terça-feira, 14 de novembro de 2017

PALMEIRINA 'CORTA NA CARNE': PREFEITO DECRETA REDUÇÃO DO PRÓPRIO SALARIO E DE AUXILIARES

Prefeito Marcelo Neves  (PSB) tenta 'colocar casa em ordem
Nunca o significado do termo “cortar na própria carne” tinha ficado tão evidente como no caso do município de Palmeirina, localizada no agreste pernambucano, distante pouco mais de 239  quilômetros da capital, Recife. É que além de estar vivenciando um momento de grave crise financeira nacional, agravado pelas condições com as quais encontrou o município, o prefeito Marcelo Neves (PSB),  determinou através do Decreto 044/2017, vigorando desde o dia 06 de Novembro, a redução temporária de 25% no próprio salário, como também dos salários de secretários municipais.  

Em contato com a reportagem do ‘Falando com o Agreste’ o gestor palmeirinense ressaltou que o governo sangra na própria carne, com objetivo de evitar sacrifícios para o trabalhador, a exemplo de um pacote de demissões. Cargos comissionados, por exemplo, já foram afastados anteriormente para reduzir as despesas. 

O Governo de Palmeirina já havia se manifestado conosco da imprensa, acerca dos problemas que o vem impossibilitando de cumprir obrigações básicas no município. O pagamento de precatórios advindos de débitos das duas últimas gestões, por exemplo, abriu um rombo que foi assumido e vem sendo cumprido por Neves.  


"Nesse instante de dificuldades do Brasil, nosso governo vai para o sacrifício interno, visando preservar a manutenção do emprego dos trabalhadores. Para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, ou a gente demite, ou se sacrifica, preferimos o nosso próprio sacrifício". Pontuou Marcelo Neves, acrescentando ainda que Palmeirina é exemplo para a Pernambuco e para outros estados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário