quinta-feira, 30 de março de 2017

ANTONIO CAMPOS DIVULGA NOTA RELATANDO AMEAÇA DE MORTE E ACUSA GOVERNADOR DE PERSEGUIÇÃO


O  Advogado Antonio Campos,irmão do ex governador de Pernambuco Eduardo Campos, morto num acidente aéreo em 2014, divulgou uma nota nesta quinta-feira,30, acusando o empresário Romero Pontual de ameaçá-lo de morte.
Na nota Antonio Campos,  diz que aditou pela 8° vez um inquérito policial na 6º Circunscrição Policial no Cordeiro, que trata de ameaças e outros crimes contra sua pessoa. Isso em razão de ter chegado as suas mãos provas de ilícitos praticados pelo Sr Romero Pontual. O empresário Romero Pontual é  dono  de uma firma chamada “ Casa de Farinha ”, fornecedora de prefeituras e do estado e ex presidente da Ceasa.

Segue falando ainda que no contexto das mensagens e conversas, que o empresário Romero teria trabalhado para a derrota política dele em Olinda na última eleição para Prefeito, e depois o plano seria desmoralizá-lo moralmente, cercá-lo para afugentar seus clientes, usando forças governamentais amigas, não estando descartada á hipótese de dar fim a vida dele. Antonio Campos diz ter certeza que o empresário Pontual tem proteção do Governador Paulo Câmara, e por isso sofreria essa perseguição da atual gestão.

AS AMEAÇAS FORAM COMUNICADAS Á PF E AO PROCURADOR RODRIGO JANOT

No documento, Antonio Campos ainda fala que o empresário cooptou financeiramente a Secretária Edilene Guedes do seu escritório e outro funcionário que ele não recorda o nome para que ambos lhe passassem informações sigilosas e da atuação como político, profissional e pessoal  relativo a ele e a mãe, Ana Arraes, contratando tipo um dossiê.

Antonio Campos finaliza a nota dizendo que ante a gravidade dos fatos, a inércia e mesmo conivência de setores da cúpula do  governo do estado, pois nenhuma autoridade tinha lhe procurado há mais de 45 dias, para saber o que estava efetivamente acontecendo, ele decidiu comunicar  formalmente os graves fatos á Policia Federal, ao Procurador Geral da República Rodrigo Janot,ao Procurador Regional Federal,bem como ao presidente nacional da OAB, por ter havido quebra de sigilo profissional, o que é protegido por lei, para as providências urgentes cabíveis e necessárias,e  por estar convencido da proteção dada a Romero Pontual pelo governo estadual.






MENDONÇA FILHO SE REÚNE COM BANCO NACIONAL PARA APRESENTAR A NOVA REFORMA DO ENSINO MÉDIO

Fonte: Portal Leia Já
O Ministro da Educação, Mendonça Filho, se reuniu na última quarta-feira (29), com representantes do Banco Mundial para apresentar o projeto de reforma do Ensino Médio, com o objetivo de conseguir financiamento para as mudanças pretendidas pelo governo nas escolas do país. Atualmente, o orçamento do banco para projetos do governo brasileiro é de, aproximadamente, R$ 5 bilhões.

A reunião foi realizada pela Secretaria Executiva e pela Secretaria de Educação Básica do MEC. A negociação com o Banco Mundial já estava em andamento para a elaboração de uma carta consulta e de um acordo para a execução de projeto de financiamento de políticas públicas de educação por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).


O documento deve ser finalizado ainda no primeiro semestre de 2017 e o projeto deverá ser concluído e apresentado ao Banco Mundial no final do ano. Os recursos podem ser liberados em 2018 mas também há a chance de adiamento para o ano de 2019 devido ao calendário eleitoral.

IPEA PROJETA CRESCIMENTO DE 0,7% DO PIB EM 2017


Foto: Agência Brasil
Divulgada nesta sexta-feira, uma projeção do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) indicou que o primeiro trimestre deste ano registrará variação positiva do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, de 0,3%, na série com ajuste sazonal, rompendo uma sequência de dados negativos desde o último trimestre de 2014. Para este ano, o grupo de conjuntura do Ipea projeta um aumento de 0,7% do PIB. O instituto estima crescimento econômico de 3,4% em 2018, com inflação em 4,5%.
Segundo a Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas do instituto, a previsão para a retomada econômica leva em conta a recuperação da indústria e da agropecuária que tem previsão de supersafras de soja e grãos em geral.

Segundo o Ipea, estas estimativas consideram um cenário em que não haverá grandes mudanças no ambiente externo, que a situação política doméstica se estabilizará e que o Brasil continuará avançando na estruturação de uma estrutura legal que dê suporte a um novo regime fiscal, condição essencial para a viabilidade da retomada do crescimento.

EM PRIMEIRA INSTÂNCIA, EDUARDO CUNHA É CONDENADO A 15 ANOS DE PRISÃO

O juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, condenou no final da manhã desta quinta-feira (30), o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha a 15 anos e quatro meses de prisão. A condenação aconteceu devido aos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Além da prisão, uma multa, a ser paga pelo ex-deputado, no valor de R$ 250 mil foi fixada.

A sentença foi publicada no sistema eletrônico da Justiça Federal do Paraná (JFPR). Por ser uma condenação de primeira instância, Cunha poderá recorrer a um tribunal superior. No entanto, Moro determinou no despacho que, mesmo em uma eventual fase recursal, o ex-deputado responda sob regime de prisão cautelar.

Os 15 anos e 4 meses a que o ex-presidente da Câmara foi condenado correspondem a 6 anos por corrupção passiva, 5 anos e 10 meses por lavagem de dinheiro e 3 anos e 6 meses por evasão de divisas.


Moro também determinou que Cunha seja impedido de assumir função pública e cargo de diretor, membro de conselho ou de gerência das pessoas jurídicas pelo dobro do tempo da pena de reclusão, ou seja, por 30 anos e 8 meses. Eduardo Cunha está preso em Curitiba desde outubro de 2016.

SERVIÇO DE TÁXI E MOTOTÁXI É PAUTA DE ENCONTRO ENTRE AMSTT E IPEM

Foto: Secretaria de Comunicação de Garanhuns

O presidente da Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT), Elielson Pereira, se reuniu na última terça-feira (28), com o presidente do Instituto de Pesos e Medidas de Pernambuco (Ipem/PE), Adriano Nemésio Martins, para discutir pautas de interesse coletivo. Na agenda, que aconteceu no Recife e teve a participação do secretário-adjunto Adilson Sulene, também foi adiantada a possibilidade da chegada de um escritório do instituto no município.

O encontro se resumiu em um assunto prioritário: a melhoria nos serviços de taxistas e mototaxistas. Inicialmente, atendendo a um pedido dos taxistas de Garanhuns, o presidente da AMSTT solicitou a presença mensal de um metrologista – profissional responsável pela calibração interna e externa de equipamentos – para atender as demandas da categoria que, atualmente, precisa se deslocar para Caruaru, a pouco mais de 100km de distância, para resolver demandas com o veículo.


Na ocasião, foi firmada uma parceria entre estado e município na preparação de um estudo de viabilidade técnica para a implantação de mototaxímetros – equipamento para emitir o valor da passagem de acordo com roteiro – nos mototaxistas regulamentados. De acordo com Elielson Pereira, titular da autarquia municipal, já existe um equipamento do tipo em teste no território nacional.

VEREADORA DE GARANHUNS DIZ QUE MOTOTAXÍMETRO VAI INIBIR CLANDESTINOS

Na regulamentação do serviço de Mototaxista, alguns municípios estabeleceram tarifas para bandeira e quilometragem. Mas, na falta de um instrumento eficaz de medição até o momento, os usuários do serviço pagam o preço que o moto-taxista informa ao final do percurso ou combinou previamente. Com um equipamento chamado mototaxímetro ou motocímetro, é possível ver se a cobrança está na bandeira um ou bandeira dois, além do valor a cada quilômetro rodado. O equipamento é homologado pelo Inmetro, fabricado em São Paulo e custa R$ 950.

Em Garanhuns a Vereadora Betânia da Ação Social, (PSB) está propondo aos seus pares a aprovação de um requerimento de projeto de lei , de sua autoria, com o objetivo de equipar as motocicletas que trabalham de forma regular no serviço de transportes de passageiros. Para a parlamentar, essa medida tiraria do mercado os chamados “clandestinos”, motociclistas que não tem permissão pública para exploração desse serviço. Em entrevista à Jornalista do FALANDO COM O AGRESTE, Gabrielle Sadi, a vereadora defendeu seu requerimento.   


Clique no player abaixo e ouça a entrevista na íntegra.

A POPULARIDADE DE LULA CONTRA A POPULARIDADE DE MORO

expressoam.com
Só Lula se deu bem nas últimas semanas.
De acordo com o Estadão, “ele está longe da unanimidade que sonhou ser, mas ganhou sete pontos positivos desde fevereiro”.
A pesquisa Ipsos mostra que ele é aprovado por 38% dos entrevistados e reprovado por 59%. A péssima notícia para Lula é que Sergio Moro continua sendo aprovado por 63% dos brasileiros.
O comandante máximo da ORCRIM, que sacou 133 milhões de reais de uma conta corrente no departamento de propinas da Odebrecht, será julgado pela pessoa mais popular do país.
OS 62% DE TEMER
Indo nessa onda de popularidade o Presidente Michel Temer nunca soube aproveitar o asco dos brasileiros por Lula e Dilma Rousseff. Uma pesquisa da Ipsos, publicada pelo Estadão, mostra que o governo Temer é reprovado por 62% dos brasileiros.
É exatamente o mesmo número da pesquisa CNT/MDA, divulgada em fevereiro. Lauro Jardim informa que o programa do PMDB, que vai ao ar hoje à noite, “faz críticas indiretas ao PT e a Dilma Rousseff”.

A apresentadora diz:“O Palácio do Planalto não foi concebido para os que querem se manter nele a qualquer custo. Quem por aqui chega tem o dever de deixar, para o próximo que chega, um Brasil em ordem e pronto para ser um país cada vez melhor”.
Com informações do Antagonista e o Estadão.

CÂMARA REJEITA COBRANÇA DE PÓS GRADUAÇÃO EM UNIVERSIDADES PÚBLICAS


A Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira (29), em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que permitiria às universidades públicas a possibilidade de cobrar mensalidade de cursos de extensão e pós-graduação lato sensu.
Por se tratar de uma emenda à Constituição, o projeto precisava do apoio de, pelo menos, três quintos dos deputados (308 dos 513), mas recebeu 304 votos a favor. Ao todo, 139 deputados foram contra o texto e dois se abstiveram. Com isso, a PEC será arquivada.

Entenda a PEC
A proposta, aprovada em primeiro turno pela Câmara em outubro de 2015, previa alteração no Artigo 206 da Constituição.
Conforme a PEC, esse artigo passaria a prever que o princípio da gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais não se aplica nos casos de pós-graduação lato sensu e cursos de extensão. Nesses casos, caberia à direção da universidade decidir sobre cobrar ou não mensalidade dos alunos.
Atualmente, algumas universidades que cobram mensalidade são alvos de processos judiciais que questionam a legalidade desse tipo de procedimento.
A sessão
Deputados que integram a base de apoio do governo do presidente Michel Temer trabalharam para que a PEC fosse aprovada, enquanto parlamentares da oposição buscavam votos para que a proposta fosse rejeitada.