sexta-feira, 7 de julho de 2017

“MUNICÍPIO QUE NÃO APÓIA O GOVERNO PAULO CÂMARA SOFRE DISCRIMINAÇÃO”, DIZ ÁLVARO PORTO

Extremamente polêmico, desequilibrado, opositor ferrenho, desrespeitoso, agitador’... são alguns dos muitos adjetivos – esses os menos pejorativos – com os quais os adversários políticos utilizam para nominar o Deputado Estadual Álvaro Porto (PSD), em razão dos seus duros discursos nos quais quase sempre apresenta críticas e denúncias contra o poder público estadual. 

Mas, esses mesmos adversários não podem omitir algumas características cada vez mais raras no universo político nacional e presentes na personalidade de Porto: Autenticidade, sinceridade e coragem. Esses atributos provavelmente garantiram a Álvaro os 44.622 votos em 2014, a grande maioria obtidos no Agreste, sua base.   

Ex prefeito de Canhotinho no Agreste do estado, por duas vezes, ele é desses parlamentares que dão um boi para não entrar em uma briga, mas depois da briga feita, dão uma boiada para não sair. O deputado, que após ser eleito como opositor ao governo Paulo Câmara (PSB), chegou a formar como seu aliado em razão da posição do seu partido, que até hoje se mantém como base do palácio, mas após se definir como oposição de fato, vem utilizando a tribuna da ALEPE para tecer críticas ferozes ao Governo e integrou-se inclusive à caravana de oposicionistas, entre eles a deputada Priscila Krause (DEM), que cumpriu agenda em quase todas as regiões do estado.
Denominada PERNAMBUCO DE VERDADE, a agenda serviu, na sua opinião,  para “desmentir” o Governo de Câmara e mostrar um estado com muitos problemas e poucas soluções.
Perguntado se a sua cidade, Canhotinho, sofria discriminação do governo na execução de obras ou nos repasses de verbas estaduais, Álvaro Porto foi enfático: “Aonde tem aqui (sic) nessa região gestores que não comungam da cartilha do governador, há discriminação.” 
   
O parlamentar concedeu entrevista na tarde dessa sexta feira (07) e o leitor confere clicando no player logo abaixo.    

Um comentário: