sexta-feira, 15 de setembro de 2017

PGR ACUSA " QUADRILHÃO " DO PMDB DE ROUBAR R$ 587 MILHÕES DOS COFRES PÚBLICOS

Imagens do blog Diário do Poder

De acordo com a denúncia apresentada ontem pela Procuradoria-Geral da República, a estimativa do total de propina levada pelos integrantes do “quadrilhão do PMDB” chega a R$ 587.101.098,48. O esquema envolve fraudes em contratos nas empresas federais Petrobras, Furnas e Caixa também nos ministérios da Agricultura e Integração Nacional, além da Secretaria da Aviação Civil e Câmara dos Deputados. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Só da Petrobras em 2011, por exemplo, a PGR estima que o PMDB da Câmara repartiu US$ 11,55 milhões em apenas um contrato.
São acusados pela PGR o presidente Michel Temer, os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco e ex-ministros que foram deputados.
Os ex-deputados Eduardo Cunha, Geddel Vieira Lima, Rodrigo Rocha Loures, Henrique Eduardo Alves são réus no “quadrilhão do PMDB”.
Para Janot, o “núcleo político” da suposta organização criminosa era composto por Temer, Padilha, Moreira Franco, Rocha Loures e Cunha. 

Diário do Poder

Nenhum comentário:

Postar um comentário