quarta-feira, 12 de abril de 2017

CARUARU AINDA NÃO TEM PROGRAMAÇÃO JUNINA DEFINIDA

E em Caruaru, o chamado “Maior São João do mundo”, ainda não tem programação definida. Faltam menos de 60 dias para o início das festas juninas e a Capital do Forró ainda desconhece a grade de programação a ser apresentada à população e ao trade turístico regional, para que se garanta um aquecimento da economia local, no evento que gera um forte impacto positivo no desenvolvimento e na indústria do entretenimento.

A prefeita Raquel Lyra (PSDB) que concedeu entrevista a uma rádio do seu município, garantiu aos forrozeiros que o pólo principal de Caruaru, o Pátio de Eventos Luiz Lua Gonzaga, será mantido e que neste ano a festa será descentralizada.

SEGURANÇA

Um impasse ocorrido no ano passado, quando o alojamento de policiais militares foi denunciado como inadequado, deve ser superado. A gestora garantiu uma melhor acomodação aos PM’s. E para garantir a diversão dos caruaruenses e visitantes, uma mega operação já está sendo planejada para que haja tranquilidade e sensação de segurança durante o evento, que proporcionalmente está para Caruaru como Festival de Inverno está para Garanhuns, analisando-se do ponto de vista de cultura e lazer, geração de emprego e de aquecimento econômico.

    

EM ENTREVISTA EXCLUSIVA AO FCA, DEPUTADO DO PSDB DIZ QUE NÃO RECEBEU DOAÇÃO IRREGULAR

Foto: Divulgação
Entre as mais de 100 autoridades políticas com foro privilegiado que aparecem em delações da empreiteira Odebrecht, o que motivou o Ministro do STF Edson Fachin a autorizar a investigação de todos, estão sete pernambucanos. 
Um deles, que foi prefeito do município do Cabo de Santo Agostinho e hoje ocupa uma assento na Câmara dos Deputados, é Betinho Gomes que pertence ao PSDB. 

O parlamentar concedeu uma entrevista exclusiva ao Programa FALANDO COM O AGRESTE, veiculado diariamente pela Rádio Marano FM de Garanhuns - PE,  nessa quarta (12) antes de viajar à Brasília. 

Na conversa, Betinho se declara inocente das acusações dos delatores e diz que o dinheiro recebido em sua campanha eleitoral teve origem lícita e que suas contas tiveram aprovação dos órgãos fiscalizadores à época. Além disso, fez questão de frizar que não exercia cargo de prefeito ou vereador no município, quando da aprovação de uma obra denominada "Reserva do Paiva" de responsabilidade da Odebrecht no Cabo de Santo Agostinho. Os delatores atribuem a Betinho o recebimento de dinheiro para aprovação desse projeto.

Clique no player abaixo e ouça a entrevista do Deputado:




PREFEITO IZAÍAS: "NÃO FUI A EVENTO PARA NÃO CONSTRANGER GOVERNADOR"

Em tom de desabafo, o prefeito de Garanhuns Izaías Régis (PTB), concedeu uma entrevista na manhã dessa quarta (12), ao radialista Luciano André, da Rádio Marano FM. 

Na sua fala, mais uma vez o gestor explicou sua ausência do Seminário Pernambuco em Ação, realizado pelo Governo do Estado aqui em Garanhuns, mas se mostrou inconformado com a forma, de acordo com Régis, de como o seu representante institucional, o vice prefeito Haroldo que se fez presente nos salões do clube AGA, foi ignorado e desrespeitado durante o evento.

Izaías ainda comentou sobre as verbas que o município não recebe em vários setores, segundo ele, além de criticar o que considera um excesso de cargos do governo na região, como os Gerentes de Casa Civil, numa alusão ao ex vereador Sivaldo Albino, que no dia anterior ocupou o mesmo espaço naquela emissora.

No início da sua fala, o prefeito de Garanhuns chegou a se referir ao Governador com o apelido de "Paulo Câmara lenta"

Clique no player abaixo e ouça a entrevista do Prefeito Izaías na íntegra:


ARENA PERNAMBUCO ESTÁ ENTRE UM DOS ESTÁDIOS CITADOS NA ACUSAÇÃO DA ODEBRECHT

Foto: Portal da Copa
Os delatores da Odebrecht informaram existem irregularidades na construção e reforma das arenas para a Copa do Mundo de 2014. De acordo com eles, em pelo menos 6 dos 12 estádios que receberam o evento, podem ser detectadas essas falhas.

A pedido da Procuradoria-Geral da República, o ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou que sejam encaminhados para outras instâncias relatos que envolvem o Maracanã, o Mané Garrincha, a Arena Castelão, a Arena da Amazônia e a Arena Pernambuco.

Os conteúdos que apontam "possível prática criminosa associada à construção da Arena Corinthians [Itaquerão]" serão investigados no próprio STF, onde já tramita um inquérito sobre o assunto, em segredo de justiça.

No Mané Garrincha, estádio mais caro, custando R$ 1,4 bilhão, de acordo com dados oficiais, os delatores João Antônio Pacífico Ferreira e Ricardo Roth Ferraz de Oliveira relataram "ocorrência de acordo de mercado". Os crimes específicos que poderão ser investigados não foram divulgados.

Nas obras do Maracanã - reconstruído ao custo de R$ 1,05 bilhão, 75% a mais que os R$ 600 milhões que se calculou gastar num primeiro momento - houve pagamento de vantagem indevida, segundo cinco delatores. Já na Arena Castelão, o delator Benedicto Barbosa da Silva Júnior, conhecido como BJ, narrou a "ocorrência de acordo entre as empresas do Grupo Odebrecht e Carioca Engenharia a fim de frustrar o caráter competitivo de processo licitatório associado à construção da Arena Castelão", segundo o despacho do ministro Fachin. Os fatos foram encaminhados à Seção Judiciária do Ceará. O ministro também autorizou que a PGR envie cópia para a análise da Procuradoria da República no Ceará.

Benedicto Júnior também contou que houve um acordo entre as empresas Odebrecht e Andrade Gutierrez para frustrar o caráter competitivo de processo licitatório associado à construção da Arena Amazônia, de acordo com o despacho do ministro Fachin, que remeteu essas informações à Seção Judiciária do Amazonas e autorizou remessa de cópia pela PGR à Procuradoria da República no Amazonas.

O delator João Antônio Pacífico Ferreira narrou a ocorrência de acordo entre as empresas Odebrecht e Andrade Gutierrez "a fim de frustrar o caráter competitivo de processo licitatório associado à construção da Arena Pernambuco". Fachin autorizou o encaminhamento de cópia destas declarações para a Seção Judiciária de Pernambuco e permitiu à PGR que as encaminhe à Procuradoria da República em Pernambuco.

RODOVIAS ESTADUAIS DE MAIOR ACESSO, TERÃO ESQUEMA ESPECIAL DURANTE ​SEMANA SANTA

Foto: NE10

A Operação Semana Santa, ​que começou na última sexta-feira (8) será reforçada, nesta quarta-feira (12), nas rodovias estaduais mais movimentadas durante o período de Páscoa. A iniciativa está sendo realizada pela Secretaria Estadual de Transporte, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), em parceria com outros órgãos de trânsito e fiscalização, e contará com 60 agentes do DER.

As vias que levam a Fazenda Nova, em Brejo da Madre de Deus, onde é encenado o espetáculo da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, está recebendo esquema especial com o funcionamento, em tempo integral, de câmeras de monitoramento. Nesta ação, o DER atuará em conjunto com a Polícia Militar.

A BR-232, nas imediações de Gravatá, também está com atenção redobrada. O foco é evitar retenções na via e facilitar a travessia dos pedestres.


A expectativa é que, até o final da Operação, as principais rodovias aumentem em 40% o fluxo de veículos nos dias mais movimentados. 

PRESIDENTES DA CÂMARA E DO SENADO SERÃO INVESTIGADOS EM INQUÉRITOS NO STF

Foto: Divulgação/Congresso
Vinte e nove senadores e 42 deputados federais serão investigados em processos da operação Lava Jato. Foi divulgada ontem terça-feira (11) a lista do ministro do Supremo Tribunal Federal, o que ampliou a apreensão e deixou o clima político em Brasília ainda mais tenso e a imprensa efervescente.

Edson Fachin, com os inquéritos abertos contra políticos de 14 partidos do Congresso Nacional, além de governadores e ministros de Estado.

Os presidentes da Câmara e do Senado estão entre os citados nas delações de ex-executivos da Odebrecht. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) - à esquerda na imagem -  virou alvo de dois inquéritos no Supremo. O deputado disse que vai provar que é inocente.


O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), teve um inquérito aberto contra ele. O senador afirmou que a Justiça brasileira tem maturidade para separar as mentiras das verdades.

Lucas Pordeus León - Radioagencia Nacional

EM NOITE FESTIVA, ALEPE HOMENAGEOU 50 ANOS DA AMUPE

Em reconhecimento aos 50 anos da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE), a Alepe, por meio de solicitação do deputado estadual Aluísio Lessa (PSB), realizou uma reunião solene para homenagear o meio século de serviços prestados da entidade.


A cerimônia teve início as 18h de ontem, terça-feira (11), no plenário da Casa de Joaquim Nabuco.
A Amupe celebrou os seus 50 anos no último dia 28. Na ocasião foi empossada a nova diretoria da organização, presidida pelo prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota (PSB), e tendo como vice a prefeita de Surubim, Ana Célia.

A prefeita de São Bento do Una,  Débora Almeida (PSB) é a Secretaria da Mulher da Associação. 

Participam ainda do Conselho Deliberativo do órgão, representando a 6ª região, como titular o prefeito da Pedra, José Osório Galvão Oliveira Filho e a sua Suplente, Lucineide Almeida Reino, (Neide Reino), prefeita de Capoeiras.


A Associação Municipalista de Pernambuco - AMUPE- foi criada em 28 de março de 1967, em plena ditadura militar. A instituição reúne os prefeitos do Estado e trabalha de forma a facilitar as demandas dos municípios e viabilizar projetos junto ao Governo do Estado.

Imagens: Alex Brassan/ AMUPE 

DEPUTADA PRISCILA KRAUSE SOLICITA DESTRAVAMENTO DA ADUTORA DA REGIÃO

Fotos: Roberto Soares/Alepe
Utilizando a tribuna da Assembléia Legislativa de Pernambuco, na sessão dessa terça feira (11), a deputada democrata Priscila Krause apresentou aos seus pares na ALEPE sete ações que, se executadas, pretendem reduzir os efeitos da seca em Pernambuco, mais especificamente no Agreste, região que sofre uma das mais severas estiagens de sua história. De acordo com a parlamentar, nesse contexto o mais emergencial é concluir a Adutora do Agreste, que se arrasta desde 2012: serão beneficiados 68 municípios e dois milhões de pernambucanos ao custo de aproximadamente R$ 1,4 bilhão.

“O que nós deputados esperamos, e estamos atentos, é para que a partir do esforço conjunto de acompanhamento e cobrança nos prazos invariavelmente descumpridos, seja recuperado o tempo perdido com rapidez nas ações do governo”, registrou Priscila, que rememorou o fato de que foi o ex-governador Mendonça Filho o responsável por exigir que Pernambuco não apenas figurasse como bacia doadora ao projeto da transposição do São Francisco, mas também como receptora. A ideia é que a Adutora do Agreste receba água da transposição.

A proposição da deputada se refere a criação de uma frente pluripartidária em defesa da regularidade dos repasses por parte do governo federal – os avanços registrados no fim de 2016 não tiveram continuidade, por enquanto, esse ano – e o pagamento das dívidas do governo de Pernambuco perante a Compesa: são mais de R$ 62 milhões de contas a receber pelas taxas de água e saneamento dos prédios públicos desde setembro de 2015.


De forma mais abrangente, Priscila também propôs integrar a política de águas com a política de saneamento, acelerando a implantação do programa Cidade Saneada (PPP da Compesa), acompanhar o pleno funcionamento dos sete comitês de bacia estaduais (Capibaribe, Ipojuca, Goiana, Pajeú, Uma, Metropolitana Norte e Metropolitana Sul) e, por fim, em situações especiais, como Fernando de Noronha, estudar a possibilidade de dessalinização e ozonização da água.

Com informações do Blog da Deputada Priscila Krause