quarta-feira, 24 de maio de 2017

SITUAÇÃO APÓS ATOS CONTRA TEMER EM BRASÍLIA ESTÁ SENDO CONTROLADA, MAS TENSÃO CONTINUA

Após quase três horas de confronto, inclusive com vítimas atingidas por balas de borracha e um manifestante ter sua mão dilarcerada  ao tentar soltar um rojão, a situação nesse momento já é menos tensa em Brasília. Os prédios dos ministérios já foram evacuados.  Os manifestantes pedem a renúncia do presidente Michel Temer e criticam as reformas trabalhista e da Previdência. Às 15h50, havia cerca de 35 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios, segundo a PM. Segundo a Central Única dos Trabalhadores (CUT), 200 mil pessoas passaram pelo protesto durante todo o dia.

Quatro pessoas foram detidas e uma ficou ferida por arma de fogo, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal. Um dos presos é um professor do Espírito Santo que estava acompanhado da filha, menor de idade. Três dos detidos portavam entorpecentes e arma branca, segundo a Polícia Militar.

Alguns parlamentares de oposição foram às ruas se integrar as manifestações que pedem a saída de Temer, mas evitaram as vias com  confronto. Na Rodoviária do plano Piloto outros manifestantes se juntam para, provavelmente seguir em direção ao Congresso e ao Palácio do Planalto.


Os dois sentidos da esplanada estão com o trânsito fechado e a polícia do Distrito federal se dirige para o terminal, tentando conter os manifestantes mais exaltados. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário