domingo, 18 de junho de 2017

BOMBEIROS CONTINUAM TRABALHANDO NO COMBATE ÀS CHAMAS NA REGIÃO CENTRAL DE PORTUGAL

Incêndio em Portugal já dura um dia.  Crédito: AFP
Quase um dia após o início do incêndio em Pedrógão Grande, na região central de Portugal, as autoridades do país informaram que já foram encontrados 58 corpos de vítimas da tragédia. O número foi confirmado em um boletim divulgado neste domingo. Mais da metade dos mortos estavam carbonizados dentro de automóveis, tentando sair das aldeias que eram os focos das chamas.  

O fogo ainda não foi controlado pelo Corpo de Bombeiros e o trabalho para a localização de outras vítimas continua. A tragédia acontece poucos dias depois de um prédio em Londres, na Inglaterra, também ser atingido pelo fogo, provocar dezenas de mortes e chamar a atenção da opinião pública da Europa.

De acordo com o repórter Nuno Freitas, da rádio TSF, o clima quente, a pouca umidade e os fortes ventos no local ajudaram a alastrar as chamas. A área atingida tinha uma grande floresta de eucaliptos, que são extraídos pela indústria madeireira local.

Embora os vilarejos da região que sofreu com o incêndio não registrem uma grande concentração de população, era grande a circulação de pessoas pela região. A operação para o salvamento encontra grandes dificuldades para chegar aos pontos onde podem estar as vítimas devido aos estragos ocasionados pelo fogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário