terça-feira, 21 de março de 2017

SAEPE APONTA OS AVANÇOS NA EDUCAÇÃO DE SÃO BENTO DO UNA

E mais uma vez os dados do Sistema de Avaliação da Educação Básica de Pernambuco apresentam excelentes resultados no ensino de São Bento do Una. A constante e significativa evolução no aprendizado dos estudantes nas áreas do conhecimento de Língua Portuguesa e Matemática evidenciam que os investimentos realizados pelo Governo Municipal foram acertados. 
Prefeita Débora Almeida (PSB)
Em um comparativo com 2015, os estudantes de 5º ano avançaram 6,1% em Língua Portuguesa e 8,7% em Matemática. Já os resultados das turmas de 9º anos apontam a evolução de 8,8% em Língua Portuguesa e 5,3% em Matemática.

De acordo com a Prefeita Débora Almeida (PSB), “O mérito vai para todos os educadores, pais e colaboradores da Educação de São Bento do Una que acreditam e contribuem para construção e evolução do Ensino de qualidade deste município.” A gestora acrescentou que confia na união e na força do trabalho de cada um para que o município possa, mesmo em meio à tantos desafios, continuar avançando.

Abaixo, os gráficos dessa evolução na educação sãobentense:







ÁGUA SUJA É DISTRIBUÍDA PELA COMPESA NA BOA VISTA EM GARANHUNS


Moradores da Avenida José Leitão, no bairro Boa Vista, aqui em Garanhuns, foram surpreendidos com a qualidade da água fornecida pela Compesa no último domingo (19). De acordo com moradores, a água chegou com uma "cor escura e com um cheio muito forte de esgoto"

Um dos moradores informou que passaram cinco dias sem água, e quando chegou, se depararam com esta situação. “A água chegou escura como se fosse tirada do esgoto e o cheio era insuportável”, relatou a Moradora, que complementou: “dois vizinhos foram à Compesa e foram informados por um funcionário que iriam verificar a situação”. Já outra pessoa, reclamou: “a caixa d´água está toda suja. A água parece que foi retirada de um esgoto”.

CINCO MANDADOS SÃO CUMPRIDOS EM PE, NA OPERAÇÃO SATÉLITES

A Polícia Federal cumpriu, nesta terça-feira (21), cinco mandados de busca e apreensão em Pernambuco, referente à Operação Satélites, desdobramento da Lava Jato com base nas delações de executivos da Odebrecht. O objetivo é investigar indícios dos crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

Além do estado, os agentes também estão atuando nas cidades de Brasília (DF), Maceió (AL), Rio de Janeiro (RJ) e Salvador (BA), num total de 14 mandados. Apesar de ter sido autorizada pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF) – o que indica que envolve pessoas com foro privilegiado -, o alvo da ação não são políticos, mas pessoas ligadas aos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Humberto Costa (PT-PE), Eunício Oliveira (PMDB-CE) e Valdir Raupp (PMDB-RO).

Em Pernambuco, são cinco mandados de busca e apreensão: dois em Boa Viagem e um na Imbiribeira, no Recife, além de um no Janga, em Paulista. Não foi informado o local do quinto mandado, concedido após o início da ação nesta manhã. Um dos endereços em Boa Viagem pertence ao empresário Mário Barbosa Beltrão e sua família, ligados ao senador Humberto Costa.

Essa é a primeira vez em que são utilizadas informações dos acordos de colaboração premiada firmados com executivos e ex-executivos da Odebrecht, homologados pela ministra Cármen Lúcia em janeiro deste ano.


A PF está atuando junto com agentes da Receita Federal, procuradores da República e do Ministério Público Federal. De acordo com o chefe de Comunicação da PF em Pernambuco, Giovani Santoro, os materiais apreendidos serão levados para a sede do órgão, no Cais do Apolo, e depois serão encaminhados para Brasília.

OPERAÇÃO CARNE FRACA: SUÍÇA BLOQUEIA IMPORTAÇÃO DE 4 EMPRESAS BRASILEIRAS


As autoridades suíças anunciaram que a entrada da carne brasileira produzida por empresas envolvidas na fraude revelada pela Polícia Federal, chamada Operação Carne Fraca, também está bloqueada. Berna não revelou o volume de importação. Mas indicou que seguiu o mesmo padrão adotado pela Comissão Europeia.

"Como somos parte da Europa, bloqueamos o mesmo número de empresas que a UE", disse Stefan Kunfermann, porta-voz do Escritório de Veterinária da Suíça. Berna não faz parte da Comissão Europeia, mas já há anos tem como tradição seguir os mesmos padrões adotados por Bruxelas. Das quatro unidades, duas são de aves, uma de carne bovina e outra de equídeos.

Na última segunda-feira (20), as autoridades europeias explicaram que exigiram que todas as empresas envolvidas no escândalo tenham seus produtos impedidos de entrar no mercado europeu, orientando os membros do bloco para que adotem "uma vigilância extra" ao tratar de qualquer produto brasileiro no setor de carnes.

Bruxelas confirmou que, se o Brasil não retirasse essas companhias da lista de exportação, a União Europeia (UE) também iria bloquear a entrada dos produtos. O continente europeu consome cerca de 10% de toda a venda de carnes nacionais.

Nesta terça-feira (21), a Comissão Europeia voltou a confirmar que, das 21 empresas envolvidas na fraude, quatro delas exportavam para o continente europeu e, assim, foram retiradas da lista de exportadores. Nas próximas semanas, o comissário de Assuntos de Saúde da UE, Vytenis Andriukaitis, viajará ao Brasil e o tema estará no centro dos debates.

Por enquanto, além de UE e Suíça, os governos da China, Egito, Hong Kong e Chile indicaram um bloqueio à carne, enquanto a Coreia do Sul teria revertido sua ideia inicial.