sábado, 9 de setembro de 2017

JANOT PEDE PRISÃO DE JOESLEY, SAUD E EX-PROCURADOR MILLER

Joesley pode ser preso. Foto: Dida Sampaio/Estadão
Em em mais um capítulo da delação que vem provocando uma reviravolta geral na política nacional, o Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ontem, sexta feira (08) ao STF (Supremo tribunal Federal) as prisões dos empresários da JBS, Joesley Batista e Ricardo Saud e do ex procurador da República Marcello Miller. A PGR e o Supremo ainda não confirmaram a informação, dada pelo Jornal O Estado de São Paulo e pelo portal G1.
A decisão sobre o pedido será tomada pelo Ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF.

Na última segunda feira (04), janot realizou uma coletiva de imprensa onde informou que novos áudios foram entregues pelos delatores da JBS e indicavam que o ex procurador Marcello Miller atuou na “confecção de propostas de colaboração” do acordo que viria a ser fechado entre os colaboradores e o Ministério Público Federal.

Acreditando ser este um caso de omissão de informação, Janot avisou que os termos da delação premiada dos executivos poderiam ser cancelados, o que ocorre com este pedido de prisão. Na mesma coletiva, porém, o procurador informou que mesmo os delatores perdendo seus direitos acordados, as provas apresentadas continuam valendo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário