domingo, 2 de julho de 2017

BELO JARDIM EM DOMINGO DE ELEIÇÃO. NOVO PREFEITO SERÁ CONHECIDO HOJE A NOITE

Eleições colocam municício do Agreste é destaque hoje na
mídia nacional
Os eleitores de Belo Jardim, no Agreste do estado, estão mais uma vez de volta às urnas hoje, domingo (02), para participarem da eleição suplementar e escolher o novo prefeito que administrará a cidade até 2020. 

Estão no páreo o empresário e ex-vice prefeito Luiz Cláudio (PSB), o prefeito interino e presidente da Câmara, Gilvandro Estrela (PV), e o empresário Hélio dos Terrenos (PTB). Além da disputa pela prefeitura do município, está em jogo a força política dos respectivos padrinhos dos candidatos que buscam ampliar suas bases eleitorais visando a eleição para o governo de Pernambuco em 2018.

Luiz Carlos tem como padrinho político o governador Paulo Câmara (PSB). É apoiado, ainda, pelo deputado estadual Aluízio Lessa (PSB) e o filho do ex-governador Eduardo Campos, João Campos (PSB). Sua campanha foi coordenada por João Mendonça (PSB), eleito em outubro do ano passado, mas que perdeu o cargo de prefeito por determinação judicial em 11 de maio deste ano, quando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou liminar que mantinha a posse do socialista, condenado por improbidade administrativa.

Gilvandro Estrela aposta suas fichas na aliança com o ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), para vencer o pleito. Enquanto Hélio dos Terrenos (PTB) tem o senador Armando Monteiro Neto (PTB) como principal “cabo eleitoral” e conta com o apoio do ex-presidente Lula (PT). O petista chegou a fotografar e gravar mensagem de apoio à sua candidatura.
Antes da confirmação das candidaturas chegou-se a especular uma eventual aliança entre os candidatos do senador Armando Monteiro e do ministro Mendonça Filho.
O acordo, no entanto, não foi adiante. Na reta final da campanha, os candidatos investiram em caminhadas, trabalho de porta a porta e comícios para chamar a atenção do eleitores. Apesar das divergência políticas, os três foram unânimes em afirmar que a violência tem se transformando num problema para os moradores. A questão da falta de segurança está na pauta de prioridade dos candidatos.
A Justiça Eleitoral chegou a escalonar os comícios, na última semana de campanha, por causa da falta de segurança. O candidato Gilvandro Estrela suspendeu a caminhada que fazia na cidade após uma briga resultar na morte de um rapaz. O episódio de violência não teve relação com o acirramento da campanha, mas segundo Estrela, o crime aconteceu por falta de policiamento. “Decidi trocar o comício que faria por uma caminhada pela paz por conta da violência. Faltou ao governador Paulo Câmara o gerenciamento que o ex-governador Eduardo Campos tinha”, critica.

Para o candidato Hélio dos Terrenos, a população precisa se sentir protegida, algo que não está acontecendo no governo do PSB. “Pretendo criar uma central de monitoramento no centro da cidade, na entrada e na saída, além de uma guarda municipal para ajudar no combate a violência”, promete.

O candidato Luiz Carlos também citou a escalada da violência no país e garantiu que caso seja eleito fará videomonitoramento na cidade. “Implantaremos câmaras de segurança na cidade e nos três distritos (Xucuru, Serra dos Ventos e Água Fria), além de fazer com que a guarda municipal trabalhe numa ação conjunta para reduzir a violência”, afirma.

A eleição deve ser encerrada as 17 horas. O município de Belo Jardim tem 60.037 eleitores aptos a votar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário