sábado, 2 de setembro de 2017

PREFEITO MARCELO NEVES BUSCA AJUDA DO ESTADO E DA UNIÃO, PARA RESOLVER CAOS FINANCEIRO EM PALMEIRINA

Pref. Marcelo Neves ao lado do Deputado Claudiano Filho e do Prefeito de Calçado,  
Expedito Nogueira, em agenda recente com Governador Paulo Câmara. 
Foto: Divulgação
Como relatado em primeira mão, no nosso programa de Rádio e aqui no blog ‘Falando com o Agreste’, o município de Palmeirina vem atravessando um momento de instabilidade econômica, gerada principalmente por irresponsabilidade administrativa das gestões anteriores. O prefeito daquele município, Marcelo Neves (PSB) detalhou à nossa reportagem os principais débitos assumidos por sua gestão, dentre eles folhas de pagamento atrasadas, precatórios - requisições de pagamento expedidas pelo Judiciário para cobrar de municípios, estados ou da União, assim como de autarquias e fundações, o pagamento de valores devidos após condenação judicial definitiva, contribuições para o fundo de previdencia municipal, além de débitos com fornecedores de iluminação pública e de outros serviços essenciais.
Na opinião do gestor socialista, será tarefa quase impossível gerir o município dentro desse cenário desolador. 

Para minimizar os efeitos do problema e buscar soluções imediatas, Marcelo Neves esteve essa semana com o Governador Paulo Câmara (PSB), acompanhando do seu colega e prefeito de Calçado Expedito Nogueira e do deputado estadual Claudiano Filho, estes últimos pertencentes ao Partido Progressista – PP.

Na conversa, segundo Neves, o governador sensibilizou-se com a situação e se prontificou a buscar alternativas para colaborar com o município. Uma das medidas sugeridas seria o levantamento dos recursos da Saúde e da Educação destinadas à Palmeirina, para que essa verba fosse liberada em caráter de urgência.

Após essa agenda, o prefeito seguiu para Brasília, onde também teve audiência com o Ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB). A pauta, semelhantemente, foi a situação do município que governa. No FNDE o prefeito buscou resolver pendências deixadas pela última gestão que conseguiu convênios, mas não executou as obras.
Na secretaria da Previdência, Ministério da Fazenda, o gestor se informou acerca da COMPREV, a compensação previdenciária, na tentativa de reduzir o aporte financeiro da Prefeitura para o fundo de previdência local (PALMEPREV). 

Após estas agendas, o prefeito Marcelo declarou: "Hoje, a população de Palmeirina encontra o prefeito a semana inteira na prefeitura, como não encontrava nos governos anteriores. Não vou me dobrar perante os problemas! Aos governos estadual e federal, peço auxílio e à população palmeirinense, peço compreensão". 

O governo de Palmeirina deverá também apresentar a sociedade local em poucas semanas em uma audiência pública, o detalhamento dessas contas, já veiculado pela imprensa.

Um comentário: