sábado, 16 de setembro de 2017

CONHEÇA COMO DEVE TRAMITAR A DENÚNCIA CONTRA O PRESIDENTE TEMER

Pedro Ladeira/Folhapress
Com a apresentação da denúncia contra o presidente Michel Temer, o Supremo Tribunal Federal (STF) vai enviar o caso para a Câmara dos Deputados, que autoriza ou não a investigação.

Mas o ministro relator da Operação Lava Jato na Suprema Corte, Edson Fachin, já informou que vai aguardar a decisão do plenário do STF sobre a suspensão da denúncia contra Temer e integrantes do PMDB.

Quando for enviada à Câmara, a denúncia segue um rito até chegar ao plenário.
O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, deputado Rodrigo Pacheco, do PMDB, divulgou um vídeo nas redes sociais explicando a tramitação.
De acordo com as regras, o presidente da comissão deve escolher um relator para a denúncia. Segundo Rodrigo Pacheco, a escolha do deputado que irá relatar o caso será equilibrada. Ele garantiu que vai eleger alguém que tenha conhecimento técnico e condições de levar adiante uma missão como esta.

Na primeira denúncia contra Michel Temer, governistas fizeram diversas trocas de membros da Comissão de Constituição e Justiça e foram criticados por tentar blindar o presidente. Mas a base aliada rebatia, dizendo que apenas trocou parlamentares que não se sentiam confortáveis em votar a denúncia.


Para que a investigação seja autorizada, são necessários 342 votos, ou seja, dois terços do total de deputados..

Nenhum comentário:

Postar um comentário