quarta-feira, 25 de outubro de 2017

TEMER CONSEGUE VOTOS NECESSÁRIOS PARA BARRAR SEGUNDA DENÚNCIA NA CÂMARA

Foto: Lula Marques/AGPT
Quando a votação dos deputados pelo SIM chegou ao numero de 172 , o Plenário da Câmara Federal definiu que o relatório do Deputado José Bonifácio, (PSDB- MG), aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para que a segunda denúncia contra o Presidente Michel Temer não prossigam, fosse acatada.

Dessa forma, os parlamentares rejeitaram a possibilidade do afastamento do presidente há pouco menos de um ano das eleições presidenciais. Com esse resultado pró Temer, o presidente só pode voltar a ser investigado após o término do seu mandato.

O clima na Câmara foi tenso durante todo o dia e a votação só teve início no final da tarde. 

No final da manhã, foi divulgada pelo Palácio Planalto uma nota informando que o presidente Temer teve um desconforto. Ele teve uma obstrução urológica. O presidente foi levado para o Hospital do Exército para a realização de exames e tratamento.

Encerrada a orientação de bancada, os deputados foram chamados nominalmente para proferir o voto no microfone. 251 deputados votaram SIM;  233 votaram NÃO , totalizando 486 votantes. 26 deputados estavam ausentes.02 se abstiveram de votar. 

A admissibilidade da acusação dependia de 342 votos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário