.

.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

JOGO BALEIA AZUL CHEGA A CIDADE DE PESQUEIRA?


Uma mensagem está circulando nas redes sociais informando sobre dois jovens que estão na UTI de um hospital na cidade de Pesqueira,95 km de Garanhuns. Segundo o áudio, dois jovens tinham dado entrada num hospital da cidade de Pesqueira envenenados por balas contendo chumbinho.

Essas balas teriam sido enviadas para uma escola estadual da cidade. Ainda segundo a pessoa no áudio, essa seria a etapa final do famigerado jogo da Baleia Azul que chegou ao Brasil a poucos meses, mas já traz grandes preocupações aos pais principalmente - os adolescentes são o alvo maior do jogo - ,e a policia que investiga diversos casos em várias cidades pelo Brasil.
Devido a intensidade em que se espalhou pela internet, a reportagem do blog Falando com o Agreste com intuito de esclarecer se era uma notícia verídica ou só mais um boato, entrou em contato com o Hospital em Pesqueira, mas ninguém soube informar sobre as supostas crianças vitimas do jogo baleia azul. Foi tentado um contato com delegacia para tentar ter outras informações, mas ninguém atendeu as ligações.

UM CASO EM PERNAMBUCO JÁ FOI REGISTRADO

O jogo Baleia Azul consiste em tarefas que são dadas através das redes sociais a quem aceitar os desafios e através das etapas que passam por mutilação, o jogador " vencedor" pode ganhar como " prêmio"  a morte.

No estado de Pernambuco no último dia 20, a policia encontrou um corpo de  um jovem de 15 anos com sinais de mutilação e a policia de Petrolina investiga se a morte tem relação com o jogo fatal.




A GREVE É GERAL. MAS EU TENHO QUE ADERIR?

Foto: Igor França
Por Marcelo Jorge*

Apesar da Greve Geral dessa sexta feira (28), convocada pelos sindicatos e movimentos sociais como FETAPE, CUT e MST, com participações de bandeiras e cores vermelhas em todo o país ter a suposta intenção de chamar a atenção dos políticos para a insatisfação popular causada pelas anunciadas reformas da previdência e trabalhista, a serem, se aprovadas, instituídas pelo Governo Temer, serem lícitas,  o movimento também apresenta por parte de alguns participantes algumas distorções como a intenção de fortalecimento do discurso “Volta Lula-Dilma". 

No entanto, a Greve não está conseguindo alcançar a dimensão que os realizadores esperavam. Nas ruas, os discursos denunciam que os líderes são oriundos das centrais sindicais e da cena política.

A forma desordenada da maioria dos piquetes estão sendo realizados, inclusive com a tentativa de cooptação de outros segmentos, que decidiram democraticamente deles não participar, mostram que o ato, apesar de chamar a atenção e ser feito por muitas pessoas bem intencionadas, não terá a força política necessária para modificar qualquer atitude que venha ser tomado nos parlamentos. 
Essa força seria melhor aproveitada se viesse de forma legítima de manifestações apartidárias. 
Afinal, os deputados e senadores que decidirão estas reformas no Congresso são escohidos pela população e somente as urnas no ano que, bem utilizadas, é que poderão produzir as mudanças que essa sociedade anseia. Movimentos com viés partidário decididamente não emociona governo nem sensibiliza parlamentares.

Em relação a adesão forçada de grevistas, por exemplo: Com o direito de ir e vir cerceado, o cidadão ou cidadã que tinha uma consulta médica agendada, uma viagem com passagem comprada, uma prova na sua escola ou qualquer compromisso que julgasse importante como a ida ao seu trabalho, ficou no mínimo atemorizado com a forma com a quais os líderes (?) do movimento  tentavam à força induzi-los a participar. Basta acessar os sites de notícias pelo Brasil e ver como o uso da força se fez necessária pelos meios de segurança, em meio a queima de pneus, estouro de vidraças e destruição do patrimônio público.

Em Garanhuns, a 268 quilômetros da Capital Recife, as manifestações começaram cedo e ocuparam inicialmente um espaço destinado a atividades artísticas ou exposições no centro cidade (Espaço Colunata), mas logo após, percebendo que as lojas do centro continuavam abertas, decidiram caminhar pela avenida central e aos gritos exigiram que comerciantes fechassem suas portas. O trânsito – que já não é o mais eficiente nos dias normais - ficou caótico. Essa arbitrariedade não pode ser mostrada na mídia como uma ‘virtude’ da manifestação.

No vídeo abaixo, manifestantes aos gritos atemorizam funcionários de uma loja de Departamentos em Garanhuns:

Durante o restante do dia, espera-se que o movimento não tome caminhos violentos, que possam causam acidentes como o ocorrido na manhã dessa sexta próximo ao Porto de Suape, no Cabo, quando um motorista ao tentar livra-se de um piquete, atropelou e matou um motociclista. 

Direito à greve sim. É constitucional e também uma forma de pressão popular que, na dose certa, produz resultados. 
Mas uma forma de manifestação que não permite o contraditório, decididamente, deixa de ser Democracia!  


*Marcelo Jorge é Publicitário, radiojornalista no Programa de Rádio “Falando com o Agreste” – Rádio Marano FM -, Consultor Político e Graduando em Ciência Política na UNINTER  

CONFUSÃO NO CENTRO DE GARANHUNS: MANIFESTANTES TENTAM FECHAR LOJAS

Desde as 09 hs da manhã dessa sexta (28), no Espaço Colunata no centro de Garanhuns, manifestantes que se opõem à o governo Temer se concentraram e após alguns discursos contra as reformas da previdenciária e trabalhista, seguiram em marcha pelas ruas do centro da cidade, tentando obrigar lojistas e comerciários a aderirem ao movimento e a fecharem suas lojas.

Com a intervenção da polícia militar, os excessos de alguns manifestantes mais exaltados foi apaziguado. Afinal, isso seria um claro desrespeito ao constitucional direito de ir e vir.

O movimento em Garanhuns e região não teve grande adesão, mas de qualquer forma vem causando alguns transtornos no dia a dia dos cidadãos(ãs).
Agencias bancárias estão fechadas, os ônibus funcionam normalmente, indicando ser esse movimento eminentemente politico, sem muito teor de reivindicação, o que seria muito justo, para equilibrar alguns pontos dessas reformas não muito claras.

Em instantes a repórter do Blog Falando Com o Agreste Gabrielle Sady trará outras informações atualizadas sobre o movimento organizado e planejado pelas centrais sindicais e pelo PT alguns meses atrás.

Imagens: Igor França


RECORDISTA EM INQUÉRITOS (SÃO 13) RENAN É MAIS UMA VEZ ALVO DE OPERAÇÃO DEFLAGRADA HOJE PELA PF

Esse é o cara.São 13 inquéritos

Polícia Federal saiu às ruas na manhã desta sexta-feira (28) para cumprir mandados da Operação Satélites, relacionada à Lava Jato. O principal alvo é o advogado Bruno Mendes, ligado ao senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Os agentes fizeram busca e apreensão no escritório de Mendes.
Ao todo, a operação tem 10 mandados, todos de busca e apreensão. A fase desta sexta foi autorizada pelo ministro Édson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), dentro de um dos 13 inquéritos abertos para investigar Renan Calheiros. Os pedidos para a operação foram enviados ao STF pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

De acordo com a PGR, esta fase apura irregularidades praticadas na Transpetro. Os crimes envolvidos, de acordo com a procuradoria, são: lavagem de dinheiro, corrupção, organização criminosa, crimes contra a administração pública, entre outros.


A primeira fase da Satélites foi deflagrada em março. A operação tem esse nome porque os alvos são pessoas próximas aos políticos investigados na Lava Jato no âmbito do STF. Na ocasião, os mandados tiveram como alvos pessoas ligadas a Renan, ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), ao senador Humberto Costa (PT-PE) e ao senador Valdir Raupp (PMDB-RO). Eles negaram envolvimento em qualquer tipo de irregularidade.


Conversa sobre a Lava Jato


Bruno Mendes era um dos advogados de Renan presentes em um conversa que foi gravada pelo ex-presidente da Transpetro e um dos delatores da Lava Jato Sérgio Machado.
As gravações, apresentadas por Machado em 2016, contêm conversas de uma reunião na casa do então presidente do Senado, Renan Calheiros, com a participação do ex-ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, quando ele ainda era conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Após a divulgação da conversa, SIlveira deixou o ministério de Temer.

Segundo Sérgio Machado, na conversa houve troca de reclamações sobre a Justiça e a operação Lava Jato. Na gravação, Fabiano Silveira faz críticas à condução da Lava Jato pela Procuradoria e dá conselhos a investigados na operação.

G1

MOVIMENTO GREVISTA DE HOJE AINDA NÃO EMPOLGA O AGRESTE. EM GARANHUNS, TOM É POLÍTICO.

Em Garanhuns manifestantes utilizam camisetas em alusão à políticos / 
E hoje a rotina do brasileiro vem sendo afetada pelas paralisações provocadas pela greve geral, convocada por Centrais Sindicais, em protesto contra as reformas propostas pelo governo Temer.
Em Recife, a paralisação afetou os transportes e reduziu o fluxo de transito nas principais ruas. Alguns horários de voos nos Aeroporto Internacional dos Guararapes foram também afetados. 
Nas rodovias que atravessam o estado, foram observados 10 pontos de retenção nas BRs 102, 232 e 423. Entre eles, retenção observada também próxima ao município de São Caetano, na altura do quilômetro 193.

Aqui em Garanhuns, os bancos não funcionam, algumas repartições estão fechadas, mas o clima é de tranquilidade, No centro da cidade, no chamadoi "Espaço Colunata", uma manifestação reúne nesse momento dezenas de manifestantes. 
Alguns deles utilizam camisetas com dizerem "FORA TEMER: LULA 2018!", em uma clara alusão à possivel participação do ex presidente Lula no processo político eleitoral de 2018. 

Segundo alguns sindicalistas entrevistados no programa ‘Falando com o Agreste’, estão programadas outras manifestações pacíficas no centro da cidade.

A empresa de ônibus coletivos local informou que os veículos estão circulando normalmente. De acordo com o comando da Polícia Militar do 9º BPM, os policiais estão de sobreaviso, mas sem nenhum esquema especial de segurança. 


Com fotos da Gabrielle Sadi