terça-feira, 4 de julho de 2017

6 FOTOS QUE VOCÊ DEVE APAGAR DAS REDES SOCIAIS PARA SE CANDIDATAR PARA UMA VAGA DE EMPREGO


Se você faz parte dos 13,5 milhões de desempregados no país sabe o quão exaustivo é passar horas enviando currículos e não receber nenhuma resposta. Em busca de oportunidades, muitas pessoas aproveitam a falta de um trabalho para se qualificar com cursos profissionalizantes, corrigir erros e dar um up no currículo e até buscar renda extra com atividades alternativas.
As redes sociais também merecem atenção nesse processo, afinal, em tempos de superexposição via Facebook, Instagram e Twitter, é natural que os recrutadores deem uma olhadinha nos perfis dos candidatos em busca de mais informações.
Se isso é certo ou errado, fica para outra discussão. Em um momento em que se adaptar ao mercado é essencial para garantir uma vaga, rever as fotos postadas nas redes sociais é necessário para ganhar pontos nas entrevistas.
Preservando a reputação
Está em dúvida se o seu conteúdo online pode te atrapalhar na hora do recrutamento? Veja agora quais fotos você não deve postar (ou, se postou, deve apagar) antes de se candidatar para uma vaga.
Muito corpo e sensualidade
Fotos que mostram demais podem passar uma imagem bem negativa do futuro funcionário. Isso vale para aquelas selfies de biquíni, de sunga, deitado/a de bruços na areia da praia, mostrando a barriga na academia ou com roupas muito decotadas.
É claro que não tem problema se exibir de vez em quando, mas essa postura em excesso dá a impressão de que o funcionário poderá ter problemas para se adaptar às regras da empresa, em especial aquelas mais exigentes e rígidas, cujo traje é formal, por exemplo. Na dúvida, evite.
Bebidas, cigarros e drogas ilícitas
Quem nunca postou uma foto com copo na mão que atire a primeira pedra. O problema é quando essas imagens inundam o perfil e dão a impressão que o único objetivo do candidato é beber – o que, obviamente, não é saudável, já que ninguém quer um funcionário de ressaca durante a semana.
O vício em cigarro é pior ainda. Muitas empresas nem permitem que os funcionários fumem dentro do espaço de trabalho e levam em consideração se o candidato fuma ou não como critério para contratação. Quanto às drogas ilícitas, nem precisamos falar nada, não é?
Desrespeito às leis
Roubou um cone na rua? Gravou um vídeo enquanto dirigia? Invadiu algum espaço para tirar fotos? Por mais que pareçam infrações leves você desrespeitou as leis e isso pode arranhar sua imagem como profissional.
Diferente das fotos em baladas no fim de semana ou até das fotos sensuais, que são postadas por ego ou diversão, esse tipo de conduta diz muito sobre o caráter do candidato, e nenhuma empresa quer ser associada a um funcionário que não respeita as regras e comete infrações para postar nas redes sociais.
Mensagens de ódio
Em tempos onde a pauta da diversidade está em alta as empresas que demonstram tolerância e respeito ganham pontos e estão em alta. Seja pela causa LGBT, feminista, religiosa ou de raça, o preconceito é cada vez menos aceito e quem segue sendo retrógrado só vai perder espaço.
Logo, mensagens de ódio, piadinhas preconceituosas e apologia à crimes descreditam qualquer candidato na primeira passada pelo perfil. Nenhuma empresa quer ser associada a alguém com essa postura, então que isso sirva de incentivo para que as pessoas sejam mais tolerantes.
Palavrões e obscenidades
Legendas repletas de palavrões, termos obscenos e baixarias em geral afetam muito a forma como os recrutadores encaram sua postura no trabalho. Eles podem entender que é assim que você se comunica no dia a dia ou que a qualquer situação de pressão reagirá soltando cobras e lagartos.
Da mesma forma, fotos mostrando o dedo do meio ou fazendo apologia a outros xingamentos podem demonstrar que você não respeita as regras e não aceita ordens, fazendo com que os recrutadores ignorem seu currículo.
Temas polêmicos
Você pode – e deve! – ter suas opiniões, ideologias e valores, mas saiba que ao falar sobre isso em uma rede sociais deve arcar também com as consequências, incluindo uma imagem que os recrutadores podem ter de você.
Uma foto na Marcha da Maconha, por exemplo, pode pegar muito mal para um recrutador mais conservador, mesmo que você deixe claro que só apoia a descriminalização. Lembre-se que quem está observando seu perfil tem valores e opiniões próprias, e mesmo que tente ser isento pode acabar torcendo o nariz para algumas coisas.

Fonte: Hintigo

Nenhum comentário:

Postar um comentário