sexta-feira, 26 de maio de 2017

NOVA PESQUISA PÕE LULA EM 1° LUGAR EM SERGIPE, BOLSONARO E MARINA EM 2° E LUCIANO HULK SURPREENDE EM 4°


Luciano Hulk foi a grande surpresa em pesquisa em Sergipe
O ex-presidente Lula (PT) aparece em primeiro com 45,3% das intenções de voto em Sergipe, segundo levantamento da Paraná Pesquisas. Marina Silva (Rede) e Jair Bolsonaro (PSC) vêm em seguida com 8,6% e 8,5%, respectivamente. A surpresa é o quarto colocado, o apresentador Luciano Huck, com 7,6% e à frente do prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), que tem 4,9% e é seguido pelo ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa (3,8%). Ciro Gomes (PDT) tem 2,9% e o presidente Michel Temer (PMDB) tem 1,2%. Para 13,3% dos entrevistados, nenhum deles merece ser votado e 3,9% não souberam ou não quiseram opinar.
Em outro cenário, com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, como candidato do PSDB, Lula lidera com 45% seguido por Bolsonaro (9%), Marina Silva (8,6%), Huck (7,4%), Alckmin (5,5%), Barbosa (4,4%), Ciro (2,9%) e Temer (1,1%). Nesse caso, 12,5% não votariam em nenhum dos candidatos listados e 3,6% não souberam responder.
Segundo turno
A Paraná Pesquisas simulou eventuais disputas de segundo turno entre os líders, com vitória de Lula em todos os cenários. Confira:
Lula 56,8% Jair Bolsonaro 21,3% (Não sabe 3,3% Nenhum 18,6%)
Lula 54,9% Marina Silva 25,2% (Não sabe 3,2% Nenhum 16,7%)
Lula 56,7% João Doria 22,4% (Não sabe 3,6% Nenhum 17,3%)
Lula 55,9% Geraldo Alckmin 21,2% (Não sabe 2,6% Nenhum 20,3%)
Governo Michel Temer
Entre os sergipanos, a desaprovação do governo do presidente Michel Temer é de 85,6% contra 11,5% de aprovação e 2,9% não souberam ou não quiseram opinar.
Para 56,1% dos entrevistados, o governo Temer está pior que o de Dilma Rousseff (PT). Outros 30,5% acreditam que não mudou nada na forma de administrar e 10,4% consideram o governo do peemedebista melhor que o da petista. Só 3% não soube opinar a respeito.
A Paraná Pesquisas ouviu 1.502 eleitores em 32 municípios de Sergipe entre os dias 18 e 22 de maio, após a revelação da delação da JBS. O levantamento foi feito por meio de entrevistas individuais, com checagem simultânea de 20% delas. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de 2,5% para mais ou menos.
Diário do Poder

Nenhum comentário:

Postar um comentário