quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

QUEM DISSE QUE NÃO PODE FICAR PIOR : COLLOR PODE SER CANDIDATO Á PRESIDÊNCIA EM 2018

WALDEMIR BARRETO/ AGÊNCIA SENADO
Em tempos de retrospectivas de fim de ano, uma notícia parece estar relembrando os acontecimentos da década passada. Isso porque o senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL) estaria cogitando um ‘repeteco’ da sua campanha em 1989 e pensa em se candidatar, nas eleições de 2018, ao cargo de presidente da República do Brasil.

A informação foi veiculada neste fim de semana pelo site da revista Época. De acordo com a publicação, o também ex-presidente Fernando Collor vem manifestando esse interesse político às pessoas que são próximas a ele.

O parlamentar estaria interessado em concorrer ao cargo mais alto do Poder Executivo no ano que vem, em substituição ao seu mandato no Senado Federal, que só vai terminar em 2022. O senador não chegou a confirmar tal informação.

O problema é que, assim como outros políticos de grande expressão no cenário e no histórico brasileiro, Collor responde a investigações no Supremo Tribunal Federal (STF), o que pode prejudicá-lo na eventual campanha.

RÉU NA LAVA-JATO

Não custa lembrar que Collor é réu nas investigações da operação lava-jato. A Procuradoria-geral da República  acusa o parlamentar de receber R$ 29 milhões em propina por suposta influência na BR Distribuidora empresa subsidiária da Petrobrás.Segundo o ex-Procurador Geral da Republica, Rodrigo Janot, estão envolvidos no suposto esquema, a mulher do senador Carlone Collor e seis acusados que atuavam como " operadores particulares"  e " testas de ferro" no recebimento dos valores.



Nenhum comentário:

Postar um comentário