domingo, 9 de julho de 2017

CONHEÇA A PLANTA QUE MATA ATÉ 98% DE CÉLULAS CANCERÍGENAS

Melão-de-são-caetano: planta mata até 98% de células cancerígenas

O melão-são-caetano (Momordica charantia L.) é uma espécie vegetal silvestre, da família das cucurbitáceas. Pode ser encontrada tanto em áreas urbanas como em áreas rurais, e é tradicionalmente utilizada para fins medicinais. O melão-de-são-caetano é originário da Índia e da China, é uma planta trepadeira com frutos e folhas de sabor amargo. É conhecida por ter propriedades que tratam diabetes, feridas, tanto externas como internas, além de outras diversas atividades medicinais como antibiótico, antioxidante, antiviral, tônico, entre muitos outros. 

A planta é um vegetal comum da Ásia e que tem o nome de melão amargo (Momordica charantia - no Brasil, pode ser conhecido como melão-de-são-caetano), sendo popular na região de Okinawa, no Japão.
O suco do vegetal, na concentração de 5% em água mostrou ter um potencial assombroso de lutar contra o crescimento dos quatro tipos de cânceres pancreáticos pesquisados, dois dos quais foram reduzidos em 90%, e os outros em incríveis 98% apenas 72 horas após o tratamento!
Será que esses estudos de laboratório também servem para animais vivos? A resposta é um sonoro “sim”! Pesquisadores da Universidade de Colorado aplicaram doses em ratos que seriam proporcionais a humanos, e eles apresentaram uma redução em 64% do tamanho de seus tumores, sem efeitos colaterais. Esse nível de melhora ultrapassa os alcançados atualmente com o uso de quimioterapia para um tipo de câncer tão letal.

A dose utilizada foi de seis gramas de pó do melão amargo para um adulto de porte médio (75 quilos). Os grandes laboratórios e companhias farmacêuticas buscam encontrar petroquímicos patenteáveis que obtenham o mesmo resultado que Deus colocou nesse vegetal. Eles ficam boquiabertos como uma planta tão despretensiosa consegue desnutrir o câncer sem precisar de nenhuma química complexa.
No centro médico da Universidade de Saint Louis, a Dra. Ratna Ray, Ph. D. e professora de patologia, liderou pesquisas similares, testando primeiramente em células de câncer de mama e próstata e depois experimentando em cânceres da cabeça e pescoço, que embora representem 6% apenas dos casos, são agressivos e se espalham facilmente, começando por vezes pela boca, garganta, nariz.
Todas as células cancerosas mostram uma produção anormal de energia que utiliza fermentação ineficiente de glicose. O melão amargo pode ser um excelente aliado ao combate dessa produção de energia anormal. Você pode encontrá-lo na maioria das lojas naturais ou comprar online.
Fonte: Ecycle.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário