, o que acaba sendo uma segunda violência.

Segundo ele, a luta é diária. "Hoje é um dia em que queremos dar um grito para que a sociedade acorde e entenda que somos cidadãos e seres humanos, que têm direito à vida também, sem que nossos lares sejam dilacerados. Não adianta termos uma Secretaria de Direitos Humanos se não sairmos dos gabinetes e partirmos para a prática”, observa.
Esta quarta-feira (17) é marcada pelo dia internacional da luta contra a homofobia.

ENTENDA O QUE VAI MUDAR COM A APROVAÇÃO DA REFORMA TRABALHISTA



Reforma trabalhista na CLT: você sabe o que realmente muda n sua vida com isso? Enquanto a proposta não for aprovada pelo Senado, muitas especulações rondam o assunto, e cidadãos insatisfeitos ou em dúvida sobre qual lado ficar ainda não conhecem ao certo o impacto dessas mudanças, e se realmente irão beneficiar o trabalhador.
O QUE MUDA COM A REFORMA TRABALHISTA NA CLT?
Aprovada pela Câmara, além das questões primordiais que já estão sendo divulgadas pela mídia sobre a reforma trabalhista na CLT, existem alguns pormenores que ultrapassam as discussões sobre terceirizações, regulamentação do trabalho remoto (home office), férias parceladas e outros tópicos.
Veja a seguir outras mudanças pouco divulgadas sobre o assunto e que podem surtir grandes impactos sobre a CLT.
1. GRATIFICAÇÃO PARA CARGOS DE CONFIANÇA
A gratificação existente hoje em dia para quem ocupa cargos de confiança passa a não ser mais obrigatória pelo empregador. Atualmente, o funcionário que está há mais de 10 anos na empresa tem em torno de 40% do salário básico incorporado ao seu salário como um trato de confiança e consideração.
2. HOMOLOGAÇÃO DE RESCISÃO
Nas condições atuais, todo funcionário que trabalhou por mais de um ano em determinada empresa e foi desligado tem a necessidade de efetuar todo o processo de homologação de rescisão junto ao sindicato ou Ministério Público.
Com a reforma trabalhista na CLT essa obrigação deixa de ser necessária, valendo apenas assinatura firmada entre empregador e empregado.
3. PERDA DA HABILITAÇÃO PROFISSIONAL
Empregados que necessitam da habilitação profissional para exercerem suas profissões (como médicos, dentistas, advogados e outros), caso a percam, darão motivo suficiente para acarretar em dispensa por justa causa.
4. CONTRIBUIÇÃO SINDICAL FACULTATIVA
Este é um dos principais tópicos motivadores dos últimos protestos. Afinal, com a reforma trabalhista na CLT a contribuição sindical deixará de ser obrigatória, tanto para os empregados quanto para os empregadores.
5. DEMISSÃO EM MASSA VS. SINDICATO
Também conhecidas como dispensas coletivas, as demissões massivas não dependerão mais da concordância do sindicato. Com isso, a decisão pode ser efetuada diretamente pela empresa, assim como acontece para a dispensa individual.
Mais mudanças acontecem para quem aderir aos planos de demissão voluntária, determinando que, a partir da aprovação da reforma, o empregado optante perderá o direito de reclamar sobre quaisquer direitos que julgue violados durante a prestação do trabalho.
6. FÉRIAS, INTERVALOS E JORNADA DE TRABALHO
As regras hoje determinadas sobre a duração da jornada de trabalho passam a não mais serem consideradas normas de saúde, higiene e segurança do trabalho, permitindo uma negociação individual sobre o assunto.
O tempo negociado inclui também o almoço, que pode ser reduzido para um mínimo de 30 minutos caso a jornada tenha menos de seis horas.
Quanto às férias, a reforma trabalhista na CLT determina que o empregado pode parcelar esses dias em até três vezes: lembrando que duas parcelas devem ter no mínimo 5 dias e a terceira, 14.
7. GESTANTES E LACTANTES
Diante da nova reforma trabalhista na CLT, gestantes e quem estiver amamentando ficam autorizadas a trabalharem em ambientes considerados insalubres, desde que autorizadas por atestado médico.
Para as grávidas, a determinação só não será possível caso a insalubridade seja considerada grau máximo.
8. MULTAS POR DISCRIMINAÇÃO
Outra inclusão na reforma trabalhista na CLT foi colocada no artigo 461 da CLT, onde prevê que os salários dos empregados de desempenham uma mesma função, em uma mesma empresa, devem ser iguais, sem que haja distinção de etnia, sexo, idade ou nacionalidade.
Em caso de discriminação, o pagamento da multa é estipulado no valor de metade do teto do INSS. Atualmente, seria de R$ 2.765,66, pois o teto do INSS está em R$ 5.531,31. Além disso, o trabalhador discriminado também deverá receber o pagamento consoante às diferenças salariais devidas.

Fonte: E-konomista

DADOS DO IBGE APONTAM QUE NÚMERO DE JOVENS COM 15 ANOS OU MAIS QUE PRATICAM ESPORTES CAIU

Foto: SESC
Entre setembro de 2014 e setembro de 2015, os jovens e adultos que não praticavam qualquer tipo de esporte ou atividade física eram 122,9 milhões de pessoas, o equivalente a 76% da população de 161,8 milhões de brasileiros na faixa etária de 15 anos ou mais. Do total, 70,1 milhões eram mulheres, o equivalente a 83,1% da população feminina do país.

Os dados fazem parte do estudo Pnad 2015: Prática de Esporte e Atividade Física, que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feira (17), no Rio de Janeiro, com dados extraídos a partir da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) daquele ano.

Os números divulgados revelam que, em 2015, no Brasil, 61,3 milhões de pessoas de 15 anos ou mais de idade – o equivalente a 37,9% do total de 161,8 milhões de pessoas nesta faixa etária – praticavam algum tipo de esporte ou atividade física, dos quais 53,9% eram homens e 46,1% mulheres.

Foto: A Crítica
O estudo constatou que a prática é mais frequente na faixa de idade entre 15 a 17 anos, onde mais de 50% dos entrevistados responderam ter praticado algum esporte ou atividade física no período de 365 dias de referência, enquanto na faixa etária de 60 anos ou mais este percentual era de mais de 27%.

A pesquisa decorre de convênio do Ministério do Esporte com o IBGE, que investigou a prática de esportes e atividades físicas por pessoas de 15 anos ou mais, identificando o tipo de esporte ou atividade física praticada, perfil dos praticantes, motivação, local de prática, frequência, duração, participação em competições e outros aspectos.


Também foram investigadas as pessoas que não realizaram esporte, identificando o motivo de não praticar e se tinham praticado anteriormente. “A quantidade de pessoas que não praticam e nunca praticaram qualquer tipo de esporte ou atividade física chamou bastante atenção: ela decorre da falta de tempo ou mesmo de interesse e tem maior ou menor influência de acordo com a idade.

MINISTRO DA DEFESA AFIRMA QUE MILITARES TERÃO IDADE MÍNIMA PARA APOSENTADORIA

Foto: Forças Terrestres
O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou nesta quarta-feira (17), que A reforma da Previdência para os militares incluirá idade mínima, mas o regime será diferenciado. "Deve haver uma idade mínima. Se deve fixar uma idade mínima para militares", disse o ministro em café da manhã com correspondentes estrangeiros.

Jungmann ressaltou, no entanto, que os militares precisam estar em boas condições físicas, e por isso a categoria seria diferente. "Do militar se exige uma plena capacidade", explicou. O ministro defende que as Forças Armadas são uma carreira diferenciada, daí a necessidade de uma Previdência também diferente.

"O contrato do militar é diferente do civil. É isso que estamos defendendo, ninguém quer privilégio. A diferença não é privilégio", defendeu Jungmann. "O militar não têm Previdência. Civil faz greve, o militar não. O civil pode se sindicalizar, o militar não pode. O civil tem FGTS, os militares não têm. O militar não pode ter segunda atividade, a dedicação é absolutamente exclusiva. O civil tem direito de protestar, reivindicar, se expressar, se organizar politicamente, o militar não tem."

A idade mínima estabelecida para o regime geral da Previdência, incluindo os trabalhadores da iniciativa privada e os demais servidores públicos, ficou estabelecida em 65 anos para homens e 62 anos para mulheres.


De acordo com Jungmann, o Conselho Militar de Defesa se reunirá na quinta-feira (18) para discutir o assunto e tentar chegar a um consenso sobre qual seria essa idade mínima.

CRIAÇÃO DO BOPE EM PERNAMBUCO AVANÇA NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA


A Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou, um projeto de lei que cria o Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope). Após discussão entre deputados estaduais de oposição contra os governistas, o projeto foi aprovado por todos os parlamentares presentes. O plano segue agora para tramitação nas comissões de Finanças e Administração Pública.

O projeto foi debatido na presença do coronel da PM Roberto Santana, que representou o comando da corporação. A defesa do projeto começou a com a exibição de um vídeo sobre a atual Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe), mostrando o treinamento dos policiais. O Militar mostrou, também na apresentação, que cerca de 15 Estados já possuem um Bope, inclusive cinco do Nordeste - Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí, Bahia e Alagoas.

O líder da oposição, Silvio Costa Filho (PRB) questionou a necessidade de se criar um Bope em Pernambuco. Segundo ele, há dez anos, quando o Pacto Pela Vida foi criado, o assunto foi levantado e não foi apontada a necessidade, na época, de se criar o batalhão especializado. "Apresentamos o projeto e o governo acatou. A transformação do Cioe em Bope só transformará em Batalhão, a preparação técnica é a mesma, a ação é a mesma. Nós só vamos ter o up grade do efetivo e dos equipamentos", disse o coronel. Ainda segundo o militar, o Batalhão terá como objetivo combater o crime organizado.


Também foi questionado porque o efetivo do Batalhão sairia dos atuais 150 homens para cerca de 500. O Coronel explicou que o novo Bope irá agregar os atuais 117 homens da Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe), além de 47 que estão ingressando no grupo. Serão incorporados, também, 350 policiais da Companhia Independente de Operações de Sobrevivência na Caatinga (Ciosac).

Fonte: JC Online

PETROBRÁS ABRE 340 VAGAS PARA ESTAGIÁRIOS EM TODO PAÍS, HÁ VAGAS PARA PERNAMBUCO

A Petrobras publicou nesta quarta-feira, 17, o edital de realização do novo processo seletivo que irá preencher 340 vagas de estágio, com chances de ingresso para estudantes de nível médio, técnico e superior em diversas cidades do país. Do total de vagas ofertadas, há reserva de 45 para pessoas com deficiência.
Os interessados poderão optar pelas cidades de: Salvador-BA, Fortaleza-CE,  Ipojuca-PE, Recife-PE, Mossoró-RN, Natal-RN, Aracaju-SE,e diversas outras cidades pelo país. Os contratos de estágio terão a duração inicial de 6 meses, podendo chegar a dois anos.
Petrobras abre 340 vagas em várias cidades do paísHá vagas para estudantes do ensino médioensino técnico em Administração, Técnico em Mecânica, Técnico em Segurança do Trabalho, Técnico em Meio Ambiente, Técnico em Mineração, Técnico em Química, Técnico em Eletrotécnica, Técnico em Automação Industrial, Técnico em Geologia, Técnico em Informática e Técnico em Suprimento; e ensino superior em Administração, Direito, Engenharia de Agrimensura, Engenharia de Petróleo, Engenharia Química, Engenharia de Produção, Engenharia Mecânica, Geologia, Engenharia Ambiental, Engenharia de Segurança, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Geofísica, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Engenharia Cartográfica, Engenharia de Computação, Engenharia de Controle e Automação, Oceanografia, Ciências Biológicas, Ciências da Computação ou Informática, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Economia, Engenharia Civil, Engenharia Metalúrgica, Engenharia Naval, Estatística, Pedagogia, Química Industrial e Ciências Atuariais.
As exigências são de matrícula e frequência em cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) ou Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação; e para o estágio de nível superior, o candidato deve ainda estar cursando a partir do 3º período. As remunerações são compostas de bolsa que varia entre R$ 563,63 e R$ 1.646,56, de acordo com a área de atuação e a jornada semanal de trabalho (de 20 ou 30 horas), mais auxílio alimentação de R$ 550,00 e auxílio-transporte.
As inscrições acontecem na página do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE) - www.ciee.org.br - entre os dias 25 de maio e 6 de junho, sem cobrança de taxa. Saiba mais no edital do seletivo
Os candidatos serão avaliados em etapa única de prova objetiva. Serão 45 questões de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Gerais, realizadas de maneira online, pelo site do CIEE, entre os dias 12 e 14 de junho, das 8h às 18h30min. A divulgação do gabarito e do caderno de questões acontece no dia 19/06.


PELA SEGUNDA VEZ, ESTE MÊS, WHATSAPP SAI DO AR NA TARDE DESTA QUARTA

Foto: Whatsapp Web

O aplicativo de mensagens WhatsApp saiu do ar, pela segunda vez no mês, no Brasil e em outros lugares do mundo no início da tarde desta quarta-feira (17). A instabilidade no serviço de mensagens que pertence ao Facebook teria começado por volta das 14h.


Diversos internautas recorreram ao Twitter para relatar o problema. O WhatsApp possui mais de 1 bilhão de usuários pelo mundo, sendo que cerca de 100 milhões desse total estão no Brasil. 

ASSISTÊNCIA SOCIAL REALIZA CADASTRO E RECADASTRAMENTO DE IDOSAS NO ABRIGO SÃO VICENTE

Foto: Cloves Teodorico

A partir desta quarta-feira (17), o Abrigo São Vicente de Paulo recebe servidores da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH) para cadastro e recadastramento das idosas no Cadastro Único (CadÚnico). O objetivo é emitir o Número de Identificação Social (NIS) daquelas que não possuem o documento e fazer com que as mesmas possam dar entrada no Benefício da Prestação Continuada (BPC) – e aquelas que já possuem, possam atualizar suas informações no sistema do Governo Federal.

A proposta é que a ação seja permanente. De acordo com a necessidade da instituição, os servidores voltarão para os atendimentos. Hoje, dois cadastradores estiveram no abrigo adiantando os trabalhos, além do gestor do CadÚnico, Humberto Granja. Atualmente, 67 mulheres moram no local. 

COMEÇA HOJE EM GARANHUNS A 3° EDIÇÃO DA BIENAL DO LIVRO DO AGRESTE, E TEM FRANCISCO JOSÉ COMO UMA DAS ATRAÇÕES



Jornalista Francisco José é um das atrações da III Bienal do Livro em Garanhuns

Garanhuns respirará cultura a partir desta quarta-feira (17) até o próximo domingo (21). Cultura através da leitura com a III Bienal do livro do Agreste que traz a cidade de Garanhuns diversas atividades com viés cultural e educativo.Haverá como das vezes anteriores e como acontece em outras bienais Brasil afora, lançamentos de livros,shows, palestras, oficinas e mesas redondas.

É bem verdade que somos um país que ler pouco em comparação com a média mundial.Uma pesquisa realizada em 2016, apontou que 44% da população brasileira e 30% nunca compraram um livro.Ou seja, são apenas 4,96 livros por ano, lidos por brasileiros.  Para a pesquisa, é leitor quem leu, inteiro ou em partes, pelo menos 1 livro nos últimos 3 meses. Já o não leitor é aquele que declarou não ter lido nenhum livro nos últimos 3 meses, mesmo que tenha lido nos últimos 12 meses.

Indo nesses índices não bons, é que as bienais também foram criadas em várias cidades do Brasil para levar leitura, experiências de escritores, professores e outras pessoas envolvidas na arte da leitura e das letras.A Bienal de Garanhuns acontecerá na Esplanada Cultural Mestre Dominguinhos a partir das 9h indo até ás 21h. O evento tem o apoio da prefeitura e é realizado pela Associação do Nordeste das Distribuidoras e editores de Livros ( Andrelivros).

JORNALISTA FRANCISCO JOSÉ

Na abertura, hoje, o jornalista Francisco José, um dos maiores jornalistas do Brasil, o cearense radicado em Pernambuco há muitos anos, tem em seu currículo mais de 2.000 reportagens nos quatro continentes em 40 anos de jornalismo sempre na Rede Globo. Foram 4 copas do mundo, e 2 olimpíadas.Esse currículo o credencia a estar nesta III Bienal autografando o seu livro " 40 anos no ar".

Ainda na noite desta quarta,haverá uma palestra sobre o escritor Ronildo Maia leite.Os jornalista Francisco José,Ivanildo Sampaio,Iuri Maia Leite Cinthya Leite participarão de palestra sobre a vida e obra do autor Ronildo Leite que é o grande homenageado do evento.

Haverá também uma programação especial para a criançada com : filmes,música e muitas histórias, tudo isso gratuito, justamente com intenção de " prender" as crianças nesse mundo da leitura e lhes despertar conhecimentos. Várias escolas do município também estarão participando do evento apresentando trabalhos realizados em salas de aula.Os pais já podem acompanhar a programação abaixo e escolher um dia mais adequado.

Os shows ficam por conta dos cantores Maciel Melo e Xangai, na sexta e sábado, ás 20h. O pernambucano Maciel Melo aproveitará o momento e lançará em Garanhuns seu livro intitulado A Poeira e a Estrada.
​ ​

PROGRAMAÇÃO
QUARTA, 17
19h - Apresentação da Banda Manuel Rabelo
19h20 – Solenidade de abertura
19h40 – Mesa-redonda sobre Ronildo Maia Leite. Com jornalistas Francisco José, Ivanildo Sampaio, Cinthya Leite e diretor-geral da Rede Globo Nordeste, Iuri Maia Leite.
21h – Francisco José autografa 40 Anos no Ar

QUINTA, 18
9h30 – Apresentação cultural escolas municipais. Palco
10h - Oficina Eu, repórter: a elaboração da notícia pelo cidadão. Com Sheila Borges e Diego Gouveia. Sala Edilene Soares
11h - Sarau Literário: Contando e Cantando Vinícius de Moraes. Palco
14h - Apresentação cultural escolas municipais. Palco
15h - Um Conto de Mushkil Gusha. Sala Edilene Soares
15h – Mesa-redonda Cem anos de poesia em Garanhuns. Com Luzilá Ferreira. Sala Ronildo Maia Leite
16h – Projeto Uma Visita Muito Especial. Sala Edilene Soares
16h - Recital Poético – Alexandre Revoredo e Stephens Metódico. Corredores da feira
17h – Telecine literário. Sala Edilene Soares
18h30 – Homenagem à cordelista Edilene Soares. Colégio Diocesano
18h30 – Show com Chico Pedrosa. Palco principal
19h – Jornada Pedagógica: palestra com Bráulio Tavares. Colégio Diocesano
19h - Roda de Conversa: Ser ou não ser super-herói, eis a questão. Com Kellyane Gomes. Sala Edilene Soares
19h30 – Pescando o coração dos filhos em tempo de Baleia Azul, com Isabela Barbosa. Sala Ronildo Maia Leite
20h – Circuito Oralidades: Sarau Quebrando o Silêncio, com Jânio Silva. Palco

SEXTA, 19
9h – Palestra com Celso Antunes. Sala Ronildo Maia Leite
9h30 - Apresentação cultural escolas municipais. Palco
10h – Show com Yale Feitosa. Colégio Diocesano
11h - Afetos Literários: como fazer meu filho gostar de ler? com Tiago Andrade. Sala Ronildo Maia Leite
11h - Contação de histórias com Jaqueline Brasileiro. Palco
14h - Apresentação cultural escolas municipais. Palco
14h - Palestra com Celso Antunes. Sala Ronildo Maia Leite
14h – A ficção e a realidade no mundo da literatura, com Alexandre Santos. Sala Edilene Soares
15h30 - A realidade e a ficção na escrita literária. Com Inácio França, Samarone Lima e José Teles, com sessão de autógrafos. Sala Edilene Soares
16h – Show com Drica Shinohara. Colégio Diocesano
16h – Anatomia de um imortal: Mário Márcio Santos, com Igor Cardoso. Sala Ronildo Maia Leite
16h – Recreação Prazerosa: Educação Física e Atividades Lúdicas. Palco
16h – Lançamento: O Pequeno Príncipe em Cordel e Dona Boca e A Revolta do Corpo, por Josué Limeira. Varejão do Estudante
17h – Roda de leitura de autores pernambucanos para crianças, com Yale Feitosa
19h – Show de Chico Pedrosa. Palco
19h – Jornada Pedagógica: palestra com Celso Antunes. Sala Ronildo Maia Leite
20h - Show de Maciel Melo. Palco

SÁBADO, 20
9h – O Menino do Dedo Verde, com Kellyane Gomes. Sala Edilene Soares
9h30 - Apresentação cultural escolas municipais. Palco
10h – Palestra Construindo uma Cultura Amorosa na Escola: os trajetos transdisciplinares, com Hugo Monteiro Ferreira. Sala Ronildo Maia Leite
10h – Roda de conversa: A Incrível Fábrica de Livros, com Tiago Andrade. Sala Edilene Soares
11h - Rodas de Leitura de Autores Pernambucanos para Crianças. Estande do Sesc
11h – Aulão literário Da Hora. Sala Ronildo Maia Leite
11h – Projeto Uma Visita Muito Especial. Sala Edilene Soares

14h - Show com Tio Bruninho. Palco
15h – Lançamento: Aaron Fischer e a Prova dos Elementos, com Carlos Melo. Varejão do Estudante
15h – Roda de conversa: Com a palavra, a Felicidade, com Helder Barros. Sala Ronildo Maia Leite
15h30 – Debate Escrever ficção não é bicho-papão, com o coletivo Autoajuda Literária. Sala Edilene Soares
16h – Oficina Regras básicas para uma boa proclamação da palavra, com Ivonete Karten. Estande das Paulinas
16h – Lançamento: O Pequeno Príncipe em Cordel e Dona Boca e A Revolta do Corpo, por Josué Limeira. Varejão do Estudante
16h - Construindo uma Cultura Amorosa na Escola: os trajetos transdisciplinares, com Hugo Monteiro Ferreira. Sala Ronildo Maia Leite
16h – Contação de histórias com Lenice Gomes. Palco
16h30 – Palestra Quebrando preconceitos contra a literatura infantil e lançamento dos livros O Presente de Júlia e Sem Pé Nem Cabeça, por Cícero Belmar. Sala Edilene Soares
18h – Palestra A importância do livro digital para novos autores e novos leitores, por Paulo Rebelo, do selo Paradoxum. Sala Edilene Soares
19h - Palestra O Poder Transformador da Leitura, por Walter Almeida. Sala Ronildo Maia Leite
20h – Show de Xangai

DOMINGO, 21
9h30 - Apresentação cultural escolas municipais. Palco
11h – Roda de leitura de autores pernambucanos para crianças, com Yale Feitosa. Sala Ronildo Maia Leite
10h – Lançamento: Medo de Palhaço, com Filipe Falcão. Sala Edilene Soares
11h – Lançamento: Os Canibais de Garanhuns, por Raphael Guerra. Sala Edilene Soares
14h - Roda de Conversa Espaço Luís Jardim: Vida e Obra, com Helder Barros e Wagner Marques. Sala Edilene Soares
15h – Recreação prazerosa: educação física e atividades lúdicas. Palco
16h – Roda de leitura de autores pernambucanos para crianças, com Yale Feitosa. Estande do Sesc
16h – História de Garanhuns, da colônia à República, com José Carlos de Souza Guedes. Sala Edilene Soares
16h – Lançamento: Forever – Desejos sem fronteiras, por Camila Milet. Varejão do Estudante
17h – Lançamento: Realidade oculta, com Tito Aureliano. Varejão do Estudante
17h – Coral do IFPE. Palco principal.



Assessoria de Imprensa Mia Comunicação:

ANVISA RECONHECE MACONHA COMO PLANTA MEDICINAL


Cannabis sativa, popularmente conhecida como maconha, foi incluída na lista brasileira de plantas medicinais da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), de acordo com a Resolução 156 da diretoria colegiada do órgão. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União do dia 8 de maio.
A planta entra agora na lista de interesse da indústria farmacêutica. A mudança abre caminho para que possa integrar a farmacopéia brasileira (publicação que detalha como sua fabricação deve ser feita) e para que fabricantes peçam registro de medicamentos que levam a substância em sua composição, em um segundo momento.
Nada muda, porém, em relação à legislação brasileira sobre o cultivo e o consumo. A inclusão não altera regras para importação de medicamentos com canabidiol ou outros extratos da maconha e não autoriza o uso imediato da Cannabis como planta medicinal.
Em janeiro, a agência aprovou o primeiro medicamento com substâncias derivadas da maconha no Brasil. Registrado como Mevatyl, o remédio é vendido em outros países com o nome de Sativex. Ele é indicado para o controle de sintomas da esclerose múltipla em pacientes que não respondem a outros tratamentos.
A agência também já permite a importação de produtos à base de canabidiol, em associação com outros canabinoides, entre eles o tetrahidrocanabinol. Para tanto, é preciso que a pessoa física apresente o pedido, acompanhado da prescrição de profissional. A autorização excepcional tem prazo de um ano.

Fonte: InfoMoney