segunda-feira, 2 de outubro de 2017

ESTADO ISLÂMICO REIVINDICA MASSACRE QUE MATOU 50 E DEIXOU CENTENAS DE FERIDOS EM LAS VEGAS

Atirador deixou 50 mortos e mais de 400 feridos durante show em Las Vegas - David Becker - AFP

O Estado Islâmico reivindicou o ataque armado que matou pelo menos 50 pessoas e feriu outras 400 durante um festival de música country em Las Vegas na madrugada desta segunda-feira. Segundo o grupo terrorista, Stephen Paddock, de 64 anos, há meses teria se convertido ao Islã, uma informação que, por enquanto, não foi oficialmente confirmada por fontes externas. É também difícil saber se o atirador, que se matou após cometer o massacre,"efetivamente havia se inspirado nos jihadistas — mais cedo, autoridades disseram que ele agiu sozinho e provavelmente não era filiado a nenhum grupo armado ou terrorista. A família do atirador expressou choque ao saber da tragédia provocada pelo americano, que nunca teria dado sinais aos seus parentes de radicalização.


"O ataque de Las Vegas foi executado por um soldado do Estado Islâmico, que o levou a cabo em resposta aos chamados de mirar contra os Estados da coalizão", disse a Amaq, agência de notícias do EI, em referência à aliança internacional liderada pelos EUA para combater os terroristas. "O atacante de Las Vegas se converteu ao Islã alguns meses atrás".




Leia mais: https://oglobo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário