quarta-feira, 17 de maio de 2017

TEMER E OS PREFEITOS BRASILEIROS

*Por Marcelo Jorge

Diferentemente de anos anteriores, quando os gestores municipais que vinham até Brasília para participar da “Marcha dos Prefeitos” reclamavam que a volta para os seus municípios era sempre de mãos vazias, a 20ª edição desse evento que vem sendo realizado no CICB – Centro Internacional de Convenções e Brasília – trouxe alguns dividendos no mínimo interessantes para os prefeitos.  
O presidente Michel Temer assinou já na abertura do evento na terça-feira, a medida provisória que prevê o parcelamento de débitos relativos a contribuições previdenciários dos estados, Distrito Federal e municípios.
Em seu discurso, Temer voltou a defender que é necessário mudar a “cultura centralizadora” que existe desde a época do descobrimento. Segundo ele, é com o objetivo de mudar essa centralização que seu governo atua em parceria com o Poder Legislativo. “Temos todos uma vocação centralizadora extraordinária e achamos que tudo tem de ser feito pela União, a quem todos recursos são conduzidos”, disse ele. "E as reformas foram feitas para restaurar uma verdadeira federação e para fortalecer os municípios”, acrescentou.

PUBLICIDADE

A declaração feita durante a cerimônia de abertura da 20ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, pode ter soado para oposicionistas como de caráter publicitário, já que a popularidade de Temer é baixa em todo o país, mas a verdade é que para 70% dos municípios brasileiros, a medida cai como uma luva em um momento onde o municipalismo sofre duros golpes na luta contra diversas crises, umas nacionais e outras localizadas, como é o caso da estiagem que atinge grande parte da região Nordeste.


A Marcha dos Prefeitos segue até amanhã, quinta-feira (18). Com a cobertura do Programa Falando com o Agreste, exibido pela Rádio Marano FM, a única emissora em Pernambuco cobrindo a pauta, nesses três dias estão ocorrendo palestras e debates sobre temas de interesse das administrações municipais com a participação de autoridades dos Três Poderes e de cerca de mais de quatro mil prefeitos de todo país.

*Marcelo Jorge é Correspondente especial em Brasília durante a Marcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário