sábado, 21 de outubro de 2017

ENCONTRO COM DEPUTADOS EM BRASÍLIA, PROTAGONIZOU EPISÓDIOS DE INDIGNAÇÃO DE PREFEITOS PERNAMBUCANOS

Anexo IV da Câmara, foi pequeno para movimento.
A reportagem do programa e blog ‘Falando com o Agreste’, que participou da cobertura jornalística no encontro dos gestores pernambucanos, realizado na última Quarta feira (18) no anexo IV da Câmara dos Deputados em Brasília, ouviu diversos prefeitos da região e também presenciou o inconformismo, a luta e os momentos de desabafo dos prefeitos na busca da obtenção das suas demandas. 
Os gestores buscaram na agenda, chamar a atenção do governo federal para a pauta municipalista.

Izaías Régis (PTB), prefeito de Garanhuns, cobrou efetividade nas
respostas da União aos municípios.
Foto/reprodução: Falando com o Agreste
Dentre os filiados à AMUPE - Associação Municipalista de Pernambuco -, cerca de 80, (a grande maioria do interior do estado), estiveram participando de uma conversa frente à frente com diversos deputados federais convidados para o evento. 
Entre estes, se destacaram os prefeitos de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), que falou sobre as dificuldades em converter as demandas nos ministérios em ações efetivas. Apesar de Garanhuns ter uma maior arrecadação que muitos municípios do Agreste, isso não impede o município de estar sofrendo com a grave crise, que impossibilita investimentos e juntamente com o bloqueio de cerca de 8 milhões de reais do município, a governabilidade se torna ainda mais difícil. 

Débora Almeida (PSB), prefeita de São Bento do Una.
perguntou se os deputados eram municipalistas.
Foto reprodução: Marcelo Jorge/Falando com o Agreste
A Prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida (PSB), chegou a inquirir os deputados presentes acerca do posicionamento municipalista destes e o grau de compromisso dos parlamentares com suas bases eleitorais.

A gestora narrou para a base parlamentar pernambucana que as prefeituras estão assumindo grandes responsabilidades junto às suas populações, principalmente frente às políticas socias de saúde e educação e as contrapartidas da união a cada período são mais escassas.

Rossine Blésmany (PSD), prefeito de Lajedo. Retrato da indignação
dos prefeitos - Foto: Divulgação
Já o prefeito de Lajedo, Rossine Blésmany (PSD), convidado a usar da palavra na ocasião, foi breve, porém direto e objetivo na sua fala. De forma contundente, Blésmany desafiou os deputados presentes a tomarem uma posição ao lado dos prefeitos.
Segundo Rossine, “Os deputados precisam estar ao lado da gente por inteiro. Pela metade não serve. Se não defender os municípios, melhor não aparecer no próximo ano para pedir voto”. 

O prefeito foi apoiado por aplausos dos seus colegas presentes e criou por alguns segundos um silêncio constrangedor entre os parlamentares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário